sexta-feira, 30 de abril de 2010

Marido não é mecânico


Querida Elite, Psicóloga e psicoterapeuta

Espero que possa me ajudar.

Peguei meu carro e saí pra trabalhar, deixando meu marido em casa vendo televisão, como sempre. Rodei pouco mais de 1km quando o motor morreu e o carro parou. Voltei pra casa, para pedir ajuda ao meu marido. Quando cheguei, nem pude acreditar, ele estava no quarto, com a filha da vizinha!
Eu tenho 32 anos, meu marido 34, e a garota 22. Estamos casados há 10 anos, ele confessou que eles estavam tendo um caso há 6 meses. Eu o amo muito e estou desesperada. Você pode me ajudar?

Antecipadamente grata.

Patrícia

RESPOSTA

Cara Patrícia,
Eu to plasma com esta história. Querida, quando um carro pára,depois de haver percorrido uma pequena distância, isso pode ter ocorrido devido a uma série de fatores. Comece por verificar se tem gasolina no tanque. Depois veja se o filtro de gasolina não está entupido.
Verifique também se tem algum problema com a injeção eletrônica. Se nada disso resolver o problema, pode ser que a própria bomba de gasolina esteja com defeito, não proporcionando quantidade ou pressão suficiente nos injetores. A pessoa ideal para ajudá-la seria um mecânico. Você jamais deveria voltar em casa para chamar seu marido. Ele não é mecânico. Você está errada. Não repita mais isso.É cada uma, onde já se viu?

Espero ter ajudado.
Elite

Maria Elite é a diarista do amigão e escreve todos as sextas aqui no blog do patrão.É quase psicologa e psicoterapeuta, ou, se mete mesmo.Onde já se viu? O texto de hoje ela viu e copiou lá no blog do Emerson.

terça-feira, 27 de abril de 2010

Preconceito é crime.Hipocrisia ainda não.


Semana passada no jogo Palmeiras X Atlético-PR, a torcida do Atlético preparou e realizou uma série de manifestações em protesto contra o jogador Danilo, do Palmeiras.
No jogo anterior, Danilo havia chamado o jogador Manoel, de “macaco”. Ato classificado como racista e preconceituoso.
Entre tantas outras manifestações, os torcedores pintaram o rosto com tinta preta em solidariedade ao defensor atleticano.


Teve até slogan: “Seja a diferença. Viva as diferenças “. Um dos organizadores comentou antes da partida: ”Pretendemos mostrar ao Brasil que não existe mais espaço para racismo em nossa sociedade”.
- A intenção é mostrar que todos nós somos uma grande mistura. Por isso, não cabe o que o Danilo disse ao Manoel. Pode ter sido alguma coisa da hora do jogo, mas revela um pouco do que ele pensa. Temos tinta para cinco mil pessoas, mas nossa intenção é pintar o máximo possível – afirmou Rodrigo Salgado, um dos organizadores do protesto. 
 

Já do lado de dentro do estádio, um grupo montou um enorme painel com mais de quatro mil placas, que  formavam a palavra "respeito". Danilo cometeu um crime e irá responder na justiça.Racismo é crime.Preconceito é crime.
 
- A intenção é mostrar que todos nós somos uma grande mistura.
- Não vamos fazer nada contra o Danilo. É uma mensagem contra o preconceito racial no Brasil – disse Cesar Alves, um dos organizadores do protesto.

Durante o jogo, toda vez que o Danilo pegava na bola, a torcida, sim a torcida que estava praticamente toda com o rosto pintado com tinta preta, que estava ali especialmente naquela noite numa luta contra o preconceito, gritava:"Viado, viado, viado, viado, viado, viado, viado, viado, viado, viado."
E foi assim durante todo jogo.


É pra pensar.

segunda-feira, 26 de abril de 2010

Sempre ao seu lado

Escolhi o final de semana pra ficar em casa.Arrumar o quarto, jogar revistas e recortes de jornais fora. Limpar as canecas.Separar roupas pra doação. Dar banho na Ana Carolina, organizar gavetas e armários.No meio dessa arrumação toda encontrei o DVD que ganhei de presente e ainda não havia assistido por falta de tempo.Ou porque me avisaram que eu iria chorar.Talvez por isso tenha sido deixado de lado e caído no esquecimento.
Pipoca guaraná e vamos ao filme.Não sou de chorar em filmes.Digo, não sou de chorar na maioria dos filmes. Quero dizer que só chorei no "Cinema Paradiso", em "Perfume de Mulher", "Genio Indomável" ,"A Lista de Shindler" mas normalmente não choro nos filmes.Também chorei no...
Sempre ao seu Lado, no começo é uma alegria só, Hacki, lembra muito a Ana Carolina quando chego e fica pulando em cima de mim e se eu não prestar atenção me derruba no chão, como já aconteceu várias vezes.No ínicio Ana Carolina só tomava banho no Pet Shop agora eu mesmo dou os banhos, que na verdade não passa de uma luta de um querendo derrubar o outro a cada quinze dias.
Ana Carolina começa a latir quando estou virando a esquina de casa e não sossega enquanto não fizer um afaguinho por mais simples que seja.
O espaço que ela ocupa aqui em casa tornou-se muito pequeno e já pensei em doá -la mas na hora H sinto um aperto no coração e acabo desistindo.Sinto falta dela quando estou longe ,me preocupo sempre que preciso viajar e acho que não mais me acostumaria sem ela atrapalhando minha vida aqui dentro.
Bem, como ia dizendo eu não costumo chorar em filmes.
Todos os dias, durante anos Hacki acompanhava o seu dono até a estação de trem quando ele ia para o trabalho.Todos os dias também às 17h, voltava a estação para receber o seu dono.Todos os dias.
Certo dia... Vocês viram o filme né? Não?



Chorei tanto que tive que voltar algumas cenas  e lavar o rosto pelo menos umas 4 vezes.
A direção do sueco Lasse Hällstrom carrega no drama, incorporando elementos tipicamente ocidentais que certamente não estiveram na versão japonesa do filme, Hachiko Monogatari, sucesso de 1987. É o caso da brincadeira de pegar a bolinha, que Ken explica ser algo completamente sem sentido para Hachi. "Cachorros japoneses não pegam a bolinha apenas para agradar seu dono ou ganhar um biscoito", explica Ken em um prenúncio para uma das cenas mais emocionantes do filme. Nessa hora, pode deixar o jeito machão de lado e pegar aquele lenço de papel que estava no bolso desde Marley e Eu. Acredite, você vai precisar. E se ao acender das luzes vierem te perguntar alguma coisa, despiste dizendo que você é alérgico a cachorros. (daqui)

Se eu assistir "Sempre ao seu lado" cinquenta vezes acho que vou chorar cinquenta vezes.Não pretendo assistir mais vezes. Mas recomendo.

domingo, 25 de abril de 2010

Cafezinho com uma princesa

Sou eu que vou seguir você
Do primeiro rabisco até o bê-a-bá
Em todos os desenhos
Coloridos vou estar
A casa, a montanha, duas nuvens no céu
E um sol a sorrir no papel
Sou eu que vou ser seu colega
Seus problemas ajudar a resolver
Sofrer também nas provas bimestrais
Junto a você
Serei sempre seu confidente fiel
Se seu pranto molhar meu papel
Sou eu que vou ser seu amigo
Vou lhe dar abrigo
Se você quiser
Quando surgirem seus primeiros raios de mulher
A vida se abrirá num feroz carrossel
E você vai rasgar meu papel
O que está escrito em mim
Comigo ficará guardado
Se lhe dá prazer
A vida segue sempre em frente
O que se há de fazer ?
Só peço a você um favor
Se puder
Não me esqueça num canto qualquer

(O Caderno - Toquinho)

Up Date:Tem uma parte trocado na letra:
Sou eu que vou ser seu colega
Seus problemas ajudar a resolver
Te acompanhar nas provas bimestrais
Você vai ver
Serei de você confidente fiel
Se seu pranto molhar meu papel 

(Suzi)


Suelen é minha sobrinha, aniversario de 15 anos,comemorado em 20/04/10.Linda.

sábado, 24 de abril de 2010

A Música 5300

- Amigão vamos sair por ai, vamos beber e cantar?
- Bora!
- Quero cantar "Verdade Chinesa"
- Verdade chinesa?
- Isto mesmo
- Você só sabe cantar esta música?
- É a que combina com a minha voz. E comigo também.É a minha verdade.
- Já sei do que você tá falando...ficou triste?
- Não. Eu aprendi que Deus não vê como o homem vê. O homem vê o exterior.Deus vê o coração.Isso me basta.


"Era só isso que eu queria da vida
Uma cerveja, uma ilusão atrevida
Que me dissesse uma verdade chinesa
Com uma intenção de um doce beijo na boca

A tarde cai, noite levanta a magia
Quem sabe a gente vai se ver outro dia
Quem sabe o sonho vai ficar na conversa
Quem sabe até a vida pague essa promessa


Muita coisa a gente faz
Seguindo o caminho que o mundo traçou

Seguindo a cartilha que alguém ensinou
Seguindo a receita da vida normal
Mas o que é vida afinal?
Será que é fazer o que o mestre mandou?
É comer o pão que o diabo amassou
Perdendo da vida o que tem de melhor

Senta, se acomoda, à vontade, tá em casa
Toma um copo, dá um tempo, que a tristeza vai passar
Deixa, pra amanhã tem muito tempo
O que vale é o sentimento,
E o amor que a gente tem no coração!"
Verdade Chinesa - Emilio Santiago

sexta-feira, 23 de abril de 2010

A Lista de Sexta



Eu tenho inveja das amigas, não inveja não.Inveja é pecado. Então vou começar novamente, eu morro de ciúmes da...ciúmes também não, é feio. Eu tenho um pouquinho de ...ah, vai. Toda quinta-feira a dona Nati, convida uma amiga pra enviar um lista pra ela publicar na coluna Lista de Quinta. Eu doida pra ser convidada fico aqui roendo as unhas.Isso, eu rôo as unhas toda quinta quando vejo as amigas dela publicando aquelas listas maravilhosas.
Como nunca fui convidada mesmo, criei a minha lista de coisas que gostaria de fazer ainda, nessa terra.São oito ítens, lê aí e comenta lá embaixo.

1) Publicar um livro depois de morta - uma coletânea de textos autobiográficos, ou seja, meu diário guardado a sete chaves num pen drive.Que seria encontrado uns 30 anos depois da minha morte pelos netos dos meus filhos.
2) Fazer coisas ilícitas e divertidas, como, por exemplo sair sem pagar de um restaurante chiquerésimo só pelo prazer de correr na hora de ir embora.
3) Passar uma noite quente e agradável jantando numa praia paradisíaca com o cantor Leonardo.
4) Uma volta ao mundozinha básica, incluindo uma visita à Paris, Lisboa, Madrid, Barcelona, Milão, Florença, Veneza, Sicília, Grécia e Florianópolis e por fim, Bahia.
5) Filosofar em alemão e fazer amor em francês
6) Apaixonar-se pela pessoa errada.
7) Pedir demissão deste empreguinho de bosta aqui na casa do amigão
8) Fazer saliências avançadas com alguém no confessionário de uma igreja só de sacanagem para enfim lavar minha alma destas culpas católicas.



 
Maria Elite, natural da Bahia, é a diarista do Amigão.Escreve todas às sextas aqui no blog do patrão.

quarta-feira, 21 de abril de 2010

Feriado

Hoje não tem twitter, não tem post novo, não tem colheita feliz, nem fazenda.Hoje não tem papinho no msn.To indo ali ver o dia, ver o sol. To indo andar de carro pra ver o asfalto vazio.
Já na rua os moleques com seus skates e gritarias,acordaram cedo.

A vizinha já veio buscar um copo de açucar, queria também licor de cacau mas eu nem sei o que é isso.O vizinho que varre a rua todas as manhãs já me saudou e perguntou pelo meu Palmeiras.A irmã que mora no Rio já comentou da festa de ontem que eu não pude ir e me disse: "Ela estava linda".

O celular como sempre tá desligado ou fora de área, não importa eu não ligo.
To indo, to saindo porque há vida real e gente de carne e osso.


Porque hoje é feriado.
 

terça-feira, 20 de abril de 2010

As figuras raras

Daqui a pouco começa a Copa do Mundo de Futebol e eu já comecei a preencher o meu album de figurinhas.Comprei domingo passado, comprei dois albuns o outro é para o Mateus, meu sobrinho mais que sofredor tricolor das Laranajeiras. 
Vamos colecionar juntos já que na copa passada comprei os dois exemplares mas não levei o dele.Agora com dez anos de idade vai ser um prazer bem maior trocar figurinhas repetidas e quem sabe até apostar no jogo do ‘bafo”. Aquele que você faz um monte de figurinhas e bate em cima com a palma da mão, todas que virarem são suas.
Mas eu acho que o Mateus vai achar infantil demais.Será?
Eu lembrei que nunca consegui terminar um album, na copa passada ficou faltando a bandeira de uma seleção africana, foi um custo pra encontrar aquilo e acabei desistindo. Assim são os álbuns, sempre uma figurinha dificil, rara.
De qualquer maneira, não tem preço comprar um pacotede figurinhas, abrir e constatar que nenhuma das figurinhas ali  é repetida.Ah e antes que você fale qualquer coisa, tá assim de marmanjos comprando e trocando figurinhas.Aliás, já estão faltando figurinhas nas bancas.
Falar nisso, você ja viu o novo filme da Mastercard? um rapaz encontra casualmente Pelé no bar de uma pequena cidade e logo corre para comprar uma camisa da seleçao e uma bola de futebol. Volta, pede para o ídolo vestir a camisa e tira uma foto. 
Dá uma clicada AQUI, O final é surpreendente e emocionante.

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Parabéns

"Eu me lembro com saudades o tempo que passou...O tempo passa tão depressa mas em mim deixou, jovens tardes de sábados, quantas alegrias! Belos tempos, belos dias."
Hoje os meus sábados são doces recordações daquelas tardes que existiram fora e dentro de nós , ao tempo que sonhávamos e idealizávamos a vida.
E o tempo passou...
E agora a gente só tem o dia 19 de abril.
Mas naquela época, todo dia era dia de índio.
Belos tempos, belos dias!

Feliz Aniversário, meu brother!

sábado, 17 de abril de 2010

Viver a Vida - O depoimento que não passou lá.


Convidada de hoje: Nereida
Muita gente tem me enviado e-mail dizendo que lembrou de mim (e da minha história), na cena em que a Ingrid (Natháila do Valle) quase tem uma síncope, quando seu filho Miguel (Mateus Solano) disse que se ele e a futura mulher (Luciana - Aline Moraes) não puderem ter filhos (por conta da tetraplegia dela), eles adotarão uma criança. Isso tudo na novela "Viver a Vida", sábado passado (10/04).Ela disse que isso seria um absurdo, afinal, como ele teria "coragem" de adotar uma criança sem saber a origem da mesma. Acrescentou que se isso acontecer, ela prefere morrer; e se a criança não tem o sangue dela não será seu neto. Traduzindo: ignorância pura, atrelada a um meeeeeeeeeeeeeeega preconceito...

Mas não é só as novelas que retratam essa (triste) realidade, não...Quando minha mãe resolveu adotar uma criança (no caso, essa que vos escreve), uma das irmãs dela (a famosa Tia Neném) foi absolutamente contra e, por incrível que pareça, o discurso foi idêntico ao da Ingrid da novela.A única diferença é que ela disse que não consideraria essa criança como sobrinho(a).Tia Nénem teve 12 sobrinhos (11 de sangue e eu).

Se a modéstia me permite, hoje sou a sobrinha que ela mais gosta e tem consideração (a que mais ela paparica).Por quê? Talvez porque os 11 sobrinhos "de sangue" não estão nem aí pra ela.Não sabem, sequer, o dia do seu aniversário.

Talvez porque a única casa que ela frequenta (de todos os sobrinhos) é a minha; porque ninguém a convida para absolutamente nada.Pois é...A Tia Neném sabe a procedência, a origem de cada sobrinho "de sangue". E daí?!
Talvez eu tenha nascido de algum traficante, algum contraventor (da pesada). Pergunto de novo: e daí?!Importa foi o que Anália e Manoel me passaram, quando decidiram que eu faria parte da vida deles.E posso afirmar que me passaram muuuuuuuuuuuuuita coisa. E muuuuuuuuita coisa boa!

Abaixo o preconceito (de qualquer tipo).Caso não tenha visto, tô mandando o arquivo. É bem rápido.clique AQUI para ver.

- Nê, posso publicar isto no meu blog, no sofá do amigão?
- É claaaaaaaaaaaaaaaaaro... Tá mais que autorizado.
Acrescenta que fui abandonada (num orfanato), com mais 03 irmãos, quando ainda tinha 03 meses de idade.
Quando tinha 06 meses, minha mãe apareceu por lá, querendo adotar uma menina.
Adivinha pra quem foi a bênção... PRA MIM.
No dia em que completei um ano de idade, 23 de março de 1966, minha mãe foi me visitar e levou um vestidinho de presente. Aí fizeram uma surpresa pra ela, avisando que aquele seria o dia em que eu ganharia um lar.
Então é assim: fiz 45 anos, dia 23 de março, e há 44 anos tô com os meus pais (que de adotivos só têm o nome).
Nereida Severo, é publicitária. Trabalhamos juntos na Ogilvy&Mather



Feliz Sábado!

sexta-feira, 16 de abril de 2010

A Elite joga Colheita Feliz


Todo mundo perguntando porque eu sumi. Pois bem, eu sumi porque estava cuidadando da minha fazenda. Sim uma fazenda virtual mas qual o problema eu também sou virtual, né não? Eu comprava as sementes, plantava, regava e colhia. Depois vendia tudo aquilo que colhia e já estava no nível 50.
Entrava na fazenda das minhas amigas e regava e colhia. Deixava a terrinha dos outros fofinha e molhadinha. Prestativa que sou,  tinha sempre a mão removedores de pragas para matar as minhocas que infestavam as terras.
 

Cuidar de uma fazenda me faz lembrar do meu tempo menina lá em Jacobina, tínhamos em casa uma grande criação de galinhas. Também tinha uma roça imensa, onde a gente plantava e colhia, batata doce, abobora, mandioca, cenoura, laranjas, Alfaces, couves. No galinheiro a gente colhia os ovos e aos domingos meu pai matava uma das galinhas pra gente almoçar.
Parece que a vida era bem maís fácil e simples, voces não acham? Aqui na cidade grande tem nada disso não, acho que nem matam mais galinhas em casa, é tudo industrializado, não tem aquele cheiro de pena, de sangue, de ração.
A gente não colhe mais nada. Tudo ensacado, empacotado, pronto pra comer. Até a batata, já vem prontinha, descascada congelada, é só fritar.


Tudo estava indo muito bem nessa vida de fazendeira até que o patrão começou a implicar:
 - Elite, tá todo mundo reclamando que você não escreve mais às sextas e você aí com esse joguinho idiota. Um jogo que você rouba seus amigos, vicia e pra quê? Pra nada. Puta perda de tempo.E esse negócio de cuidar da minhoca dos outros? Francamente Elite...

Daí o patrão não parou mais com a implicância. Eu não ligava pro que ele falava e continuava jogando, até esqueci da minha coluna aqui no blog. Quer saber, eu adorava jogar a colheita feliz, a mini-fazenda. Todas as noites ficava até altas horas jogando, roubando os nabos das minhas amigas, colocando pragas nas colheitas alheias. Eu já estava quase ultrapassando o nível 50, quando um belo dia, preocupada com minhas amigas que estavam roubando minha colheita liguei pro patrão e pedi pelo amor de deus pra ele cuidar da minha fazenda. Até falei a senha pra ele e fui dando as instruções por telefone.
Pra que? Meu patrão sentou ali, abriu uma colheita feliz pra ele e nunca mais se levantou daquela cadeira.O homem tá viciado. Nestas alturas a minha fazenda virou área improdutiva, invadida pelo MST.Fiquei plasma.Mas hoje, logo cedo, foi o fim da picada.Cheguei bem cedo aqui e o patrão já estava acordado e jogando.
- Ué, patrão, o senhor ta jogando uma hora dessas?
- Ah, elite, to acordando cedo todos os dias pois fica mais fácil pra roubar da fazenda dos outros!
Vê se pode. Mas ele ainda tá no nivel 10 e agora quer saber como se consegue moedas verdes. E agora, eu conto ou não conto? Tô plasma. 




Maria Elite é a diarista do amigão e escreve neste blog todas as sextas.Isto é quando não roubando a colheita feliz dos outros.Isto é quando não está cuidando das minhocas dos outros. Isto é quando o patrão deixa. A concorrência tá grande. As montagens foram feitas pela Suzanna, do blog Minhas Marés. Todas as notícias são reais, a única virtual mesmo é a Elite. E a fazenda também claro.

quarta-feira, 14 de abril de 2010

Eu queria agradecer as canecas...



Eu queria dizer que sempre me emociono quando voces chegam de suas viagens e aventuras e trazem ...canecas.Estas chegaram faz tempo e eu acabei esquecendo de agradecer.Se você não está entendendo nada, recomendo ler este post AQUI antes. É sobre minha paixao pelas canecas.

O Augusto, esteve na Europa no final do ano...Londres, Paris...A Suzi trouxe uma do Canadá...O Tadeu,esteve em Guarapari, que é o melhor lugar para se viver...O Daniel, do Texas, a Néia de NY








 E esta aqui chegou pelo correio, uma caneca preta lisa. Veio acompanhada de um giz. Isso mesmo, um giz pra escrever na caneca.Sensacional. E quem mandou foi o Leandro. Um grande amigo aqui da blogosfera. 

E quando perguntei se tinha como retribuir o presente, simplesmente respondeu lá no Twitter:
Leandro Correa lleandrocorrea
Cara! Que bom que você gostou! Fico feliz mesmo! Tipo, não precisa retribuir nãao! É presente de fã!
Obrigado amigão.
E vem mais uma por ai... olha só
Denize Vicente denizevicente
@turmadoamigao Tua caneca da Mafalda (Argentina) ficou com a Cibs, já que você nem me deu confiança, enquanto eu estive aí...




 "Um detalhe que você precisa saber sobre coleção de canecas é que não existe este papo de tomar leitinho ou sopinha na caneca.Isto é um absurdo.Pecado. Caneca não é para usar e perder lascas na pia. É para acumular poeira mesmo".(by amigão em 2008)
 Obrigado e boas viagens, mas boas mesmo!

terça-feira, 13 de abril de 2010

Viciado


A discussão começou lá no Blog da Suzi


- Sabe, eu que moro do lado de cá do sudeste sempre achei muito estranho alguém torcer pro vasco.E olha que nem to falando dos detalhes em preto e vermelho, to falando que é estranho mesmo alguém torcer pro vasco.Coisa estranha, hein?

- Amigão, tocer para o Vasco é torcer para um time de futebol que tem história.É torcer para o primeiro time brasileiro que aceitou NEGROS, MULATOS E PESSOAS DE ORIGEM HUMILDE em seu elenco.
É torcer para um time que por ter jogadores negros, mulatos e de origem humilde e não ter um estádio (olha que ironia..) foi excluído do campeonato carioca por FLAMENGO, Botafogo e Fluminense em 1923.
É torcer para um time que teve o maior estádio do Brasil até a construção do Maracanã. E que na época de sua inauguração era o único capaz de sediar jogos a noite.
É torcer para um time que foi campeão carioca no primeiro campeonato que disputou na primeira divisão.
É torcer para um time que já foi quatro vezes campeão brasileiro, uma vez campeão da Libertadores, e um vice mundial (não podia faltar um vice né...).O Flamengo tem mais vices que o Vascão...( Beto)

- Nossa que história linda...estou emocionado.Epa, como assim, mais vices?

Assim como quem não quer perder a peleja, fui lá no Google e digitei: Quem tem mais vices-campeonatos, o Mengão ou o vasquinho?

Os 10 times que mais foram vice-campeões no Brasil:
1 - América-RN (45)
2 - Atlético-MG (35)

3 - FLAMENGO (33) "quase vice na lista"
4 - Cruzeiro (33)
5 - Paysandu-PA (32)
6 - Remo-PA (32)
7 - Santa Cruz (31)
8 - Náutico (29)
9 - ABC-RN (27)
10 - Vasco (27

E tem mais, olha como o Google é desaforado:

Como a gente sabe que os flamenguistas tem memória curta, não tem problema, fazemos questão de lembrar que o maior artilheiro do Campeonato Brasileiro é do Vasco, alguém já ouviu falar em Roberto Dinamite? São 190 gols, marca até hoje nunca alcançada. O Flamengo também tem um ídolo. Zico. Àquele que errou pênalti contra a França em 1986, e fez o Brasil voltar para casa mais cedo.

Pois bem, como vocês viram, . O Vasco é de novo vice. Perde para o Flamengo em número de vices-campeonatos cariocas.
E vamos mudar de assunto, né não?

segunda-feira, 12 de abril de 2010

Nascido em 12 de Abril


Cafezinho com o cara mais gente boa que já conheci nesta vida

Nascimento:
"Quando nasci o Fittipaldi era o  campeão. Então, nasci Emerson."
Local:
"Brinquei na terra da rua aonde cresci antes do asfalto chegar por lá."

Futebol:
"Vi o time de Telê em 82 entrar para a história em minha primeira Copa do Mundo."
"Acompanhei a democracia Corinthiana e vibrei com os títulos de 82 e 83."
"Vibrei com o pênalti para fora de Edmundo no Mundial." Gritei muito com o gol de Tupãnzinho no primeiro título brasileiro"
Cinema:
Estava no cinema quando Christopher Reeve imortalizou o super-homem. Assistia Sawamur e Speed Racer.
Assisti Lawrence da Arábia até perder a conta.
No filme "Perfume de Mulher", Al Pacino tira uma moça para dançar e ela justifica: "Não posso, meu noivo vai chegar a qualquer momento..." Ele responde: "Mas em um momento se vive uma vida".

Música
De longe, cantei ao som do Rock in Rio 85. Dancei ao som de Michael Jackson. Vi David Bowie, em baixo de chuva, tomar choque no microfone enquanto cantava Blue Jean. Passei frio vendo Rod Stewart.

Voleibol
O Brasil de Renan, Willian, Xandó, Bernard, Amauri e Domingos Maracanã, em baixo de chuva, venceu a U.R.S.S em pleno Maracanã, ganhou a prata em Los Angeles 84.
Joguei voleibol.

Profissão
Fui publicitário.
Tornei-me professor de Educação Física.

Amor e paixão
 Me apaixonei e casei com ela. Os filhos são a melhor coisa do mundo.


Todo mundo lembra de uma época distante sem entender muito bem as razões. E o que importa as razões? Não me referindo a momentos marcantes, de grande importância. Estes falam por si só. Refiro-me aos momentos mais triviais do nosso dia-a-dia. Uma conversa sobre futebol no almoço ou sofre o filme que passou na TV ou até mesmo quando rimos das piadas de um amigo, que são engraçadas somente porque ele está contando. A rotina no trabalho, por incrível que pareça, pode ser inesquecível se ao nosso lado estiverem às pessoas certas. Às vezes, nada conhecemos sobre elas. Mas o pouco que conhecemos já é suficiente.

sábado, 10 de abril de 2010

Eu não mudei, ainda sou o mesmo!





Tudo o que Eu criei foi pra você,
O vento que Eu soprei fez você viver,
E um dia contemplando
o que Eu construí,
Eu planejei fazer você feliz!
Mesmo assim, o que aconteceu?
Você não Me conhece,
ou se esqueceu,
E agora então o vejo
tão longe de Mim,
Mas sei que vou fazer você feliz.

Eu não mudei, ainda sou o mesmo!
Meus braços ainda estão abertos,
Minhas mãos estão feridas,
Eu não mudei, ainda sou o mesmo,
tão cheio de amor,
Volte pra Mim porque Eu não mudei.

Toda vez que olho pra você
Percebo a obra prima que Eu criei,
E vejo cada traço
que um dia desenhei,
Eu quero ver você viver feliz!

Letra e música de Evaldo Vicente
Clique aqui para ver o vídeo

quinta-feira, 8 de abril de 2010

Desanimando o estágiario - Parte 2

Eu gosto muito de prosear com os meus estágiários, principalmente quando me perguntam sobre minha experiencia de 25 anos dentro de uma agencia.Digo que o resultado disso tudo foi uma gastrite imensa que só consigo acalmar com grandes doses de "xantinon".
- Mas amigão como funciona realmente uma agencia de publicidade? Mas fala sério!
 Ok, vou falar sobre as três áreas umbrella (acredite, você um dia vai estar falando assim também), Criação, Atendimento e Mídia, o verdadeiro tripé que move a agência.Vou descrever uma de cada vez.Prá você entender direitinho como funciona:

Criação - lugar onde se cria os anuncios
Atendimento - lugar que cuida de todos os clientes da agência
Midia - é o setor que faz as compras e negociações com as revistas, radio e tv.

Fora isso, há tambem a pesquisa, o financeiro, a administração, mas quem liga?

A Criação
No princípio Deus criou os céus e a terra…opa, desculpa, confundi a Criação com algo menos importante. A Criação, onde trabalham os criativos (um lindo nome pra dizer às pessoas normais quando lhe perguntam: "o que é que você faz" – "sou criativo". Com certeza elas têm vontade de dizer: "e eu sou engraçado, bonito, inteligente. E ainda tenho uma profissão") é um ambiente magnífico, que geralmente até às 10h30 da manhã está deserto. É nessa hora que começam a chegar os primeiros habitantes (em geral, estagiários). Até às 6 da tarde os cérebros ainda estão a aquecer e só pelas 8 da noite começam a trabalhar. Ficam nessa atividade incessante até 2 da manhã e, por isso, não podem chegar antes das 10 ou 11 no dia seguinte. Faz sentido.
A Criação dependendo da hora pode ser um "Túmulo", onde ninguém abre a boca e cada riso um pouquinho mais alto pode atrapalhar a concentração de quem está no Twitter ou vendo um site de sacanagem, ou lendo uma revista. Ou a "Casa da Mãe Joana" ,onde todo mundo ri alto, faz bagunça, conta piadas sujas, tira sarro dos atendimentos e vê e-mails com mulheres de pernas arreganhadas na frente da Sra. do café.
Quem manda na Criação é o todo poderoso Diretor de Criação. Os seus seguidores, considerados deuses menores são divididos em duplas,  Redator de Arte e Diretor de Arte.E ainda há os semideuses (Assistentes de Arte) e anjos (Estagiários). E assim é formado o Céu, o Olimpo.É lá que se criam os anúncios que você vê na TV , na revista e por aí a fora.
Não é qualquer um que entra no céu, como dizem as Testemunhas de Jeová, só há 144 mil lugares no céu para uma população de 7 bilhões de habitantes. Para trabalhar na criação, a proporção é bem menor.

Prá começar, prá ser criativo, você também não pode ser pobre. Tem que ter um carrão importado ou uma Harley, pra poder entrar no círculo dos Deuses. Tem que vir de uma família rica, abastada, que tenha lhe proporcionado viagens pelo mundo, livros, visitas a museus, uma bagagem cultural imensa, tudo muito necessário na hora de fazer um tablóide de supermercado.

Os criativos sempre permanecem numa redoma de cristal. Nunca devem ir ao atendimento (a não ser pra falar com aquela gostosa em particular, sem os outros deuses todos de olho), não sabem onde fica (e nem que existe) a mídia e só passam no financeiro para entregar a nota fiscal de serviços no final do mês. Geralmente vão direto do carro (um bem caro, último tipo, que fica dentro da garagem) para a Criação e da Criação para o carro. Na criação baranga nao tabalha, às vezes sim.

Atendimento

Mas o que vem a ser isso? Atendimento de quê? De telefone? De consumidor? De exigências de sequestradores? Não. Atendimento é um nome bem mal traduzido do inglês, onde os “atendimentos” (sim, existe uma coisa pior do que ser“criativo”) são chamados de "account managers", "assistants ou directors". Mas por um lado, o nome “atendimento” tem a sua vantagem. É uma ótima fonte de piadas do pessoal da criação (super criativos): atendilentos, atendiantas e assim por diante.Tém mania de palpitar em tudo, por exemplo: "O camelho é o cavalo que o atendimento deu palpite". Para esta frase boba, eles costumam responder: "Saiu camelo, porque a criação não leu o briefing..." E por aí vai. "Deus criou o mundo em sete dias, pois não tinha ninguém do atendimento pra dar palpites".
È um departamento com mais ou menos 30 pessoas que se dedicam exclusivamente a lidar com a burocracia que envolve a relação com o cliente da agência. É o representante do cliente dentro da agência. Participam de encontros latino americanos, mundiais.Frequentam muito os Shopping Centers, no horario do expediente. E quando alguém pergunta, por onde anda o pessoal do atendimento, a resposta é que eles estão visitando o cliente.
O atendimento é obrigado a defender todo mundo. Se não defender o cliente, ele pede a cabeça, se não defender a criação, ela pede a cabeça. Talvez pra fazer um balde de gelo, pois dizem que cabeça de quem trabalha no atendimento é tudo oca.

A hierarquia num grupo de atendimento é simples: você entra como estagiário e vai fazer basicamente a organização das coisas que os atendimentos não têm tempo de realizar. Montar portifólio dos clientes do grupo,arquivar notas fiscais, pedidos de trabalho, jobs e autorizações de veiculação, entre outros documentos, em pastas, necessitando um grande conhecimento de sua parte de duas técnicas complicadíssimas: a ordem alfabética e a ordem numérica. Depois de passar um ano nessa rotina estressante, você terá dois caminhos: se for mulher, virar assistente de atendimento e continuar assim, ganhando R$ 1.000 por uns 6 anos (isso se você for esperta e não der pro diretor de atendimento, senão esse prazo aumenta pra 10 anos, no mínimo). Se for homem, esperar mais um pouco e virar gerente de atendimento, se tornando chefe daquela assistente pentelha que te mandava fazer arquivos. Se for esperto, desistir. Mas assim você nunca será diretor de contas (ou de atendimento, o nome varia de agência pra agência,mas a função é basicamente a mesma: puxar o saco do cliente). Ao contrário da criação e da mídia, os atendimentos não participam de premiações. Sim não há troféu de melhor atendimento, porque não há a menor hipótese de algum profissional de atendimento ganhar.
Ah, já ia me esquecendo se você for uma baranga, nunca vai trabalhar no atendimento.

A Midia
"Porra esqueci a midia" esta é a frase mais usada em todas as apresentações, palestras e posts sobre o funcionamento de uma agência. A Mídia, sempre fica por último mesmo.
E pra não perder o costume, eu falo sobre a midia semana que vem.



As idéias do texto  foram baseadas numa série de artigos de um cara, amigo de um amigo meu na Publicis, que trampou na FCB de Portugal, mas que acabou desistindo de ser publicitário. Na época que li os textos acabei guardando para ler sempre que me bate as crises de identidade profissional.

terça-feira, 6 de abril de 2010


Já contei algumas vezes aqui que moro bem perto da estação do trem na Marginal Pinheiro. Sou usuário da linha Osasco X Grajaú, sendo que entro na estação de Jurubatuba e desço quatro estações após, Vila Olímpia.Para percorrer este trajeto de trem são necessários 20 minutos. De carro pela Marginal o mesmo trajeto leva de uma a duas horas, mas tem gente que mesmo assim prefere ir de carro. Eu vou de trem, você sabe.
Nos trens, pelo menos nessa linha é proibida a entrada de camelôs e pedintes.A polícia ferroviária pega duro mesmo, mas sempre aparece nos horários menos nobre um ou outro vendedor ambulante um ou outro pedinte que conseguem burlar a segurança.
E foi num desses dias que o rapaz entrou no trem.Não estava assim tão mal vestido e nem tinha aquela cara de pedinte profissional, mas o papo...
Depois de saudar efusivamente todos os passageiros a quem fez questão de desculpar-se por estar “aqui invadindo o seu sossego e a tranqüilidade da sua viagem” começou sua cantilena, como dizia minha mãe.
- Meus senhores, eu cheguei a São Paulo para trabalhar com meu cunhado, deixei minha família lá no Caruaru e vim sozinho pra cá em busca de um emprego. Quando cheguei na casa do meu cunhado, descobri que ele havia se mudado e eu fiquei na rua. Fui parar no albergue, passei fome, não consegui o emprego...Soube que na estação da Luz, há um ônibus clandestino para Recife que custa R$ 250,00 e por isso estou aqui pedindo a ajuda dos senhores...Para inteirar este valor só faltam R$ 39,00...
O discurso é interrompido, pois o serviço de som da composição anuncia solenemente; “ Pedir esmolas no trem é crime, não incentive essa prática”.
O rapaz sem graça insiste no discurso que novamente é interrompido com a parada na estação Granja Julieta, na qual entram dois policiais ferroviários à procura do infrator que fica ali quietinho, disfarçando.Ninguém entrega, nem deda.
Quando o trem segue viagem, não é necessário falar mais nada, um passageiro sem conseguir disfarçar um sorriso tira uma nota de dois reais do bolso e outro também rindo entrega umas moedas e de repente todo mundo se envolve na maior campanha de solidariedade que já vi na minha vida, ou seria de de cumplicidade como se estivéssemos todos burlando alguma coisa.

Bom dia, mas bom dia mesmo!

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Bom dia, mas bom dia mesmo!

sexta-feira, 2 de abril de 2010

Repetecos do Sofá - Páscoa


Sofá especial de Páscoa. Com Everton Vidal, do blog Re-Novidade


"O Sábado era para os hebreus o dia separado para o descanso. Não era qualquer descanso, como as sestas que tomamos depois de almoçar, mas um descanso existencial, um dia para a reflexão e devoção à vida e ao Ser que a criou.
Também tinham muitas festas, todas com importantes significados, a Páscoa era uma delas. Diversas culturas nômades antigas comemoravam a passagem do inverno para a primavera. Eram vários dias de festas, cuja primeira noite de lua cheia após o início da primavera era a principal. Foi exatamente nesta noite que ocorreu a Páscoa hebraica relatada no livro de Êxodo.

Portanto essa festa tinha um sabor especial para os hebreus, era o dia em que comemoravam a vida (simbolizada pela primavera) e principalmente a libertação da opressão egípcia. Acontece que durante a história dos hebreus muito se perdeu da profundidade desses dias-símbolos.
Guardar o sábado havia se tornado fim em si mesmo, sendo usado até para escravizar o ser humano. Quanto à Páscoa, fica evidente ao lermos os evangelhos que o povo, oprimido pela dominação romana, esperava ansiosamente por uma nova libertação. O gosto das ervas amargas – que comiam como memorial da escravidão um dia terminada – há muito havia se tornado o próprio sabor da existência, debaixo de seguidas opressões.

Alguns, sem dúvida, já haviam perdido a esperança. Rubem Alves escreveu que “é preciso beber o amargo da vida para se ter noção da doçura, ausente, distante”... Os judeus entendiam isso.

Fernando Pessoa divino-humana-mente inspirado escreveu um poema que contém a seguinte frase, “quem tem alma não tem calma”. Aqui e acolá lembro-me dela, numa das últimas vezes eu estava dentro de um micro-ônibus, vendo uma mãe na beira da rua repartir uma laranja com um par de crianças sujinhas. Cenas iguais ou piores que esta são normais.
Já estamos acostumados... Isso é o mundo, isso é o capitalismo, isso é a “vida”. Somos todos escravos de uma situação que não nos agrada – pelo menos aqueles que têm alma. Diante da fome da África, da miséria da Índia, das injustiças da America Latina e do sofrimento de qualquer criança do mundo... quem tem calma não tem alma.
Quando Cristo esteve por aqui preocupou-se com as mesmas situações e tratou de renovar os significados. Ensinou com palavras e ações que o Sábado é na verdade uma forma de encarar o próprio agora da existência – o hoje. Sim, Cristo nos mostrou que todos os dias são-devem-ser sábados de paz e misericórdia no coração. Essa paz é um descanso colhido pelo ser em todos os momentos.

Todavia, não é indiferença e morbidez, não é sossego, isso – tal qual O Rappa – é “a paz que eu não quero” pois paz sem atividade não é paz.Cristo re-novou o significado da Páscoa com a sua própria Vida. Transformou-a na festa da Esperança, e isso nos seus momentos de maiores agonias. Aliás essa sempre foi a atitude do Cristo, enfrentou todas as agonias com lucidez, vivacidade e esperança, mesmo quando foi traído e crucificado.
Os discípulos vivenciavam às escondidadas o medo e a perplexidade dos fatos, assim como nós fazemos em relação a muitos dos nosso problemas cotidianos, incluindo as balas perdidas das metrópoles. E mesmo quando receberam a boa notícia da ressurreição ficaram atônitos e incrédulos, ora é a mesma reação que temos frente as boas notícias dos jornais.

Mas a Esperança adocica a vida, sem ela, à existência só resta o gosto das ervas amargas. Páscoa é a festa da Esperança, não do chocolate. Não há nada de errado em alimento algum, inclusive os chocolates, se ingeridos com moderação. O problema acontece quando as coisas começam a ser fins em si mesmas
Que o tempo da Páscoa seja santificado (separado) como tempo de refletir sobre o mundo, e que dessa reflexão nasça um mundo novo, onde ao menos a vida seja vista como um dom supremo. que neste sentido todos os dias sejam dias de Páscoa. Dia de esperança. A Vida venceu e por isso vivos somos! "

Para ler outros textos do Everton, clique AQUI.

quinta-feira, 1 de abril de 2010

Boa Pascoa!



 
^

Powered by Bloggerblogger addicted por UsuárioCompulsivo
original Washed Denim por Darren Delaye
Creative Commons License

____