segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Histórias de Natal

Da mesma goiabeira, quando chegava o natal minha mãe arrancava um galho bem grande, plantava numa latinha ou balde e o enrolava com algodão. Pronto. Era a nossa árvore de natal. Chego a lembrar dos cartões natalinos e enfeites que  pendurávamos na árvore.

Presentes? Não. Não havia presentes de natal. A ceia era muito simples bem antes da meia noite,um hino de natal que nós cantávamos divididos em vozes como num coral, a leitura de um salmo. Arroz , farofa, frango assado e muita manga. Manga. Sempre que lembro da minha infância minha mãe está chupando mangas. Ela adorava mangas.Ela adora mangas. De comer manga com farinha no prato. Juro.

Meu pai faleceu no finalzinho do ano e  desistimos de comemorar o natal já naquele ano e no seguinte. Por pouco tempo pois logo, logo nasceu a Bruna e depois o Luciano e veio a Camila, Carol e foram vindo...e a cada vida vinda o natal mudava.Mudava a vida, mudava o natal mudávamos nós.

A mangueira foi a mesma que durante vários natais  sombreou e alimentou muitas de nossas festas e reuniões. O importante era estarmos juntos mesmo que doesse, doeria mais a ausência um do outro.Mas isso foi bem depois que crescemos e vieram os agregados e os agregados nunca vém sozinhos, trazem outros e se não tiver cuidado a coisa desanda.
É por isso que sempre que anunciava a festa de natal na casa da vovó, pois é, ela virou vovó Maria mas continuou a comandar a familia com seus doces e já cansados braços de ferro e ainda hoje quando se ouve por exemplo dizer que natal é uma festa hipócrita e que todos que dela participam são hipócritas, ela responde com a boca cheia de mangas:
- É tudo hipócrita sim, mas sempre tem lugar pra mais um.

Ah as mangas...

3 comentários. Clique e deixe o seu!!:

Emerson Baista disse...

Zé...
Espetacular! histórias de natal. Tudo mundo têm uma. Ou muitas. Mas acho que é ísso. Hipocrisia ou não, natal também me lembra a família. Sempre lembrou. Seriam sempre histórias de amor...

E aquele chopp?? Sai ou não sai???

Um abração

Urbano Leonel Sant' Anna disse...

Olha aí o Amigão de volta!

Gostei muito da história. Também gostaria de ter uma lembrança boa assim das festas pra contar.

Abração, Amigão!

Iza disse...

linda a história e que bom que retornou.

Assinar Feed dos Comentários

Postar um comentário

Deixe o Amigão feliz, comente isto!



 
^

Powered by Bloggerblogger addicted por UsuárioCompulsivo
original Washed Denim por Darren Delaye
Creative Commons License

____