terça-feira, 5 de maio de 2009


Tulipas para uma certa gatinha

Ontem encontrei a Cibele, tanto tempo depois, 11,12 anos por aí. Para desculpar estes anos ausentes passei na floricultura e comprei meia dúzia de tulipas vermelhas e fui, coração acelerado.
Estes tipos de encontros são importantes. São estes amigos que sabem todos os nossos defeitos e erros. Já passamos tanto tempo juntos e quando nos reencontramos é como se o tempo tivesse parado. As história ficaram sem final e temos a chance de voltar a mesma conversa e lembrar o passado e contar o que aconteceu enquanto estávamos ausentes um do outro. Aquilo que eu já disse por aqui, os amigos da juventude são o nosso verdadeiro DNA.
Lembrar o nosso passado por intermédio das recordações, no fundo quer dizer que sentimos saudades de tudo o que existiu fora e dentro de nós ao tempo em que idealizávamos a vida. Éramos sonhadores....Mas, um dia, quando a gente percebe nossos amigos estão longe, casaram, tiveram filhos, famílias e o tempo passou .

E o tempo passou...Mas, este tipo de encontro nos anima, e você percebe, que mesmo com o tempo ausente, a amizade permanece.Não sobraram rancores nem cobranças, só mesmo a vontade incrivel que a gente tinha de se ver. E a gente sente ciumes dos novos amigos deles, e os novos amigos sentem ciumes de nós, porque a gente começa a comentar que a "nossa época é que era boa".

E ficamos ali pela tarde inteira num blá blá blá sem fim.
Notas do amigão: o meu post de ontem ficou incompleto, esqueci de mencionar o que me levou a escrever aquilo. Foi o fato de nos ultimos tempos, aqui em casa só se falar em listas: lista de presentes, listas de convidados, lista de quem vai de micro ônibus, lista do que tem que comprar, lista de quem vai ter o nome na lista....

6 comentários. Clique e deixe o seu!!:

Du disse...

Eu já tive reencontros assim e sempre foram muito bons, Amigão!
Sei bem o que você sentiu!

E eu nunca vi tulipas de verdade, mas devem ser lindas!

:(

Beijão!

Cristiane A. Fetter disse...

Amigos, sem eles a vida não tem tempero.
bjks

Suzi disse...

Ai, mô pai! Agora é que eu me mordi de inveja, mesmo!!! rsrsrrsrsrs!!!

Sabe o pior? Meu outro primo acaba de me ligar pra terminar de me mata de inveja: ela está aqui, por 48h, e não haverá a menor possibilidade de nos encontrarmos...

Que complô!!!!
:o))

NANA disse...

Ai Amigão, tô com uma saudade de vc, uma vontade de te encontrar pessoalmente...

Enfim... Saudades

Beijos enormes

Pronto, falei! disse...

Gente, as tulipas são mesmo lindaaaaaasssss!!!
E realmente, foi maravilhoso, como se o tempo não passasse, como se fosse mais uma continuação de um velho papo...
Primuska, também me mooorrrrdiii porque fui ao Rio e não pude te encontrar! rrrrrrrrrrrr
Amigão, vc é mesmo um amigo bem grandão! rsrs...

Natália disse...

Esses encontros são legais mesmo. Uma coisa que você escreveu é interessante e verdadeira: a gente sempre fica com ciumes dos amigos novos, e eles de nós.

No fim, acho que eles ficam ainda com mais ciúmes, porque nesses encontros a frase "nossa época é que era boa" é uma constante.

Beijo, querido

Assinar Feed dos Comentários

Postar um comentário

Deixe o Amigão feliz, comente isto!



 
^

Powered by Bloggerblogger addicted por UsuárioCompulsivo
original Washed Denim por Darren Delaye
Creative Commons License

____