terça-feira, 30 de março de 2010

Vinte anos


Houve uma época em que o meu velho e bom amigo Bill e eu éramos viciados em cinema. Viciados a ponto de assistir todos os filmes no mesmo final de semana.E quando chegava o dia da premiação do Oscar a gente tinha assistido todos os indicados e tinha melhor filme melhor ator, melhor roteiro, melhor fotografia etc, etc pra torcer.
Nosso código de ética, sim os melhores e grandes amigos tem seu código sim, o nosso era que ninguém assistiria nenhuma estréia sem o outro. A gente tinha que ir junto. O contrário disso seria uma quebra, um erro, desleal.
E lá estávamos nós naquela semana contando as horas para assistir a estréia de “Uma Linda Mulher”. Tudo combinado.Eu sairia do trabalho entre 18 e 19 horas, e pegaríamos a penúltima sessão que seria à 20h00. O Bill não trabalhava, só estudava, mas teria que esperar até às 8 da noite pra gente assistir junto.
No horário combinado entramos na sala, lembro como se fosse hoje, no Conjunto Nacional, ali na esquina da Consolação com a Paulista. Ou teria sido no Liberty, do outro lado? Naquela noite assistimos um verdadeiro conto de fadas moderno, com Julia Roberts e Richard Gere.
Foi nesse filme que eu me apaixonei pela Julia e foi este o filme que assisti mais vezes na minha vida.Pra se ter uma ideia, quando o filme acabou olhei pro Bill e disse: Vamos assistir novamente?
E ficamos ali mesmo dentro da sala esperando pela última sessão a das 22h00 e assistimos pela segunda vez na mesma noite.
Eu só não sabia que o filho da mãe, aquele mesmo que estava ali ao meu lado, sem ter muito que fazer durante o dia e não agüentando me esperar, havia assistido ao filme na primeira sessão às 14h00, repetiu às 16h00. Duas vezes, digo quatro vezes na mesma noite, o mesmo filme.Que canalha!
E na semana passada, mas precisamente no dia 23 de março, “Uma linda Mulher” fez aniversário: Vinte anos!
Vamos...Vinte anos? Caramba Bill, tu ta velho hein?
Quando Edward, um rico executivo, surpreende Vivian em seu banheiro, pedindo para a moça ir embora, por achar que está usando drogas. Ela mostra o fio dental em suas mãos:
- Para limpar as sementes de morangos. E não se deve descuidar das gengivas.
O executivo pede desculpas pelo preconceito e a elogia:
- Poucas pessoas me surpreendem
A resposta da prostituta é um tapa de luvas: 
- Tem sorte. A maioria me choca.

1 Comentário:

Natália disse...

Eu adoro suas histórias, Amigão. Gente, 'Uma linda mulher' já tem 20 anos?
Lembro que quando era pequena, a mãe de umas amigas as proibiam de assistir esse filme. Boba!

Eu adoooro esse filme e a Julia, então... Pra mim, uma das mulheres mais lindas de todas.

beijos, Amigão

Assinar Feed dos Comentários

Postar um comentário

Deixe o Amigão feliz, comente isto!



 
^

Powered by Bloggerblogger addicted por UsuárioCompulsivo
original Washed Denim por Darren Delaye
Creative Commons License

____