quinta-feira, 16 de julho de 2009


Me falaram que depois da castração ela se tornaria uma cachorrinha mais tranquila e mais dócil.Que eu precisava ter calma que ela ainda era um bebê.Nada. O tempo passa e ela fica mais agitada, mais gorda, mais forte e mais bagunceira. Virou uma máquina trituradora. Passa a noite inteira arrastando coisas pela varanda e colocando na porta da casa.



Explico, ela arrasta qualquer objeto pesado e leva até a porta e fica fazendo barulho pro bobão aqui se levantar e dar atenção pra ela:
-Ana Carolina, sua "tica", são três horas da manhã.Eu preciso dormir, os vizinhos precisam dormir .Fica quieta por favor!
E ela me olhando com aquela carinha que se não fosse três da manhã eu encheria de beijos e afagos.
- Se você continuar assim, eu vou entregar você pra adoção certo?

Dormia num puff enorme que já destruiu. Já conseguiu derrubar e arrastar a máquina de lavar roupa, destruiu (roeu ) os pés de uma mesa que acabei de comprar pra colocar no meu barzinho. O carregador do celular já era. "Mas ela ainda é um bebê" , "só tem oito meses" me lembram. Ah, e tudo isso sem dar um latido se quer. Só late quando há outros animais por perto.

Combinei com o meu vizinho que tem uma área coberta própria para animais que a levaria pra fazer companhia pro cachorro dele que está “viúvo” edeixaria alguns dias, ou apenas no final de semana. Já era pra ter levado mas e a coragem? E a saudade? E assim vamos convivendo pacientemente sem coragem de nos separar.Pelo menos eu, não sei bem o que ela pensa disso.

Entregar pra adoção, abandonar em algm lugar bem longe de casa?Nem pensar. Eu sei que tem gente que consegue fazer isto. Aliás a Aninha deu sorte, qualquer outro dono já teria dado um sumiço nela. Mas eu me apaixonei e não consigo mais me desfazer.
Esta semana a prefeitura de São Paulo, está divulgando que existem milhares de cachorros abandonados nas ruas.


"O abandono de cães e gatos nas ruas de São Paulo é hoje um dos principais problemas de saúde pública da cidade e vem aumentando nos últimos anos. Além de causarem doenças, os animais abandonados podem morder as pessoas e esses incidentes respondem por boa parte dos atendimentos em postos de saúde da cidade. Isso sem contar que os animais largados ficam sem comida, são atropelados e sofrem maus tratos nas ruas, o que aumenta sua agressividade".

Para combater esse problema, a Prefeitura de São Paulo está lançando o Probem - Programa de Proteção e Bem-Estar de Cães e Gatos, que terá apoio de uma ampla campanha criada pela NovaS/B para sensibilizar a população para a posse responsável e contra o abandono de animais.
"Abandono"- Campanha da Prefeitura de São Paulo 2009 - Exerça Posse Responsável e Não Abandone



Por enquanto a Ana Carolina, a cachorra, não a cantora, pode ficar tranquila, quer dizer, ela tem que ficar tranquila.
Bom dia!

9 comentários. Clique e deixe o seu!!:

Suzi disse...

E TRANQUILIDADE PRA VC TB, NÉ?

hehhheehe

Luana disse...

Nossa, a primeira coisa que eu disse a Alberto [ele tá sentado ao meu lado] ao ver a Ana foi algo como: onhimodeunhu

É uma cara muito sapequinha.

P.S.: nem vou te contar que a minha mãe doou meu cachorro por ter destruído o pé de palmeira dela. tudo bem que o safadeño do Totó já havia destruído vestidos e calças estendidas no varal. mas ter mexido com a planta dela foi mortal.

Bjos, Ana!

Du disse...

Amigão, lembrei do filme que me fez chorar e muito agora, se você não viu, veja "Marley e Eu"...rsrsrs O Marley era tipo a Ana Carolina, ninguém controlava ele! rsrsrsrs

Beijos no seu coração, querido!!!

Lilica disse...

Uia! Eu tb tenho um post canino no meu blog!!!!

Que coisinha mais fofa a dona Ana Carolina hein! O pior é a cara de "coitados" que eles fazem quando damos bronca! Aí a gente se arrepende na mesma hora e enche de carinho!!! Rs! São uns fofos esses seres de quatro patas né!
Beijos

Éverton Vidal disse...

Amigao,

hahah
Eu também estou com um cachorro lá em casa também, e o bcho é doido doido rsrs, nao é meu, mas já estou travando amizade rs. Lembrei dele com a sua Ana Carolina.

E achei bacana a campanha.

Abraço!

Valdeir Almeida disse...

Amigão,

Conforme sua sugestão, desativei a verificação de palavras do comentário do meu blog. Você poderia ver se consegue comentar? Se você não conseguir, poderia me avisar? Ficarei muito grato.

Desde já lhe agradeço pela ajuda.

Abraços.

Camila disse...

Amigão, eu sempre quis saber como é esse amor por animais de estimação, mas meus mais nunca quiseram ter um e tenho que admitir que não sou muito boa com perdas, e só de pensar que ele tem menos tempo de vida que eu (pelo menos teoricamente) me desanima um pouco. Mas quem sabe um dia, quem sabe...

Adorei conhecer a Ana Carolina. Ela é fofa e bela, apesar de ser traquina (e bote traquina nisso, né?).

Beijo grande!!!

Elaine disse...

Olá!
Enquanto eu digito a Menininha está roncando feito uma porquinha, tão gorda que você não acredita...rsrsrs
Mas basta ela erguer para mim os mais doces olhos castanhos deste mundo e eu encho ela de beijinhos...
Como tem gente que consegue abandonar?
Não se estresse com a Ana Carolina, que ela é só um bebê...rsrsrs
Beijos.

Cor de Rosa e Carvão disse...

Decidi seguir a dica da Xará aí de cima e deu certo. Gostei! Gostei mais por tu ser um amante dos animais. Eu nem sequer penso em deixar o Shazan, o gato lambão que eu tenho. Amo ele demais! Ele, além de meu baby, é meu amigão, hehehe. Trocadilho FDP né? Bjocas

Assinar Feed dos Comentários

Postar um comentário

Deixe o Amigão feliz, comente isto!



 
^

Powered by Bloggerblogger addicted por UsuárioCompulsivo
original Washed Denim por Darren Delaye
Creative Commons License

____