segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Ontem depois que meu filho foi embora e fiquei ali relembrando de todas as nossas conversas me veio este filme à cabeça. Ontem mesmo passamos a manhã inteira conversando bastante e além de vários conselhos que dei ouvi tantos outros dados por ele pra mim.
A mola que move o nosso relacionamento é esta. Boa vontade. E boa vontade me lembra um filme que nunca canso de assistir e que já até escrevi aqui em 2008. 
O título original é "Good Will Hunting", o personagem principal do filme se chama Will Hunting. E o título é meio que uma brincadeira com o nome do personagem com trocadilho duplo. Good Will significa Boa Vontade e Hunting” significa caçando. Então pode se ler de duas formas como o “Bom Will Hunting “, ou “Procurando por boa vontade”
É lógico que você assistiu o filme, está passando toda hora na Band, ou no canal pago. Mas é o meu preferido. Não canso de assistir e tem as partes certas pra chorar inclusive.
- Já saiu de Boston?
- Não.
- Se te perguntar sobre arte, me dirá tudo escrito sobre o tema. Michelangelo... sabe muito sobre ele: sua obra, aspirações políticas... ele e o papa, tendências sexuais, tudo. Mas não pode falar do cheiro da Capela Sistina. Nunca esteve lá, nem olhou aquele teto lindo. Nunca o viu. Se perguntar sobre mulheres, me dará uma lista das favoritas. Já deve ter transado algumas vezes... mas não sabe o que é acordar ao lado de uma mulher... e se sentir realmente feliz. É um garoto sofrido. Se perguntar sobre a guerra, vai me citar Shakespeare... "Outra vez ao mar, amigos..." Mas não conhece a guerra. Nunca teve a cabeça de seu melhor amigo no colo... e viu seu ultimo suspiro, pedindo ajuda.
Se eu te perguntar sobre o amor, citará um soneto... mas nunca olhou uma mulher e se sentiu vulnerável. Alguém que o entendesse com um olhar... como se Deus tivesse posto um anjo na Terra só pra você... para salvá-lo do inferno. E sem saber como ser o anjo dela... como amá-la e apoiá-la pra sempre, em tudo... no câncer. Não sabe o que é dormir sentado num hospital por dois meses... porque só o horário de visitas não é suficiente. Não sabe nada de perda. Porque ela só ocorre... quando ama algo mais que a si próprio. Duvido que já tenha amado alguém assim.
Gosto de tudo no filme, o título principalmente. "Procurando boa vontade". Boa vontade comigo mesmo. Viver mais intensamente sem o medo de correr riscos e sofrer. Sem medo de entrar com tudo em uma relação ou algum projeto. Hoje é dia de boa vontade.
-"Você não é perfeito, ela não é perfeita. A questão é se os dois são perfeitos um para o outro...."
Boa vontade nesta terça, mas boa mesmo!

8 comentários. Clique e deixe o seu!!:

Mônica disse...

eu amo esse filme! daqueles que cada vez que se revê algo novo se encaixa no teu momemto de vida....

beijos de terça com muuuuuuuuuita boa vontade, Amigão!

Giane disse...

Oi, Amigão!

Acredita que nesse momento - são 09:00 - já estou exercendo toda a boa vontade do mundo?
Eu desejo realmente que cada ser possa estar sentindo-se tão feliz como estou agora.

Estou no laboratório de informática da faculdade, esperando a aula começar e "teclando" com um ser muito especial para mim.
E de quebra, deixando meu comentário aqui!

Beijos mil e linda terça com Muita Boa Vontade para todos Nós!!!

Albertinho disse...

Amigão,
pena eu nunca ter visto o filme por completo.
toda vez que ligava a tv já tinha começado o filme.
mas uma cena não me sai da cabeça e que não precisou eu ter visto o filme todo: a cena em que o rapaz, encolhido no canto, ameaçado pela consciência do seu trauma e da possibilidade de se libertar, se abrir para a relação com o outro, ter confiança, ele explode no choro e num abraço sincero com o terapeuta. cena belíssima.

não sei se estou confundido o filme, mas lembro desta cena com os mesmos atores.

Amigao disse...

É isso mesmo amigão, Genio Indomavel.
A cena que voce se refere é aquela quando o Robin Willian, simplesmente olha para o garto e diz: A culpa , não é sua! A culpa não é sua! A culpa não é sua!.
E os dois se abraçam chorando. Sensacional mesmo.

Abração do amigão

disse...

a mensagem que esse filme nos passa é realmente mais que verdadeira. Nesse no munão de Deus, o que mais falta é boa vontade, mas boa vontade mesmo.
Dorei a dica Amigão.
Saudes de ti meu lindo, faz tempo que por aqui não venho. Não ando mundo católica ultimamente, tô meu caidona.Ma amanhã vou ao médico e com certeza vou pedir algo que levante um meu astral, essa não é a Rosane eu conheço. Deve estar faltando algo no meu organizmo. Depois do tratamento dei de ficar assim e o que é pior super esquecida. Já sou meio lerda agora então tô uma lesma ambulante.

Amigão, me perdoa por não ter passado por aqui no dia dos pais, foi sem querer mesmo...
Enfim perdão, mas quero que Deus te ilumine e te cubra de benção e ao seu filho também que vai ser papai ( ou já nasceu???). Dá beijão nele por mim por favor.

Nossa fiz umpost!!!kkikikikiki....

Beijos nesse seu coração de Leão, mas um beijo mesmo!
Te amo meu lindo!

Rô!

Iza disse...

Bom dia, Airton!
Não sou muito de ver filmes porque só tem uma televisão no quarto de minha filha. Não lembro de ter assistido este mas, assim que der vou assistir.
Passei aqui para te deixar um abraço.

Du disse...

Viu ó, eu tô aqui! rs

Lembro quando você falou desse filme no ano passado e agora me emocionei de novo com esse diálogo.
Quanta sabedoria num parágrafo falado e quanta gente que só sabe de tudo um pouco, mas na teoria, né?
Adoro esse filme também e nunca canso de assistir!

Não fica triste comigo não tá? Lembra que eu te amo e é verdade!

Beijos de bom dia!

Éverton Vidal disse...

Eu fiquei emocionado com as palavras que você destacou do filme.
Fantástico.
Aquele abraço Amigao.

Assinar Feed dos Comentários

Postar um comentário

Deixe o Amigão feliz, comente isto!



 
^

Powered by Bloggerblogger addicted por UsuárioCompulsivo
original Washed Denim por Darren Delaye
Creative Commons License

____