sexta-feira, 7 de maio de 2010

A Elite no restaurante chique

O patrão chegou animado pra caramba, acho que ganhou no bicho, daí me convidou pra jantar. Há tempos não recebia um convite desses.
Sair pra jantar é uma raridade.Daí que uns amigos do patrão convidaram pra comer uma costela não sei de que jeito num restaurante muito chique lá na Vila Olimpia, um tal de "Cia da Costela" cuja especialidade é... a costela.

Estes amigos passam o domingo lendo a sessão “comer bem” da Vejinha e dos jornais e sempre inventam algum programa desse tipo. Uma vez descobriram um restaurante mineiro em Embu Guaçu cuja comida é mineira, come-se muito bem e no final o restaurante possui redes de dormir espalhadas pela varanda onde os clientes podem dar uma cochiladinha.

Eu não sei comer em restaurantes chiques, me atrapalho toda com os talheres. Nunca sei qual o garfo do arroz, o garfo da salada.Não esqueçam que fui criada na roça e lá a gente comia, quando comia, de colher mesmo e na panela.

Voltando ao papo do restaurante,  um bom jantar exige um bom vinho e tem todo um ritual pra beber vinho,desde o momento que o garçom começa a servir,sei lá e têm um copo diferente pro vinho branco e outro pro vinho tinto. Dizem que é pecado trocar o copo.
Daí chegamos pra comer a tal da costela.Engraçado que tem gente que sente tanto prazer em comer, que chega a gemer, eu juro, uma amiga que estava conosco, na primeira mastigada na costela, deu uma gemida “hummmmmmmmm”. Eu pensei que ela tava fazendo outra coisa.
No final da refeição como de costume, veio a conta.Nunca achei legal esse sistema da conta no final da refeição. Porque o dinheiro é uma coisa muito diferente antes e depois de comer.Antes de comer o dinheiro tem muito pouco valor.Se você está com fome vai a um restaurante e é como um imperador. Você não liga para o preço de coisa alguma. Você quer o Maximo de comida no mínimo de tempo.Mais bebidas, mais aperitivos, serviço, depressa, depressa. Coisas fritas em forma de pauzinhos ou de bolinhas. Nossa vou comer como um rainha...fico pensando.Mas depois de comer e com a barriga cheia você nem consegue lembrar de ter estado faminta. Você vê gente entrando no restaurante e não consegue acreditar. “Porque que essa gente está entrando no restaurante? Estou entupida.Como eles podem pensar em comer?” Nunca mais vou querer comida de novo até o fim da minha vida.E ai, chega a conta. 
É por isso que todo mundo fica espantado quando vê a conta.“O que é isso? Como é que pode?” Aí fica todo mundo passando a conta de mão em mão em volta da mesa e todo mundo fazendo cara de espanto.
Ás vezes num bom restaurante eles botam a conta num livrinho.Caramba um livrinho prá que? Já sei é a história da conta: "Era uma vez um homem que pediu uma costela".
E aquela fitinha vermelha pendurada no livrinho da conta?É Formatura?

Maria Elite é a diarista do amigão e escreve todas as sextas aqui no blog do patrão.Você precisa ver a madame comendo em restaurantes chiques e se atrapalhando toda com os copos e talheres.Todas as notícias são reais a única virtual mesmo é ela.

2 comentários. Clique e deixe o seu!!:

Suzana Martins disse...

Hahahahahaha....

Elite, essa do livrinho foi booa!!! rsrs... Então, será que é formatura?? rss...

E falando em gemidinha, eu tenho um amigo que é mestre nisso... hahahaha.... Agora pensar ou outra? rs... Comassim Elite? rsrs...

Pois é, deixa eu ir correndo que eu tenho que almoçar, é na casa da mamãe mesmo, rsrs.. Quer restaurante mais chique que esse?? rrs

Beeijos

Elaine disse...

Querido,
Sabe que concordo com a elite? Conta no fim é burrice. Por isso é que gosto de restaurante sel service, bem popular. Como sabendo o quanto vai doer rsrs
Beijosssss

Assinar Feed dos Comentários

Postar um comentário

Deixe o Amigão feliz, comente isto!



 
^

Powered by Bloggerblogger addicted por UsuárioCompulsivo
original Washed Denim por Darren Delaye
Creative Commons License

____