segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

O post de aniversário da Cidade - 456 anos


Foi aqui que iniciei minha vida profissional. Era a primeira vez que saía do Rio sozinho, para um lugar que não conhecia. Não tinha amigos e nenhum conhecido sequer. Uma ou duas referências apenas. Um moleque de vinte e poucos anos, bobão. Sem nenhum dinheiro no bolso, sem nenhum juízo mas com alguma ideia na cabeça.Não poderia voltar para trás de mãos vazias.Era tudo ou nada. Não tinha mais lugar para complexos e traumas. Nada.Era eu sozinho na multidão.

De repente o moleque bobão que saiu de Campo Grande no Rio, estava bem ali no meio do zumzumzum da publicidade brasileira.
Em todos os momentos eu lembrava que estava ali porque alguém lá em cima gostava muito de mim.
Ê São Paulo véio de guerra. Transferi meu titulo eleitoral e votei para prefeito, governador, presidente, deputados. Participei ativamente da vida da cidade.Conheço a cidade como a palma da mão bem mais que o Rio. Percorro qualquer roteiro de olhos fechados. Sei dos seus atalhos e lugares escuros. Sei das suas igrejas e templos, dos seus teatros e cinemas. Sei e já estive nos seus porões mas também sei dos seus filmes e suas canções.


Foi com uma intimidade que só acontece nos sonhos que me apropriei desta cidade.Todos os cenários de outras cidades desapareceram.Somente as lembranças do que vivi aqui permanecem intactas.
Vinte e quatro anos depois, ainda sem nenhum juízo na cabeça, sem nenhum dinheiro no bolso (nem no banco) muitas lembranças vem ao mesmo tempo, coisas de um homem aos pedaços ainda inteiros.

É isso.No Parque do Ibirapuera fico olhando a multidão para o show de aniversário da cidade, O mundo inteiro ali representado, completa.

0 comentários. Clique e deixe o seu!!:

Assinar Feed dos Comentários

Postar um comentário

Deixe o Amigão feliz, comente isto!



 
^

Powered by Bloggerblogger addicted por UsuárioCompulsivo
original Washed Denim por Darren Delaye
Creative Commons License

____