quarta-feira, 30 de setembro de 2009





Selos ainda existem e eu ganhei este do blog Cuidado por Deus



"A turma do amigão, do... Amigão. É um blog de bem com a vida, e como o blog é reflexo de seu editor... assim acho que é o próprio."
Obrigado Marcone, o problema é que estou sem tempo para repassar o selinho aos amigos, assim ofereço a todos que comentarem na feijoada de hoje.







Por conta de uma postagem que fiz AQUI, sobre os livros, lembram? Ganhei um presentinho da minha querida Du. Dusonho, para os íntimos.




O oferecimento:

Amigão,
Macabéia é uma personagem intrigante. Garanto que depois de ler você nunca mais esquecerá dela. Ela não vive. Ela simplesmente existe.
Vive por viver, é porque é, está porque está, mais nada. E ela é do jeito que é, porque ninguém nunca lhe ensinou que poderia ser diferente.
As coisas acontecem da forma como queremos sempre e não falo dos sonhos, mas das nossas atitudes = livre arbítrio.
Espero que você goste desse livro tanto quando eu.
Um beijo te amo! (Du, 24/09/09).


A Dedicatória do autor (Na verdade Clarice Lispector)

“A todos esses que em mim atingiram zonas assustadoramente inesperadas, todos esses profetas do presente e que a mim me vaticinaram a mim mesmo a ponto de eu neste instante explodir em: eu. Esse eu que é vós pois não agüento ser apenas mim, preciso dos outros para me manter de pé...”




Luana queria entender pq nunca mais teve convidados para o sofá. 8-)





Este é o sofá mais famoso da blogosfera, não por causa do amigão lógico mas pelos convidados. É isso aí, o Moiza resolveu de vez abandonar os concursos e está de volta. Sim, pra quem perguntou outro dia, o Moiza é o autor das caricaturas do sofá e da Elite.PRa quem não conhece o Moiza, o cara é advogado em Bebedouros no interior de São Paulo, tem um sotaque caipira fortíssimo, rsrsrs.No momento desistiu de prestar concursos e resolveu voltar a participar da Turma do Amigão, como o colaborador mais importante.Ele também é o dono deste blog AQUI.
Fechamos um projeto para 12 caricaturas novas. E a partir deste sábado o SOFÁ estará de volta,.E quem quiser participar, já sabe as regras: enviar um texto e  uma foto em boa resolução. Os textos serão postados aos sábados e por ordem de chegada.


 E a votação continua lá no blog da Elaine: Um pouco de mim. A minha carta está concorrendo e já estamos em oitavo lugar com vinte votos.Faz muito sentido um blog que tem oito seguidores terminar em oitavo lugar, justíssimo, né não? Dá uma passadinha lá e deixe seu voto: qual a sua carta preferida? Vote AQUI



Orelhada final





Em um solenidade repleta de agrados politicos e sorrisos a CBF lançou esta semana a pedra fundamental da sua nova sede.O prefeito do Rio, Eduardo Paes, mesmo estando em sua cidade, resolveu se dirigir ao presidente da Fifa, Joseph Blater, em inglês. Já o governador do Rio, Sérgio Cabral, em um discurso emocionado disse: "o Brasil tem o melhor futebol do mundo, o melhor dirigente de futebol do mundo (Ricardo Teixeira), o melhor prefeito do mundo(Eduardo Paes) e o melhor presidente do mundo (Lula).



Por hoje era só.

Bom dia, mas bom dia mesmo!

terça-feira, 29 de setembro de 2009



 Um post publicado em 2007

Um velho barqueiro estava atravessando o rio conduzindo um jovem estudante. Sem muito assunto o jovem estudioso pergunta ao velho:"Você sabe o que é filosofia?".
O barqueiro olhou para o jovem e moveu a cabeça. "Eu não sei o que é isso". "Que pena" respondeu o jovem, "você perdeu um quarto da sua vida".
O barqueiro ficou um pouco atormentado e continuou a conduzir seu barco sem nenhum palavra.Mas o jovem estudioso perguntou de novo. "Você não sabe filosofia? Então você sabe sobre literatura?".O jovem estava cheio de arrogância. O barqueiro conduzia barco desde de a sua infância e nunca havia escutado falar sobre filosofia ou literatura. Mas ele tinha que responder. "Eu não sei". "Você está vivendo nesse lindo lugar, mas não sabe nada sobre literatura. Você perdeu dois quartos da sua vida."
O estudante todo orgulhoso de si o chamou novamente: "Oi, barqueiro." "Sim!" "Você sabe o que é geografia?" "Eu não sei".

O barco estava naquele momento no meio do rio. O estudante perguntou novamente. "Então o que você sabe sobre psicologia?" O barqueiro continuou a conduzir o barco e lhe respondeu a mesma coisa: "Não sei." "Você não sabe nada sobre filosofia, menos ainda sobre literatura. Você nunca ouviu falar sobre geografia e psicologia. Você é um homem pobre e perdeu quatro quartos da sua vida. É como se você estivesse morto."

Em um dado momento o barco já no meio do rio bateu numa pedra jogando os dois para fora do barco. Foi quando o velho barqueiro perguntou ao jovem estudante:"Você sabe nadar?".
"Não, por favor me ajude...". "Lamento muito, o rio é muito perigoso e agora você e a geografia, a literatura, a psicologia irão se afogar".

Lembrei desta história de infância, e deste post também que publiquei em 2007, quando esses dias um amigo me ligou informando que estava cumprindo aviso prévio no trabalho.E eu perguntei: "então tu tem um plano B?". "Não amigão, eu não tenho.eu não sei fazer nada."

 Aí está uma boa questão para se tratar com tantos estudantes e profissionais novos. Jovens afogados nos livros sem tempo para namorar, beijar, passear,curtir um bom filme, sair com os amigos e tantas outras coisas legais que a vida oferece. Mudem o foco!

Fujam das ciências exatas. Das especializações. Seja especialista nas generalidades e generalista nas especialidades. Tudo com um pouco de equilíbrio.
Não.Não estou incentivando a largar os livros escolares nem a jogar tudo para o alto. Mas sim, para fixarem a vida. A vida de agora, de ontem, a vida vivida. A vida lida e narrada.A vida sonhada.

Quando entrei na AlmapBBDO, garoto ainda com vinte e poucos anos, meu VP me deu um conselho: "Jogue estas porcarias de livros de marketing fora. Tudo baboseira..." e me deu de presente um gibi do Asterix. Após a leitura comprei a coleção inteira. Eu tinha os 33 volumes e isso foi durante muito tempo minha filosofia de vida



Para quem não lembra ou não conhece, Asterix era um herói Gaulês que vivia com seus amigos em uma pequena aldeia ao norte da antiga Gália resistindo ao domínio romano. Para enfrentar as legiões contam com a ajuda de uma poção mágica, que lhes dá força sobre-humana, preparada pelo druida Panoramix. A exceção é Obelix, que caiu dentro de um caldeirão com a poção quando ainda era bebê e por isso adquiriu permanentemente a super força.
Os meus heróis eram invencíveis e só temiam uma coisa "Que o céu desabe sobre nossa cabeça".



Ok era isso. Quando terminar tudo isso que você está fazendo aí, vai descobrir que a inspiração verdadeira não nasce nas teorias masturbatórias das universidades. Ou de ter conseguido um monte de coisas e ouvir todo mundo dizer que você venceu, só porque tem um carro zero na garagem e um belo apartamento em Maresias ou  Guarujá. Ou de ser considerado um fracasso por não ter nada disso.

Tendo ou não tendo coisas você vai descobrir que bela merda você foi fazer da sua vida. A inspiração vem primeiro da liberdade e da independência e principalmente do bom humor e mais ainda de uma leve cumplicidade com a vida.

Não conheço ninguém que valha a pena conhecer que leve a si mesmo a sério.
- Mas amigão prá você é fácil falar né?
Confesso que é fácil sim. Afinal eu nunca levei nada a sério.Ok confesso, embora não pareça eu tenho um lado muito sério mas felizmente eu tenho um outro lado que não permite que eu leve o meu lado sério, tão a sério.

- Mas amigão o que seria mesmo  o tal do plano B?
O plano B é muito simples: aprenda a nadar!
E quando você entender estas verdades você será livre!



Abração do amigão!
Ah, já ia esquecendo de informar que assim como o Asterix eu tenho muito medo que o céu desabe sobre minha cabeça e baseado na história do jovem estudante eu aprendi a nadar aos 30 anos.E não me afoguei.

domingo, 27 de setembro de 2009

Eu participei e sou finalista!

Lembra da blogagem coletiva promovida pela Elaine do "Um pouco de mim"? Pois é, meu post foi eleito entre os 11 melhores da blogagem e agora está concorrendo a um prêmio que não lembro bem qual é.
Se você leu o post "Uma Carta para mim" e gostou então entra lá no blog da Elaine e vota.



Mas em se tratando do amigão e você já me conhece, só vote se você gostou mesmo do post e aproveite para ler as outras dez cartas lincadas lá no blog. Como só tenho oito seguidores e já tenho sete votos e considerando que falta um voto... Enfim é a vida é assim mesmo....Ah entra lá vai AQUI


sábado, 26 de setembro de 2009




No meu último post eu perguntei “qual foi a melhor coisa que não aconteceu na sua vida?”e  no final  eu prometi uma história arrepiante para hoje. Não sei se conseguirei  contar de um jeito arrepiante, mas olha eu fiquei arrepiado.


Na sua cabeça tinha tudo planejado. Ele faria a faculdade de Teologia na França e nas horas livres iria trabalhar e juntar muito dinheiro para fazer o mestrado de Teologia nos Estados Unidos.


Conseguir um lugar pra morar na França foi fácil. Um brasileiro que já morava há bastante tempo por lá, tinha um apartamento todo mobiliado que alugava para estudantes brasileiros durante o período da faculdade.E muitos brasileiros já tinha morado ali se formados e com o mesmo sonho depois de juntarem alguns euros partiam para o mestrado na América.Era rotina, principalmente com os hospedes daquele apartamento.

Durante quatro anos, o nosso personagem, estudou, trabalhou e guardou o dinheiro em casa mesmo.Tinha um sonho, um plano na cabeça e muita disposição para realizá-lo.Após  formar-se em Teologia era hora de partir para o curso de mestrado.Tudo até aqui havia caminhado conforme idealizara.


Porém aconteceu um fato inusitado. Todo o dinheiro que juntara com muito sacrifício, despareceu misteriosamento do apartamento que morava.Sumiu.Após revirar toda a casa e não encontrar nenhum vestígio de todo aquele dinheiro, vendo seus sonhos e planos por água abaixo, voltou para o Brasil.
Mãos e bolsos e vazios e a cabeça cheia de perguntas e dúvidas.Por que?Como podia aquele dinheiro desaparecer daquela maneira?

Durante muito tempo se perguntou : “por que Deus permitiu que acontecesse aquilo?”.O sonho dele era estudar,e usar todo o seu estudo, toda sua capacidade na causa que abraçara: ser um sacerdote qualificado.
Mas enfim, era hora de começar nova vida.

No Brasil, já destituído de vários sonhos começa uma nova vida.Casa-se  e tem filhos.E já nem lembrava mais daquele dinheiro que havia perdido. Não tanto quanto antes embora  vez ou outra esse fato chegasse a sua a cabeça acompanahdo de vários pontos de interrogações.


Alguns depois este amigo descobre que sua filhinha ,de cinco anos, tem uma doença terminal que só pode ser resolvida mediante um tratamento em determinado hospital nos Estados Unidos.Um tratamento caríssimo e ele simplesmente não tem este dinheiro.

Pela segunda vez na vida, ele está questionando Deus novamente. Se era pra ser infeliz porque Deus havia lhe dado aquela filha linda? Como resolveria este grande problema agora? E onde conseguiria dinheiro para tratar sua filha?Perguntas, perguntas, perguntas. Dúvidas sem fim.


E foi em daqueles dias de desespero que recebeu uma ligação internacional, era o seu amigo, o  proprietário do apartamento em que morou quando estudante e com quem havia perdido o contato desde que voltara ao Brasil  cinco anos atrás.O proprietário estava ligando para  informar que resolvera vender o velho apartamento na França que havia hospedado dezenas de jovens estudantes durante muitos anos. E na hora de desocupar o imóvel e se desfazer de tudo que havia ali dentro, encontrou um pacote com algumas centenas de Euros. Era o dinheiro que ele havia perdido.O dinheiro que ele juntara para fazer mestrado nos Estados Unidos. O dinheiro que ele estava precisando agora, para salvar sua filhinha. Cinco anos depois.




Eu termino esta história e acho que não há necessidade de comentar mais nada. Deixo com você.

Feliz Sábado!

quinta-feira, 24 de setembro de 2009



Ando lendo bastante Martha Medeiros, autora de vários livros e que escreve uma coluna na revista semanal que vem encartada no jornal o Globo, do Rio. Em uma dessas colunas, bem recente, ela perguntava qual foi a melhor coisa que não lhe aconteceu?

"Antes do ator Daniel Craig ser confirmado como o novo James Bond do cinema, havia uma honda de boatos que prenunciava Clive Owen no papel. Lendo uma entrevista com Owen, ele disse que essa foi a mlhor coisa que nunca lhe aconteceu, pois quanto mais ele negava a informação, mais se falava sobre ele. É uma maneira de se divertir com o destino, mas a frase que ele usou é tão boa que deixemos o bonitão pra lá e vamos adiante: qual foi a melhor coisa que nunca lhe aconteceu?"

Ponto.O suficiente pra eu iniciar este post contando como foi que eu não viajei para os Estados Unidos. Aliás a Martha também contava da sua não viagem a Disneylândia.

Eu tinha 20 e poucos anos e meu sonho era me mandar para os “states”. Muitos amigos estavam indo como imigrantes para lavar pratos, cuidar de jardins, cuidar de crianças, até para trabalhar na floresta cortando árvores teve gente que foi.E todos estavam se dando bem e ganhando dinheiro e mandando dólares de lá pra cá. Uma farra. Alguém lembra dessa época? Lembro que o dinheiro vinha pelo correio mesmo, embrulhado em papel carbono dentro do envelope que era pra enganar os correios.

Sonhei com aquela viagem, me preparei e fiz dela o meu objetivo principal de vida.Era aquilo ou nada. Por falar em nada, eu não tinha nada.Eu não era nada. Mal havia terminado o meu curso de segundo grau.Era aquele sonho o único que eu tinha e  no final eu me atrapalhei todo, deu tudo errado e a viagem não rolou.

Sem nenhum plano B, tive a idéia de vir morar em São Paulo. Sozinho, terminei uma faculdade , comecei outra e fui trabalhar nesse negócio de Publicidade.Foi como se eu tivesse ido para outro país.Porque se você parar pra pensar São Paulo é realmente outro país.Tão diferente do Rio, só pra ficar no exemplo.Em agosto completei 23 anos de São Paulo.E se tem uma coisa que valeu a pena estes anos todos, foi ter feito amigos que nunca encontraria em nenhum outro lugar. E todos muito doidos e loucos. Encontrei um bando entende? Um bando mesmo de pessoas com experiências de vida diferentes, vindas de todo o país, com histórias pessoais fascinantes, únicas.Não sei como teria sido se tivesse ido morar fora.

"Fico imaginando as histórias que podem nunca ter acontecido com você.Namorar uma pessoa por oito anos e romper dias antes de subir ao altar: não ter casado pode ter sido a melhor coisa que nunca lhe aconteceu, vá saber o que o destino lhe ofereceu em troca. Ou você não ter passado num concurso. Nunca ter recebido a ligação que tanto esperava. Nunca ter recuperado um objeto perdido que o deixava preso a lembranças paralisantes.E você perceber que isso foi melhor coisa que nunca lhe aconteceu"(MM)

"É uma visão generosa da vida: imaginar que os não acontecimentos fizeram a diferença, que você está onde está não só por causa das escolhas que fez, mas também pelas especulações que nunca se confirmaram."

O que quero dizer é que não sei o que teria acontecido comigo, não me resignei, nem nunca disse foi Deus que quis assim. No fundo eu não sabia porque deu errado.Eu não tinha mais tempo de ficar pensando nisso eu tinha que dar um rumo pra minha vida e urgente.

Ao ler um pouquinho de Martha Medeiros, eu concordei. Não ter ido foi a melhor coisa que não me aconteceu.

"Ao manter esse caráter desestressado, eliminamos a palavra derrota do nosso vocabulário e a alma fica mais aliviada , o que não é pouca coisa nesse mundo em que tanta gente parece pesar toneladas devido ao mau humor e ao pessimismo . "(MM)

E por falar nisso, lembrei de uma história arrepiante sobre a melhor coisa que não aconteceu mas vou deixar pra contar no post de sábado.E pra não perder o costume, me responda lá nos comentários :qual foi a melhor coisa que não aconteceu na sua vida?

Bom dia!

quarta-feira, 23 de setembro de 2009






Qual o seu jeito de fazer as coisas?





"Existem três jeitos de fazer as coisas: o jeito certo, o jeito errado, e o meu jeito, que é igual ao jeito errado só que mais rápido."(by Homer Simpson)


Bom dia, mas bom dia mesmo!

segunda-feira, 21 de setembro de 2009



Ouvi dizer por ai que até Nelson Rodrigues conversou com Deus e pediu licença para descer no estádio Mário Filho, que vem a ser o irmão dele e dar uma forcinha pro Fluminense que está caindo, caindo...


Enquanto o Fluminense flutua nos gramados eu fico pensando no Mateus, um garoto lindo de sete ou oito anos de idade (nunca lembro a idade exata dos meus sobrinhos). E me vejo ali torcendo não para o fluminense não cair, mas pelo Mateus que não seguiu os conselhos do tio mais inteligente e resolveu embarcar na canoa furada que é torcer pelo Fluminense, totalmente iludido pelo seu pai que vem a ser meu cunhado, já acostumado a não ter muitas alegrias no futebol.

Que triste, Mateus, o tio bem que avisou e não foi uma vez só e agora você me obriga a torcer por este time só pra não ver você sofrer.
Fico imaginando a Camila e a Carina te enchendo o saco e você nervoso batendo a porta do quarto e tentanto não chorar na frente delas.

Mateus nem fique tão triste assim, o futebol do Rio é isso mesmo e quem tá rindo hoje pode chorar amanhã, bem que você deu risadas do Daniel quando o Vasco caiu ano passado.Eu disse pra você não rir, lembra? 

Que pena, o tio tá torcendo muito pelo seu time. Mas o futebol como a vida, é assim, cheio de surpresas. Aprenda isto, um dia a gente chora o outro a gente ri.
O tio promete que não vai rir disso tudo, pelo menos na sua frente tá?

domingo, 20 de setembro de 2009

Uma carta para mim






Dear amigão de 2009

Aposto que quando você ler esta carta vai estar sentado na frente do computador e fumando um cigarro.E é exatamente sobre isso que eu queria falar com você.
Você que sempre disse que gostaria de morrer só depois que o Ryan crescesse, lembra? Pois ele está crescendo e você/eu estamos morrendo. E sabe por que? Por causa da porra desse maldito cigarro.
Enquanto você está lendo essa carta, eu sei, você está tossindo e suas pernas estão doendo.Você não consegue caminhar até a estação do trem, você não tem mais aquela disposição que tinha e não é por que você está gordo.É por causa da droga do cigarro mesmo.

Os primeiros sintonas de que a coisa estava preta, foram aquela tosse, dor de cabeça e a gastrite.Já eram sinais de que a nossa saúde estava sendo prejudicada pelo fumo.

Nem vou listar aqui todos os malefícios do fumo, você/nós sabemos.Lembra quando nós tínhamos 12,14,16 anos? A gente sabia tudo sobre os males do fumo, ganhamos até prêmio como melhor orador na semana anti-tabaco da escola. E por que cargas dágua, resolveu fumar depois de velho? Se você parar agora será para o nosso próprio bem, o nosso organismo irá recuperar-se dos danos causados pelo cigarro; em caso dessa doença já instalada,vai evitar sua progressão e melhorar nossa qualidade de vida.

Olha o Ryan cresceu e tem muito orgulho do vovô, os nossos duzentos sobrinhos também cresceram, já somos tio-avôs de vários netinhos.Você conseguiu aposentar-se e morar na praia.Sabe aquele sonho de comprar um terreno imenso e contruir oito casas em volta da piscina, uma pra cada irmão e cada casa com a plaquinha esculpida o nome deles? Nós conseguimos! Estamos morando em uma chácara em Angra dos Reis, naquele terreno que você cobiçou a vida inteira, perto da praia. Construímos do jeito que a gente sonhou.Tá pronto e tá enorme e todo mundo se reúne em volta da piscina e da churrasqueira quase todos os domingos. Tem até uma capelinha que você construiu pra mamãe orar e não ter que caminhar até a igreja todos os sábados. Falar em mamãe, a velhinha tá inteirinha, forte e sadia, só você que não...A casa vive lotada de gente jovem e bonita, são os nossos sobrinhos e os amigos e namorados deles.

Mas hoje, especialmente hoje quando estou escrevendo esta carta para o passado, todos estão tristes, chegaram os resultados dos exames.Tudo começou com uma forte insuficiência respiratória, falta de ar e cansaço. Nós começamos a nos cansar ao menor esforço físico, e agora os resultados e eu nem vou falar o que o médico disse pra não te deixar nervoso, aliás deveria falar, mas você, aliás nós ,somos inteligentes pra saber o que vai acontecer. Por isso todos hoje estão tristes.Muito tristes.

O Ryan ta puto com a gente, ele sempre dizia: “Vô faça como meu pai, pare logo de fumar”.

Hoje era dia de festa mas em vez de festa há uma ambulância aqui na porta de casa. E você precisava ver os olhinhos de lágrimas do Ryan, pois é ele quem está digitando esta carta enquanto eu com voz fraca vou ditando pra ele.


 Pois é, seu grande merda, vamos passar uma grande temporada no hospital e não sei se vamos voltar. Os médicos comentaram que tudo poderia ter sido evitado se você tivesse parado de fumar há uns dez anos atrás.

1 amplexo,

Amigão de 2019


Este post faz parte da blogagem coletiva, promovida pelo blog "Um pouco de mim"

sábado, 19 de setembro de 2009


Blogagem coletiva
Eu faço parte desta festa!
Tema: Uma carta para mim
Amanhã, dia 20.
Promoção do blog "Um pouco de mim"

sexta-feira, 18 de setembro de 2009

Eu estava aqui, na casa do patrão de madrugada, quando um fato inusitado aconteceu: um *espaço reservado para o coletivo de baratas* invadiu a casa tal qual os japoneses fizeram em Pearl Harbor, em 1941. Seis (eu disse SEIS) A380, em forma de cascudas, cismaram de iniciar uma micareta na sala. Achei o fato um tanto quanto exótico... Quais seriam as chances daquilo acontecer? Vejamos:
Diante da ofensiva das asquerosas, fui obrigado a organizar, às pressas, um contra-ataque à bateria aérea. Me armei com uma vassoura e um pano molhado, pois o suprimento de Baygon tinha acabado, e fui à luta. A rebelião tinha sido muito bem orquestrada, pois, a cada vez que derrubava uma, outra tentava me distrair, para que a equipe terrestre pudesse fazer o resgate do soldado Ryan.
Pensei, obviamente, se tratar de uma pegadinha, porém não consegui encontrar nenhuma câmera e nem o ninho das baratas. Me senti dentro de uma animação da Pixar, falando sobre bichinhos engraçadinhos que agem como gente. Mas aquelas cascas de machucado com patas não eram NADA engraçadinhas. Estavam ali para matar ou morrer. Podia jurar que ouvi uma delas gritando "This is Sparta!!!" enquanto voava pra cima de mim.
A batalha seguiu-se durante horas, mas teve um final feliz para os mocinhos: derrubei quatro delas e elas não derrubaram nenhum de mim, ou seja, time da casa, quatro, visitantes, zero. Duas conseguiram se refugiar atrás do sofá, provavelmente para fugirem posteriormente.
Uma revanche já foi marcada. As duas equipes já estão em busca de reforços.A torcida está louca para se apaixonar pela seleção...
Maria Elite é a diarista do amigão e escreve todas as sextas aqui no blog do patrão. Este texto é do Phernando do blog Bagulho Digital, que ela usa para insinuar que tem baratas na casa do patrão. Mas convenhamos, se tem baratas a culpa é dela, né não? Todas as notícias são verdadeiras a única falsa é ela mesmo.

quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Pra quem não sabe e sempre tem alguém que não sabe, o Jornal O Estado de São Paulo está sob censura desde o mês de agosto.Uma ação judicial proíbe o jornal de publicar reportagens que contenham informações da Operação Faktora.Se você tiver curiosidade procure no google mais informações sobre o fato que envolve, lógico algum membro da família Sarney.
Na Argentina, o Jornal El Clarín, também sofre algum tipo de censura ou ameaças por causa de uma forte oposição ao governo,mais de 150 fiscais fizeram buscas semana passada no escritório do jornal.
Nunca comento politica aqui no blog embora comente os posts dos amigos que falam sobre o assunto, censura é algo que me apavora.Eu sou lá daquele tempo em que tudo era censurado e todo mundo tinha que ter o menor cuidado com o que falava e até pensava.Disseram que "Censura nunca mais" mas... 
A matéria abaixo, copiei do Jornal Propaganda e Marketing da semana passada.A fim de mostrar pra vocês como as agências de publicidade reagiram ao fato.


"Em meio a uma das maiores crises recentes de censura prévia contra a imprensa, sete agências convidadas pelo propmark - Africa, AlmapBBDO, F/Nazca S&S, NBS, Talent, Y&R e W/ - criaram anúncios sobre liberdade de expressão. A decisão judicial que impede o Estado de S. Paulo de divulgar informações sobre as investigações da Operação Boi Barrica, da Polícia Federal, que tem o empresário Fernando Sarney, filho do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), no centro da crise política no Congresso, foi retratada sob diferentes aspectos.
A Y&R, agência do Estadão, fez anúncio que divulga o movimento criado na internet censuranuncamais.com. O blog é de Arthur Soares, do planejamento. Cerca de 4.500 pessoas aderiram ao movimento, entre eles famosos como Marcos Mion e Marcelo Tas.
“A ideia é simples, as pessoas podem colocar uma tarja no seu avatar no Twitter, em referência à censura”, contou Marco Versolato, vice-presidente de criação da Y&R. No anúncio, aparecem fotos de funcionários da Y&R com uma tarja sobre os olhos. O texto diz: “A censura está ameaçando voltar. Proteste. Coloque a tarja no seu twitter censuranuncamais.com. A Y&R apoia este movimento”.
A peça da NBS traz a imagem de um alto-falante e fotos pequenas de líderes mundias como Nelson Mandela e o Dalai Lama e a frase: “Você tem o direito de não permanecer calado”. “A ideia é mostrar que a liberdade de expressão é a soma de várias vozes e que essas pessoas amplificaram com suas histórias de vida e posturas a nossa liberdade de expressão”, falou Cassio Faraco, diretor de criação da NBS São Paulo, criador da peça junto com Darcy Fonseca, Gustavo Vilela e Guilherme Almeida que tem direção de criação de Pedro Feyer e André Lima.
A peça da AlmapBBDO, criada por Manoel Zanzotti, Fred Sekkel e Carlos Garcia, retrata com precisão a situação. O texto diz: “Librdade de exprssão (isso mesmo, sem as vogais). Cuidado, às vezes, começam a tirar e você nem percebe”. “É algo sutil, eu acho que o anúncio reflete o que estamos passando hoje, em que as coisas vão acontecendo de forma sutil e podem aumentar de uma hora para outra”, disse Zanzotti.
O anúncio da Talent assina com a seguinte frase: “Quem perde a liberdade de imprensa não perde só a liberdade de imprensa”. “A gente tentou dizer que a liberdade de imprensa tem um efeito direto na vida das pessoas”, disse Fábio Rodrigues, diretor de arte da Talent, que criou a peça junto com Igo Oliva.
A W/ foi original e desenhou dois bigodes, que de certa forma se tornaram ícones da crise. De um lado, aparece o bigodão que representa Sarney e do outro um bigodinho, em referência a Adolf Hitler, ditador da Alemanha. O conceito é: “A censura revela semelhanças perigosas entre os que a praticam. W/ pela liberdade de expressão sempre”. A criação é de Eiji Kozaka e Marcelo Conde, com direção de criação de Washington Olivetto."

quarta-feira, 16 de setembro de 2009

Daí que segunda-feria, a tv estava ligada no primeiro capitulo da novela e havia uma mocinha lá, uma tal de Helena dando uma entrevista direto de Búzios.Ela dizia que gosta de andar descalça  naquela praia.
Daí que dizem que Búzios é uma espécie de Porto Seguro, melhorada.
Daí  que eu lembrei desta música que não é da bossa nova, mas que lembra sua bossa, de bolsa andando descalças...em Porto.
Daí que você anda sumida, mas eu sei que você está por aí em algum lugar nessas ilhas. E pergunto:
- Não te machucas os pés, andar descalça na rua?



Eu queria falar com você
Te dizer o que eu sentia
Ah, Maria, Maria
Eu sei que você está em algum lugar
Nessas ilhas
Eu queria viver com você
Poder te ter todo dia
Ah, Maria, Maria

Agora você vê
Aquela estranha mesquita
O fim da tarde, a água escura do mar
Fica pra trás a sombra das ilhas
Ah, Maria, Maria
Não te machuca os pés
Andar descalça na rua
O cais do porto, as igrejas e o céu
A noite, os rios e as outras meninas
Ah, Maria, Maria
Será que você sorriu
Lembrando daqueles dias.
Daí que esta é a música mais linda de todas do Paralamas e é a sua cara, c sabe né?

terça-feira, 15 de setembro de 2009


Hoje já é terça-feira e ontem foi um dia chuvoso, preguiçoso e sem café.Começamos hoje então a semana.E a gente toma um café lendo um pouquinho de Martha Medeiros.
1. Existe uma sútil diferença entre ser autêntico e ser grosso.É muita inocência achar que podemos prescindir de uma certa performance social.
2. É muito desrespeitoso uma pessoa fazer questão de demonstrar que não compactua com uma determinada ocasião. São os casos daqueles que se emburram em torno de uma mesa de jantar e não fazem a menor questão de serem agradáveis. Pode ser num restaurante ou mesmo na casa de alguém;estão todos confraternizando, menos a "vítima".
3. Não importa a situação: saiu de casa, esforce-se.Não precisa virar o mestre de cerimônia da noite, mas ao menos agracie seus semelhantes com dois ou três sorrisos. Não dói.
4. Dentro da igreja, ajoelhe-se. No estádio de futebol, grite pelo seu time. Numa festa, comemore. Durante um beijo, apaixone-se. De frente para o mar dispa-se. Reencontrou um amigo, escute-o.
5 - Ou faça de outro jeito, se preferir: dentro da igreja, escute-O, durante um beijo, dispa-se. No estádio de futebol apaixone-se. De frente para o mar, ajoelhe-se. Numa festa, grite pelo seu time. Reencontrou um amigo, comemore.
6 - Esteja, entregue-se.
7 - Se não quiser participar, tudo bem, então fique na sua: na sua casa, no seu canto, na sua respeitável solidão. Melhor uma ausência honesta do que uma presença desaforada.
(Martha Medeiros, citada na coluna do Francisco Madia , no Jornal de Propaganda e Marketing de ontem)

"Quem de dentro de si não sai, vai morrer sem amar ninguém"
(Viniciús de Morais)
Bom dia, mas bom dia mesmo!

sábado, 12 de setembro de 2009


Essa semana recebi um comentário de um post antigo e fui lá ver do que se tratava. Era um texto de janeiro de 2008 quando a gente discutia sobre dedicatórias em livros.O comentário chegou agora:
"Meu nome é Silmara Mateus,moro com 2 filhas.Nós três somente.Comprei livros para uma delas e to tentando escrever algo que fique na memoria como dedicatória pra ela.Por acaso entrei na pagina e fiquei emotiva com sua historia.Passei pra dizer isso. Bacana vc..."
Diz a regra que dedicatória mesmo só o autor do livro pode fazer. Quando compramos livros e damos de presente o que escrevemos é um oferecimento, não uma dedicatória.

Não sou muito de ganhar livros, as pessoas não sei por que preferem me presentear com canecas,assim tenho poucos livros com dediatórias ou oferecimentos.
Um dos livros que sempre recorro quando quero escrever sobre publicidade é "Só porque criou o mundo pensa que é Deus", do Henrique Carneiro Szklo. Ganhei do próprio com dedicatória e tudo: "Amigão divirta-se, se é que é possível com um livro destes."(me divirto bastante com o livro e inclusive o meu perfil no blog é baseado no prefácio do livro dele).
Livros com dedicatória de autor como disse, tenho poucos, mas se tem gente que acha que é prestígio eu já acho muito impessoal em alguns casos já que o cara nem sabe quem você é,etc, enfim não é este o tema do post. Ganhei uma vez um livro de um cara que é técnico de futebol, um certo cidadão cujo nome não menciono aqui no blog.Um amigo trouxe de presente com dedicatória do próprio cidadão para mim. Não li. Não sei por onde anda.Perdi.
Também tenho um outro livro que ganhei da Zezé Sales, diretora de Midia da Publicis quando saí de lá. E olha que eu e a Zezé vivíamos brigando por qualquer coisa:"Amigão, este livro é para você lembrar de mim com carinho. O mesmo que tenho por você. Leve uma boa lembrança da Publicis, porque você aqui é especial. Sorte no futuro e perseverança nos seus objetivos. Um grande abraço. Janeiro 2001"(hoje lembro com saudades da Zezé, uma garota muito especial.Espero que esteja bem)
Quando vim morar em São Paulo, minha mãe me deu uma Bíblia de presente.E escreveu: "Filho este livro vai fazer você esquecer o pecado.Ou o pecado vai fazer você esquecer este livro"(mãe, nenhum nem outro, pode ficar tranquila)
Dedicatórias e oferecimentos são especiais, lembram coisas, ocasiões e momentos que deixaram saudades. É como folhear um album de fotografias.
Vi no Rafael Galvão um dos blogs que sempre visito, um post também antigo sobre dedicatórias em livros:
" É tão triste quando se vai em um sebo - e eu gosto de ir a sebos, como você sabe- e achar livros que foram dados de presente a alguém com dedicatórias carinhosas. Amores antigos e amizades passadas, são essas as histórias que essas dedicatórias contam; e eu me sinto um intruso quando vejo essas pequenas histórias tristes, como se estivesse olhando pelo buraco da fechadura para algo tão íntimo e agora tão melancólico."

Um dia ai, andando pela rua vi um monte de livros jogados no lixo.Tristeza. Me abaixei e retirei os que estavam mais conservados. Eram livros velhos, mas que indicavam uma não leitura. Em deles um oferecimento:
"Gostaria que após vocês lerem me emprestassem o livro mas pelo amor de Deus não esperem a 'Tha' completar 18 anos".
E continua:" meu nome é José Carlos Barbosa Tiago. Nasci a 20 de maio de 1964.Não me lembro de quando nasci, mas quando tinha quatro anos mandei jogar minha irmã no mar. Daqui a cinquenta anos continuo....27/05/1991"

Até hoje fico imaginando quem terá sido José Carlos Barbosa Tiago.Assim mesmo, nome completo. Que histórias teria ele para contar hoje. Que história é esta de mandar jogar a irmã no mar?Mistérios da vida...
Mas voltando ao assunto,quero propor uma brincadeirinha aqui, talvez isto até vire um meme, vamos ver no que dá:  se você tivesse que me oferecer um livro, qual seria este livro e o que você escreveria para mim?
Bom e feliz sábado!

sexta-feira, 11 de setembro de 2009


Passei quinze dias analisando a letra e música do Hino Nacional Brasileiro e confesso, eu não entendi nadica de nada. Por isso numa atitude mais que humana e totalmente solidária com a Vanusa e também pra impedir que mais alguém pague esses micos, resolvi, por minha conta mudar a letra do hino. Vou pessoalmente falar com a ministra Dilma e entregar a nova letra.
Minha idéia era criar um novo ritmo também, algo assim meio bossa-nova, mas o patrão disse que a bossa tem origem no jazz norte-americano.Achei pouco patriota e pensei num funk assim carioca, mas ele disse que o funk também é baseado num tal Miami-beat.Que tal o Maracatu então?Ele sugeriu. Ok,de preferência atômico pois somos um país moderno.


Vamos então as mudanças na letra?
"Ouviram do Ipiranga as margens plácidas ,de um povo heróico o brado retumbante"
Muda para Ouviram o grito da galera!.

"Brilhou no céuda pátria nesse instante"
Muda para "Faz sol agora no Brasil"

“Terra adorada, entre outras mil, és tu, Brasil, ó Pátria amada!”

Esse refrão tem mais virgulas que os textos do meu patrão mas “entre outras mil”? Considerando que o Brasil é um país e atualmente temos 194 países no mundo, que outras 805 terras seriam essas? Eu tentei pensar em algumas não catalogadas no Atlas Mundial: Terra do Nunca, Terra de Marlboro, Terra do Sol, Terra em Transe… mas não consigo chegar em 805.

“Deitado Eternamente em Berço Esplêndido”

Eu mudaria para "abençoado eternamente", mas aí seria uma redundância. Qualquer um deitado eternamente em berço esplêndido já é um abençoado. Minha sugestão aqui é acrescentar o termo ‘quase’ antes do ‘eternamente’. Assim tiramos a ideia de que o Brasil é um gigante adormecido.

“Fulguras, ó Brasil, florão da América"
Esse eu deixaria para representar a classe gay cosmopolita brasileira.

“Teus risonhos, lindos campos têm mais flores."
Idem. Dessa vez para os homossexuais campestres.

“Brasil, de amor eterno seja símbolo
O lábaro que ostentas estrelado,
E diga o verde-louro dessa flâmula
"Paz no futuro e glória no passado"

Esse verso é no mínimo confuso e só se justifica se o compositor, Francisco Manuel da Silva, fosse daltônico, míope e muito mal informado. O verde de nossa bandeira (’flâmula’) não é verde-louro, é verde-bandeira. Eu achei que isso fosse óbvio. Verde-louro é roupa para gringo .E onde está esse ‘Paz no futuro e glória no passado" na bandeira? Da última vez que eu li era ‘Ordem e Progresso . Preciso baixar uma nova versão?



Novo Hino Nacional
Ouviram do Ipiranga as margens plácidas
O grito da galera!
Faz sol no Brasil agora.
(…)Terra adorada, entre outras 193, És tu, Brasil, Ó Pátria amada!
Dos filhos deste solo és mãe gentil, Pátria amada, Brasil!
Deitado quase eternamente em berço esplêndido,
Ao som do mar e à luz do céu profundo,
Fulguras, ó Brasil, florão da América,
Iluminado ao sol do Novo Mundo!
Do que a terra, mais garrida,
Seus risonhos lindos campos tem mais flores,
Nossos bosques têm mais vida
Nossa vida” no teu seio mais amores.
Ó Pátria amada, Idolatrada, Salve! Salve!
Brasil, de amor eterno seja símbolo
O lábaro que ostentas estrelado,
E diga o verde-bandeira dessa flâmula
“Ordem e Progresso.“
(Adptado)
Essa vida de compositora me cansa e vocês ainda falam mal da Vanusa.
Mariia Elite é a diarista do amigão e escreve toda sexta-feira aqui no blog do patrão. Solidária, companheira e totalmente leal, resolveu hoje plagiar um texto do antigo blog "O Brasileiro",que ela tinha impresso e guardado no meio dos seus papéis, em homenagem a sua amiga e ídolo de juventude Vanusa, a mesma de "Manhãs de setembro".Todas as notícias aqui neste espaço são verdadeiras a única falsa é ela mesmo.

quarta-feira, 9 de setembro de 2009


Há muitas previsões para o dia de hoje, inclusive dizem que o mundo pode acabar hoje."Por isso, são muitos os que vão escolher quarta-feira, 09-09-09, para se casarem, mas também para jogarem nos casinos e apostarem possivelmente nove vezes no número nove ou em nove mesas diferentes"e outras coisitas mais.Sejam lá quais forem as surpresas aproveite cada uma delas e tenha um bom dia.Viva como se fosse o último dia da sua vida e ao mesmo tempo como se fosse o primeiro.

peguei esta imagem daqui.

É dia de feijoada mas a gente vai de franguinho...

Sabe aqueles dias que você não espera receber ninguém e de repente recebe uma visita inesperada? O que fazer para jantar? Fácil.Já contei da minha receita de frango com cerveja? Não, não é aquela que a Elite apresentou uma vez.Aquela era do frango com uísque, esta é séria mesmo e quebra um galhão em momentos como estes.Tive tanto prazer em preparar este prato que até fotografei.

Ingredientes
pedaços de frangos
1 pacote de creme de cebola
1 latinha de cerveja

Modo de fazer

Dissolver o creme de cebola na cerveja e deixar o frango de molho.Não coloque sal, pois o creme já é salgado.Quanto mais tempo deixar de molho mais gostoso fica.Leve ao forno para assar normalmente.E sirva-se.

E a visita? Ah, a visita né? Gostou muito.


Ana Carolina, a cachorra não a cantora continua aprontando das suas. Sabe aquela camisa do Palmeiras que parece ser a única camisa que tenho, já que saio em todas as foto com ela?Pois é, não tenho mais.Ela conseguiu, não se sabe como, arrancar do varal e destruir. Dizem as más linguas que ela é corintiana, só pode.
- Ana Carolina, por que você faz isso com o papai hein, sua tica?


Ganhei três canecas.Três. A Deize que estuda na Carolina do Norte trouxe este mimo.E o Daniel que esteve no Texas e lembrou de mim quando viu a caneca piscando na vitrine. E a Priscila, que mandou fazer esta especialmente pro amigão. Vocês me enchem de mimo meus amigos.
Pelas contas tem uma vindo da itália e outra que a Suzi trouxe do Canadá.

- E, afinal, vc vem ou não vem ao rio?A caneca vai ficar mais quantos anos aqui, hein?? rsrsrsrsrs. - Suzi
- Oie... tá. Me rendo. Como faço para participar do sofá do Amigão?? (Chantagens à parte, aqui na Itália têm umas canecas lindas... hahahaha) - Giza

Beijão do amigão e um excelente 09/09/09, mas excelente mesmo!



 
^

Powered by Bloggerblogger addicted por UsuárioCompulsivo
original Washed Denim por Darren Delaye
Creative Commons License

____