quarta-feira, 27 de abril de 2011

Lá vem o Paulo

Todo mundo que acompanha o blog sabe que sou fã do Paulo Giovanni que foi meu patrão em 2005 a 2007.
Esta admiração vem desde quando era garoto no Rio nos anos 70/80 e lá pelas oito da manhã o nosso radinho que ficava na cozinha tocava: “Lá vem o Paulo, o Paulo Giovanni Show...”. E ali num oferecimento das Casas Sendas ele alegrava as manhãs de uma família bem pobre cujo rádio era a única diversão e nos convidava pra dar um pulinho nas Casas Sendas pra “tomar água gelada e cafezinho Sendas de graça”. E a gente ia.
Em 1973 ele criou a Paulo Giovanni Comunicação e durante 25 anos esta foi uma das maiores agencias de publicidades do Rio de Janeiro até associar-se à FCB Worldwide em 98 tornando se uma das dez maiores do Brasil.
Cheguei por lá por conta da Fiat em 2005 e tive o prazer de conhecer pessoalmente o chefe que gostava de pão com mortadela aliás, ítem obrigatório em todas as festinhas de aniversário da agência, o chefe que espalhava folha de arruda pela agencia toda terça-feira e fazia questão de cumprimentar todos os funcionários quando chegava pela manhã, o chefe que ia trabalhar de domingo e acabava ficando trancado no prédio tendo que pedir a algum funcionário para resgatá-lo, o chefe que deu esporro no boy que passou por ele e não deu "bom dia", o chefe que cedia a vez de entrar no elevador e sempre puxava assunto.O chefe que numa festa junina no interior foi no mesmo ônibus com os funcionários contando de como foi expulso de um pub holandes...e que bebia kaiser sem o menor pudor quando esta cerveja era conta da agência.O chefe que gritou: "Pessoal ganhamos a conta do Habib's" para em seguida explodir de alegria junto com toda sua agência e eu estava lá. O chefe que disse que "É uma merda fazer 56 anos de idade mas é uma puta merda não fazer." O chefe que é vascaíno...numa prova de que ninguém é perfeito.

 Copa da giovanni onde fazíamos as refeições...
Pãozinho com manteiga todas os dias pela manhã era uma das graças da agência

Quando a Fiat saiu da Giovanni+DraftFCB ele já não estava mais por lá pois tinha vendido suas ações para o FCB e a agência perdeu um pouco de sua graça.Quando a Fiat saiu de lá eu também sai. A gente veio parar na Leo Burnett (eu trabalho na Re-sources para a Leo Burnett).
No final do ano o Giovanni de volta ao mercado publicitário depois de uma "quarentena" de três anos criou a Tailor Made que nesta semana foi incorporada pela Leo Burnett e hoje 27/04/11 ele assume oficialmente a presidência da Leo Burnett – Tailor Made.Leia mais  AQUI

É um bom dia pra alguém resgatar aquela vinhetinha dos anos 70 e mandar tocar no prédio da Leo Burnett assim que ele virar a esquina da rua Brejo Alegre:

“Lá vem o Paulo,
O Paulo Giovanni,
Lá vem o Paulo Giovanni Show.
Alegria, otimismo, muita sorte e muita simpatia,
Lá vem o Paulo, o Paulo Giovanni Showwwwwwww”

Bem vindo Giovanni,
Boa sorte!

terça-feira, 26 de abril de 2011

Vai uma dose de bom humor aí?

Depois daqueles textos que escrevi sobre a minha jornada entre consultórios médicos e dezenas de exames que você pode conferir nos posts abaixo, resolvi por livre e espontânea pressão iniciar uma dieta rigorosa. Comecei por cortar aquilo que mais gosto que é tomar uma cervejinha bem gelada todos os dias(!). Pois eis que já estou sem beber há mais de um mês. De novo explico, por determinação própria e já que estava sem beber porque não cortar o açúcar também e porque não procurar uma nutricionista?

Dito, pensado e feito agora ando às voltas com um monte de ervas, cereais, legumes e verduras...estou manjando tudo de mulungu, centelha asiática, cavalinha, espinheira santa, folhas de oliveira.
Pensa que perdi o bom humor por causa disso? Nada. No meio da dieta uma receita, Mix Energético do Bom Humor. Caramba, isto existe? Sim e isto é uma descoberta e tanto. Você não precisa mais de um motivo pra começar o dia bem humorado basta tomar o mix que a doutora Corina me receitou.
Se é lenda ou algo psicológico eu não sei.O que sei é que ando tomando este mix energético do bom humor todos os dias e a exemplo do Chico “...Venho até remoçando, me pego cantando sem mais sem porque”.
Por via das dúvidas e caso alguém ande precisando aí vai a receita:

1 colher (chá) de gergelim
1 colher (chá) de semente de girassol
l (sem casca e sem sal
1 colher (chá) de farinha de linhaça marrom ou dourada
1 castanha do Pará
1 fruta
250 ml de leite de desnatado
Bater tudo no liquidificador e tomar imediatamente.


Mulungu: pra perder barriga

 

Se não funcionar...bem comigo funciona, acabei de tomar ...”vou caminhando sempre contente pela estrada rumo ao céu.Não tenho medo vou confiante...”
Mas que beleza !
Bom dia, mas bom dia mesmo.

quarta-feira, 20 de abril de 2011

Cenas de Paixão

Não há praticamente nenhuma reunião de família que minha mãe não aproveite para pedir a palavra e agradecer ou contar sobre os motivos pelos quais estamos reunidos.Pode ser natal, dia das Mães, aniversário, ela sempre dá um jeitinho de nos lembrar de alguma coisa importante que estamos esquecendo.Principalmente nos almoços de páscoa...familia toda reunida em volta da mesa farta, ela abria aquele velho livro para nos contar uma velha história.Velha e feliz história e enquanto lia nós ficávamos imaginando as cenas...


“A cruz se ergueu ali, com seu corpo a sangrar
Suas forças Lhe faltavam e não podia respirar
Mesmo assim Ele tudo suportou
Assumindo os pecados que não eram Seus.
Cenas de horror, mas a minha vida ali salvou
Cenas! O silêncio do Pai
Cenas! Os pecados do homem
Cenas!As feridas abertas, açoites tão cruéis
Cenas! Minha culpa levou
Cenas! Minha alma purgou
Cenas! No seu sangue agora, livre sou "
(Grupo Novo Tom)



" Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a sua vida pelos seus amigos." João 15:13

Feliz Páscoa!

sábado, 16 de abril de 2011

Tá todo mundo louco

No dia 09 de Abril de 2009 eu visitei o blog Um pouco de Bossa da minha amigona Natália e postei este texto que agora relembro com vocês.

Li em algum lugar que a procura por médicos especialistas está aumentando consideravelmente, daí o divã do amigão seria uma boa idéia pra gente esvaziar estes consultórios. Tá tudo lotado. Terapeutas, analistas, psiquiatras, gurus... todo mundo querendo achar uma saída e todo mundo pagando preços exorbitantes para encontrar esta tal de saída.
Soninha Francine escreveu na sua coluna na Revista Simples que "as pessoas entendem loucura como algo divertido. Dizem que fulano é louco por colecionar tampas de garrafas, não perder jogo de futebol nem no dia do casamento, ou porque é engraçado ser louco".
E o que entendem por terapaia? " Entendem por terapia um tratamento para loucos e já que loucura pode ser algo trivial, terapia acaba virando sinônimo de frescura mas não é. É impressionante quanta coisa nos é revelada quando vemos a nossa própria imagem no espelho."

Segundo a moça vereadora de São Paulo "a terapia ajuda a enxergar o que era impossível descortinar sozinho"
Meus respeitos a nossa jornalista, vereadora e comentarista de futebol mas eu não concordo.
Imagine, o psiquiatra por exemplo, deve cobrar uma fortuna para uma consulta de cinquenta minutos e o que ele faz nos dez minutos que sobraram? Fica analisando o paciente? "Pô este aí é doido mesmo. Que cara louco meu!". Sei lá, eu não me exporia tanto assim.
Sei que muitas vezes temos tristezas e até depressões profundas mas ter que pagar alguém pra me ajudar a sair disso é algo que não me convence.
Não tenho problemas em falar das minhas mágoas, fraquezas e desatar meus próprios nós mas sou daqueles da velha guarda que acreditam que tudo se resolve no boteco com um bom papo com um bom amigo.
Terapia não é frescura. É bom. É sério. É certo mas se eu não tiver um bom amigo numa hora dessas é porque já passei do último estágio da loucura e daí não tem mais jeito.Vou gastar dinheiro a toa.
Não há remédio que cure a falta de amigos.
No filme Crocodilo Dunde (é este mesmo o título) ouvi um diálogo entre os dois personagens principais, o australiano e a americana:
- Amanhã eu tenho analista.
- O que é analista?
- É tipo um médico que ouve meus problemas e me ajuda a resolvê-los.
- E você paga por isso?
- Sim... peraí, na Austrália não tem analistas?
- Não. Lá nós temos amigos.


Pois é, se você está convencido de que eles são tão necessários assim e que eu tô falando besteira, você está certíssimo. Quem sou eu pra discutir com você? Mas eu ainda acho que antes de procurar um bom terapeuta ou analista você deveria procurar um bom amigo. Falar, ouvir, rir, cantar e desabafar. A maioria das pessoas só querem ser ouvidas por isso pagam fortunas.
Seja você este bom amigo. Procure ouvir mais e falar menos. Entenda, concorde, ouça, ria, cante e escute os desabafos.
 " Para dor de dente, dentista. Para dor de cabeça, analgésicos. Para as tristezas e nós embolados, os amigos ".
E qualquer coisa tem o Amigão aqui, que sempre estará pronto a ouvir. Meu preço é acessível. Cobro quatro brejas para cada hora de papo com a diferença de que você vai beber a cerveja junto comigo. Se for muito chato, cobro seis.

Divã do amigão??? Taí gostei.
Beijão pra vocês e uma feliz páscoa!

quinta-feira, 14 de abril de 2011

Hoje é dia do Café

1978 - Campo Grande

Lá em Campo Grande aquele simpático bairro da Zona Oeste do Rio de Janeiro, havia uma fábrica de café.Lembro bem, Café Sacipan.Era uma fábrica enorme com várias chaminés de onde saía aquele cheirinho gostoso de café invadindo o bairro e a alma de um adolescente sonhador.Cheiro que remetia a sonhos, amizades e amores.E aquele era o melhor cheiro do mundo.
Lembrei disso depois de assistir este filme do Café 3 corações embalado pela famosa canção americana “Love is in the air” que mostra exatamente o aroma invadindo o ar e conquistando corações.Filme que se não foi de propósito coincide exatamente com meus sonhos de infância e adolescência que eu nem mesmo lembro mais.
Estava aqui tentando lembrar o local onde era instalada a fábrica e vejo agora o "Complexo Esportivo Miécimo da Silva", me parece que era exatamente ali a fábrica (se estiver enganado me salvem) mas o cheirinho do Café Sacipan é impossível esquecer.
O café 3 corações não tem nada a ver com os meus sonhos de infãncia mas esta música de 1978...duvido que você não vai ficar com ela na cabeça o dia inteiro.Loves is in the air .


Bom dia, mas bom dia mesmo!

sexta-feira, 8 de abril de 2011

O dia que o William Bonner não disse boa noite

Ontem o Jornal Nacional deu um banho de jornalismo. Um show de imagens direto de Realengo. Realengo ali na zona Oeste do Rio que eu conheço de andar e viver.Realengo cantado na célebre música do Gilberto Gil "Alô, alô Realengo aquele abraço!".
Realengo, Padre Miguel, Bangu, Senador Camará, Santíssimo, Vasconcelos, Campo Grande, Paciência....
Epa, preciso ligar lá em casa. E o medo de alguém atender chorando? Ligo. Carol atende com um alegre “Oi tio!”. Ufa! Respondo aliviado.
São imagens e cenas que marcarão pelo resto da vida: “Para me acalmar, fiquei desenhando na minha mão”. Pais e mães que nunca mais dirão “Meu garoto!” ou “Minha menina”. "Sonhos interrompidos" foi isso que a presidenta disse chorando.
O Jornal acaba mas o apresentador não diz “Boa noite” diz “Até amanhã” e os créditos vão descendo por cima da imagem da Escola municipal Tasso da Silveira no fundo da tela e eu que até aqui só conseguia sentir raiva e indignação começo a pensar em todas as Anas Carolinas, Biancas, Géssicas, Karines, Larissas, Luizas, Milenas, Samiras...e penso nas minhas sobrinhas nessa mesma idade e cidade infeliz cidade nesse dia...então eu choro.

Até amanhã!



 
^

Powered by Bloggerblogger addicted por UsuárioCompulsivo
original Washed Denim por Darren Delaye
Creative Commons License

____