quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Já não mais frequento as festinhas do mercado publicitário, não tenho mais fígado.Assim é raro encontrar os amigos antigos de outras agências. Acontece que na hora do almoço estou sempre esbarrando com eles lá na Av.Juscelino, ou na Cidade Jardim.Nessa região estão concentradas as maiores agencias do país, a DPZ, a Talent, LewLara, Leo, Publicis e outras.Além da sede da Unilever, que é um dos maiores anunciantes do Brasil onde também trabalham muitos publicitários saídos de agências. Já me gritaram até do carro.E sempre que falo que tô na Leo Burnett o que ouço, sem excessão é:
- Como é que tá lá? Tá comendo muita maçã?
Na Léo, há todos os dias uma cesta com maçãs vermelhas na recepção. Aliás em todas as recepções da Leo Burnett no mundo inteiro qualquer visitante ou funcionário, ou cliente pode comer uma maçã.
A ideia surgiu quando um jornal de Chicago afirmou que o velho Leo Burnett iria afundar logo logo se continuasse com suas ideias extravagantes e que em breve estaria nas ruas vendendo maçãs. Depois de ler estas palavras Leo Burnett resolveu oferecer maçãs em vez de as vender.
Outro símbolo interno importante criado por Burnett foi o ícone de “uma mão a alcançar as estrelas”, que ele explicou dizendo:
 “Quando tentamos alcançar uma estrela, podemos não conseguir apanhar nenhuma mas também não acabamos com as mãos cheias de lama.”
Um terceiro símbolo foi o “lápis preto”, um Alpha 245 que Burnett usava no dia a dia durante toda a sua vida. Para Burnett o lápis simbolizava um compromisso para com o calor e humanidade das ideias, e também para com quem as criava (da wikipedia)

Vai uma maçã aí?

4 comentários. Clique e deixe o seu!!:

Valdeir Almeida disse...

Amigão,

Não sou do meu publicitário, mas me identifiquei com seu post. Durante várias vezes (ou quase sempre) na minha vida, me disseram que eu "iria vender maçãs", e hoje quem me disse isso no passado come as maçãs enquanto assistem ao meu "espetáculo".

É muito bom dar as maçãs a quem no passado nos desdenhou.

Abraços.

Mônica disse...

“Quando tentamos alcançar uma estrela, podemos não conseguir apanhar nenhuma mas também não acabamos com as mãos cheias de lama.”

ler isso é uma bela maneira de começar o dia!!!!

peguei uma maçã... a mais vermelhinha da cesta.

bom dia, Amigão, mas bom dia meRRRRRmo

beijos

Elaine disse...

Olá!
Uma maçã?
Hum, delícia! Ainda mais acompanhada de significados...
Beijos e boa tarde.

Éverton Vidal Azevedo disse...

Ele utilizou uma crítica para transformá-la num símbolo de persistência. Legal isso. Aprendi.

E sobre o que você escreveu lá. É uma coisa que aprendi, infezlimente nao tao cedo, mas também nao tao tarde, duvidar das coisas que escreve. É claro que a maioria das coisas eu escreveria outra vez. Mas nalgumas eu estava vendo apenas uma parte do todo, sei lá. Noutras eu cresci. É a vida né rs.

Pow, você já tem uns anos na minha frente, eu ainda estou na casa dos 20. Sou meninao rs.

Assinar Feed dos Comentários

Postar um comentário

Deixe o Amigão feliz, comente isto!



 
^

Powered by Bloggerblogger addicted por UsuárioCompulsivo
original Washed Denim por Darren Delaye
Creative Commons License

____