sábado, 30 de maio de 2009


Sofa do amigão, mas pode chamar de feijoada... Com a Du e o Juca







Depois de tanta cerveja, você queria um texto? Nem precisa, a festa nem acabou ainda.Os violeiros acabaram de chegar...Calma Du...Calma.....help me..........


sexta-feira, 29 de maio de 2009


Foi um casamento lindo.Uma noiva linda. O patrãozinho estava lindo como sempre e muito nervoso. Eu chorei muito e borrei toda minha maquiagem. Por que será que todo casamento que eu vou eu choro ?
Eu já fico imaginando a hora que vou chorar , daí eu choro quando o noivo entra, quando a noiva entra, quando o pai da noiva entrega a filha pro marido.
Choro quando o padre pergunta se os noivos prometem se "respeitar na riqueza e na pobreza, na saúde e na doença". Eu choro.

Mas vejam bem, no casamento não teve padre, teve uma juíza de paz, muito simpática e quem fez o papel de padre foi o patrão, ele mesmo acreditam? Ele fez um sermão pro filho e abençoou- o. Mas é muito cara de pau mesmo ? Mas foi lindo mesmo com toda esta cara de pau.
Bem, falando do meu patrão, foi a primeira vez que todo mundo viu o sujeito com uma roupa diferente. Ele estava de terno. E pasmem...sapatos. Até a dona Suzi, comentou comigo:
- Elite, olha o seu patrão de terno e sapatos. Eu estou “plasma”.
Taí gostei, agora eu fico repetindo toda hora, eu estou plasma! Aprendi com ela. Se a dona Suzi ficou plasma, eu que convivo com este individuo fiquei plasma 42 polegadas. Mas enquanto a dona Suzi e a dona Ciba, diziam que meu patrão estava lindo eu respondia:
- Ele tá parecendo um pinguim, não é mesmo?
- Não Elite, teu patrão tá lindo.
- Tá nada, eu acho que aquela roupa é de papa-defuntos.... eu to plasma!
O patrão estava muito emocionado.Mas não chorou durante a cerimonia e não chorou durante a festa. Muito educado, coisa rara, cumprimentou todos os convidados de mesa em mesa.

No final da festa os noivos viriam com a gente na Van que o patrão alugou e passariam a noite de núpcias no motel aqui no nosso bairro, e no dia seguinte almoçaríamos em família e eles viajariam pra praia no final da tarde. Eram duas Vans. E o pessoal de uma Van achou que os noivos estavam na outra.
Não estavam.
Esquecemos os noivos...Gente, esqueceram os noivos e eu fiquei plasma!
Ai, o patrão chorou.Foi a primeira vez que o patrão chorou. Depois deu tudo certo.

O patrão mandou fechar um boteco aqui no bairro e fomos diretos pra lá enquanto os noivos foram pro motel. Às quatro horas da manhã saímos do boteco e fomos pra onde? Pra onde? Plasmem... Todo mundo pro motel....invadimos o “Refugius”. A dona Priscila, que é mais despachada, chegou na recepção gritando:

- Moça, tem um casal de doidos aí em lua de mel e eles estão sem dinheiro pra pagar a diária, chama o noivo pra gente.

No que a moça chamou, nós invadimos e ficamos buzinando e gritando e dançando no corredor do motel e os outros noivos dos outros quartos (eu acho que eram noivos também) ficaram plasmos e ameaçaram chamar a polícia.
Ah, amigos que festa, que festa!
Eu estou plasma, até agora!



E o patrão que nunca para, já inventou serviço pra mim amanhã: Outra festa, desta vez pra comemorar o emprego novo e o sucesso do casamento. E tem visitas importantes também, a Dona Du e o seu Juca.Vou conhecer os dois ao vivo.Acho que vou ficar plasma de emoção!

Maria Elite, natural da Bahia, é a diarista do Amigão e escreve todas às sextas aqui no blog do patrão. Isto é...quando não está chorando emocionada lembrando dos casamentos a que compareceu e imitando a Suzi.
- Elite, pinguim é a mãe!

quinta-feira, 28 de maio de 2009


- Você tinha consulta medica hoje, você foi amigão?
- Fui.
- E o que o médico falou?
- Disse que estou muito gordo.Preciso fechar a boca.
- Fechar a boca? Mas você quase não come. Aliás você não come.
- Mas foi o que o médico disse, "feche a boca".
- Ah tá. E a cerveja ele mandou cortar?
- Não, da cerveja ele não disse nada. Já falei, ele disse pra eu parar de comer.
- Certo amigão, médico bom este hein?
- Né não?

quarta-feira, 27 de maio de 2009



Como desistir de um emprego e conseguir outro através de um post.

Não sei como aconteceu.Deve ter sido assim....
- Você leu o blog do Amigão, hoje? Ele tá indo fazer dupla com o Ronaldo.
- No Corinthians?
- Não, na agência de publicidade.
- Não. Não pode. Ele sempre disse que amava a Fiat. Temos que trazer este cara pro nosso time.
- Pois é, ele escreveu um post hoje (ontem) cheio de marra, dizendo que fechou com a África.
- Mas fechou mesmo?
- Fechou.Já consultei minhas fontes e é tudo verdade
- Caracas....e se isto vaza pra imprensa, estamos fritos.
- Liga pro empresário dele, agora. Tá pensando que aqui é o Flamengo, que perdeu o Ronaldo?

Então esquece o post de ontem, esquece a conta da Brahma, mas não esquece a parte que eu digo que Deus é meu amigão, que Ele é o cara. E eu, bem, estou indo pra Leo Burnett, cuidar da minha Fiat. Entenda lendo
AQUI.




Da série : "Vocês mimam demais o amigão! - Ganhei...canecas"

Desta vez a Suzi, me trouxe de presente, uma, duas, três canecas novas pra minha coleção.E trouxe pessoalmente e teve o prazer de conhecer minha coleção.E olha, são canecas internacionais.

Direto do Chile....




Do Canadá...



E a grande estrela da companhia agora é esta, "O Fantasma da ópera".




Se colocar água quente nesta caneca aparece o fantasma da ópera.Linda, linda, linda!




Orelhada...



E eu termino a feijoada de hoje com este verso biblíco que mostra claramente todos os momentos que vivi nesta semana. Eu orei pedindo que o emprego só viesse depois do casamento, eu orei pedindo que o casamento fosse perfeito e Ele fez mais do que pedi:

"Deus, é capaz de fazer muito mais do que ousaríamos pedir ou mesmo imaginar, infinitamente além de nossas mais sublimes orações, anseios, pensamentos ou esperanças." (Efésios 3:20)


Beijão do amigão!

terça-feira, 26 de maio de 2009


Eu não sei se você acredita ou não em Deus.
Eu acredito.
Ele é meu camarada.
Ele é meu amigão
Ele é o cara.

Pois bem, depois de todo stress de casamento, eu começo a pensar no emprego, lembram que sai da Giovanni, né? Mas como diz a Nana, nada acontece por acaso. Filho casado.Vamos pensar em emprego, né?
Pois é, agora to indo fazer dupla com o Ronaldinho. Afinal eu sou brahmeiro!

Começo amanha, na África.

Beijão do amigão,
Bom dia, mas bom dia mesmo!

UP DATE: Alguma coisa mudou totalmente neste post, veja amanhã na feijoada

domingo, 24 de maio de 2009



E eu nunca falei tão sério!

A vida é uma viagem e para orientar nos mistérios que lhes reservam esta viagem e para que esta caminhada que vocês agora iniciam seja suave e as feridas não deixem profundas mágoas em seus corações, convido-lhes a prestarem atenção nos conselhos deste velho pai e amigão.



- Tenham sempre na mente que esta pessoa que está ao seu lado é a pessoa que você escolheu para ser seu companheiro ou companheira.

- Não briguem e nem acusem um ao outro por algo errado no percurso da viagem. Procurem descobrir a origem do erro, vejam o que é possível para repará-lo e fiquem atentos para não repetir o mesmo erro.

- Cada um deve reconhecer seus próprios erros. Ninguém é perfeito. Todos estão cercados por limitações.

- Não guardem mágoas ou ressentimentos. O perdão é o lenitivo para o coração. Perdoem-se mutuamente.

- Conversem, conversem muito. Repartam seus problemas, compartilhem suas dúvidas e dificuldades. Não escondam absolutamente nada um do outro. O casamento morre com a primeira mentira. E morre mesmo, pois ao se mentir além de minar a confiança abre precedentes para outras mentiras e cada vez maiores.

- Faça desta viagem uma via de amadurecimento e não uma via de cobranças por sonhos que não chegaram a se realizar.

- Lembre-se William, meu filho, agora você é a cabeça do lar e como tal, tem a solene tarefa de proteger e amparar a Juliana. Aliás, você é o provedor de todos os meios necessários para o bem estar físico, moral e espiritual da Juliana e também do Ryam.

- William, não exija da Juliana, obediência e submissão cega, por que você é o cabeça do lar. Autoridade não se impõe, se conquista pela força do amor. Simplesmente, ame-a verdadeiramente e ela jamais questionará sobre a sua submissão.

- Juliana respeite o William como seu marido e aceite a missão que Deus confiou a ele. Dê preferência, sempre, ao juízo do seu esposo e seja submissa a ele da melhor maneira possível.

- Sejam sempre românticos. Tenham sempre, palavras carinhosas. Gestos românticos como um beijo e um abraço serão verdadeiros amortecedores de choques e uma fonte de água para dessedentar o cansado viajante.

- William, traga flores ao voltar para casa.

- Juliana, sempre o receba bem cheirosa e com um sorriso de felicidade.

Juliana e William, o mais importante numa viagem é a chegada.

Na vida existem muitas estradas com rumo e destinos incertos, muitos atalhos perigosos que atrapalham a chegada.

Imaginem que agora vocês têm um destino a chegar. De mãos dadas, alegres, às vezes tristes, sorrindo e às vezes chorando, vocês começam a caminhada rumo a um alvo mais elevado. Que o alvo de vocês seja tornarem o lar de vocês junto com o Ryam, um pedacinho do céu.

Não esqueçam de convidar um quarto personagem para morar com vocês. Deus. Ele deverá ser o melhor amigo e companheiro de vocês nesta viagem.Que sejam quatro as pessoas que irão compor este novo lar: William, Juliana, Ryan e Deus. E se Ele não estiver na viagem é possível que vocês percam o rumo.
Boa viagem e que Deus lhes abençoe!

E fica a sensação de missão cumprida!

sábado, 23 de maio de 2009

Feliz Sábado!








Tem tudo pra ser...

sexta-feira, 22 de maio de 2009

Já sabem né? Véspera de casamento e a Elite, que você pode chamar também de "mucama" está lavando roupa, passando roupa, fazendo almoço pra um monte de gente que apareceu não sei de onde. Estou desde as 05h00 de pé, mas o meu patrãozinho lindo merece.Eu disse o patrãozinho não o patrão, que este ai não merece nada.

A dona Suzi mandou um texto muito legal, que segundo ela, não se sabe a autoria pois uma hora é atribuído ao Mario Quintana outra hora dizem que é Marta Medeiros eu já acho que é a minha cara. Enquanto eles decidem de quem é o texto eu vou usando aqui....
A verdade é que se eu fosse celebrar um casamento, algum dia eu mudaria toda esta coisa de juramentos de fidelidades e votos eu diria mais ou menos assim:
- Promete não deixar a paixão fazer de você uma pessoa controladora, e sim respeitar a individualidade do seu amado, lembrando sempre que ele não pertence a você e que está ao seu lado por livre e espontânea vontade?

- Promete saber ser amiga(o) e ser amante, sabendo exatamente quando devem entrar em cena uma e outra, sem que isso lhe transforme numa pessoa de dupla identidade ou numa pessoa menos romântica?
- Promete fazer da passagem dos anos uma via de amadurecimento e não uma via de cobranças por sonhos idealizados que não chegaram a se concretizar?

- Promete sentir prazer de estar com a pessoa que você escolheu e ser feliz ao lado dela pelo simples fato de ela ser a pessoa que melhor conhece você e portanto a mais bem preparada para lhe ajudar, assim como você a ela?

- Promete se deixar conhecer?

- Promete que seguirá sendo uma pessoa gentil, carinhosa e educada, que não usará a rotina como desculpa para sua falta de humor?

- Promete que fará sexo sem pudores, que fará filhos por amor e por vontade, e não porque é o que esperam de você, e que os educará para serem independentes e bem informados sobre a realidade que os aguarda?
- Promete que não falará mal da pessoa com quem casou só para arrancar risadas dos outros?

- Promete que a palavra liberdade seguirá tendo a mesma importância que sempre teve na sua vida, que você saberá responsabilizar-se por si mesmo sem ficar escravizado pelo outro e que saberá lidar com sua própria solidão, que casamento algum elimina?

- Promete que será tão você mesmo quanto era minutos antes de entrar na igreja? Sendo assim, declaro-os muito mais que marido e mulher: declaro-os maduros."

E eu termino por aqui, pois já estou me debulhando em lágrimas.
Maria Elite, natural da Bahia, é a diarista do Amigão. Escreve todas às sextas aqui no blog do patrão. Isto é...quando não está chorando emocionada lembrando dos casamentos a que compareceu e querendo dar palpite no sermão do padre. Todas as notícias são verdadeiras, a única falsa aqui é ela mesmo.

quinta-feira, 21 de maio de 2009


Desde muito tempo eu tinha a ideia fixa de que morreria aos sessenta. O que sempre fez acreditar nisto foi a outra ideia de que também não me casaria, assim viveria meus dias tranquilo e quando chegasse aos sessenta me despediria solenemente e não faria falta a ninguém, apenas aos meus irmãos e sobrinhos, mas eles saberiam e entenderiam a minha vontade.Os amigos, bem, lamentariam a perda mas saberiam que sempre foi esse meu desejo.Foi.Não é mais.
Um dia Deus me deu de presente um filho para criar, e recentemente este filho me informou que outro presente estava a caminho:
- Amigão (é assim que nos tratamos) você vai ser avô!
- Avô? Como assim?
- Simples assim.Avô.
- Será um menino e vai se chamar Guilherme.
- Não. Guilherme não.Ele vai se chamar Ryan.
- Mas que nomezinho amigão. Guilherme é um nome forte, poderoso e importante...
- Não, diz a nora, vai se chamar Ryan. Já tem muito Guilherme na família.
Ok, discussão encerrada.
Mas se eu perdi na escolha do nome não perdi na escolha do time de futebol.E foi assim que o futuro avô babão não titubeou quando viu estas roupinhas na loja de esportes. E as primeiras peças do enxoval do Guilherme, digo Ryan, já estão prontinhas.

E agora eu só pretendo morrer depois de conhecer meu bisneto.Né não?

quarta-feira, 20 de maio de 2009



Depois de um longo verão que nem foi tão quente assim, cá estamos de volta com a feijoada do amigão.
Cansado da correria que foi esses dias resolvendo vários problemas domésticos, (passei dois dias pintanto o portão e melequei a parede toda), pendências na Caixa Economia, troca de endereço na Eletropaulo, Sabesp,pedido na prefeitura para cortar a árvore que está destruindo minha calçada, filas nos bancos, perdendo o meu tempo no “Poupa Tempo”. E acreditem, de todas as coisas que precisei recorrer aos orgãos públicos, nada foi resolvido no mesmo dia:
- Falta a foto da árvore.
- Pode ser por email?
- Não. Não aceitamos nada por email.Tem que trazer pessoalmente.

Daí você pensa que acabou? Nada. Tem o casamento do filhão.
Festa de despedida de solteiro (as fotos estão no meu orkut), cartório, pagamentos de taxas, aluguel de terno (pois é,eu vou usar terno e sapatos, mas só durante a cerimônia) corrida atrás de iluminação, DJ, aparelhagem de som, aluguel de vans para transportes dos convidados... casar está pela hora da morte.
Cansou? Imagina eu que tive que fazer tudo isto.
E isso tudo sem internet em casa.Até que ontem o povo apareceu para novamente instalar o virtua, três meses depois.
E o blog ficou parecendo a programação do SBT, sem novidades sem seqüências e audiência lá embaixo...
Mas...Fiquei feliz pois os amigos queridos não me abandonaram e mandaram presentes e postais.

"Amigão
Um pouquinho de um dos cantinhos que eu mais gosto aqui na costa do descobrimento. Uma das praias mais lindas que eu já conheci. O encontro do rio com o mar, algo mais parecido com a amizade não é amigão? O encontro dos corações!!!" - Suzanna


"Amigão
Esta praça faz parte das melhores lembranças que tenho da minha infância, é linda" - Du, a moça do Sonho




"Amigão
Assim são as lagoas dos lençois maranhenses.Lindas demais! Espero que tão logo tu apareças por aqui para conhecer esse e outros cenários paradisíacos" - Natália



E foi também a Du, que me enviou pelo correio (você também pode enviar, viu?) estas canecas lindas do Gremio e Internacional lá de Porto Alegre.


E a coleção está aumentando cada vez mais...


Fora os recadinhos carinhosos, mensagens de emails e vários torpedos.

É por isso que este velho e gordo amigão ama vocês.

"Você tem que cantar como se não precisasse de dinheiro, amar como se você nunca fosse se ferir. Você tem que dançar como se ninguém estivesse olhando. Isso tem que vir do coração, se você quer que dê certo."


Bom dia, mas bom dia mesmo!

terça-feira, 19 de maio de 2009


A sorte de hoje no orkut

" Envelhecer não é tão ruim quando se pensa nas alternativas"

domingo, 17 de maio de 2009

Vida é Festa
Como se faz uma lista de convidados para um casamento? E quando o espaço é pequeno e a lista é imensa?
O conselho que recebi e passei para o meu filho é que primeiro faça a lista com todo mundo que ele gostaria que estivesse presente. Depois vá eliminando aqueles colequinhas de escola que você não vê há dez anos. Aqueles que provavelmente não darão bola para o convite. Deixe passar um tempo e volte a riscar um o outro nome.E finalmente a lista fica perfeita.
Provavelmente, eu mesmo já fui riscado de várias listas já que meu comparecimento é sempre uma dúvida.
Também é assim com a vida.

Eu adoro festas e sempre as comparo com a vida ou a vida como uma festa a qual fomos convidados a participar e não comparecemos. A festa acontece com ou sem a gente. Já pensou, a festa-vida rolando e você deitado triste num canto gelado do seu quarto?
É a musica que to ouvindo, do Fernando Iglésias: A festa está preparada. Só falta você!
E como diz meu filho: "A festa é pra você bobão!"

quinta-feira, 14 de maio de 2009


Cheguei da minha caminhada matinal e fui ler meu livro de meditações diárias. E o texto veio direto ao meu encontro. Foi na terça feira.

"Os nativos da tribo Campa me ensinaram lições de vida prática. Certo dia, esqueci a mochila no barco. Fiquei desesperado, tentando descobrir a maneira de recuperar meus pertences. "Não há nada que possamos fazer agora", disse o chefe da aldeia. "Amanhã, o barco retornará e o condutor trará sua mochila de volta."

" E se não trouxer?", perguntei anisoso. "Nesse caso", respondeu o sábio cacique, "guarde suas forças para resolver o problema amanhã."

Hoje é um novo dia. Olhe o brilho do sol. Não há sol onde você está? Olhe a luz do dia. Sabe por que ela existe? Porque, por trás da tormenta, o sol continua brilhando. Espere um pouco e a tormenta passará."


Faltam nove dias para o casamento do meu filho e eu estou envolvido no processo até o pescoço, além disso há outras preocupações que tentam me deixar louco. Mas estou tranquilo, eu sei que dá pra encarar isto tudo com bom humor e é o que estou fazendo e conseguindo.

Ou como disse o cacique, guardando forças para solucionar os problemas quando o momento oportuno chegar.


Bom dia, mas bom dia mesmo!


* Nota do Amigão: A histórinha eu li no livro meditações diárias - Janelas para a Vida, de Alejandro Bullon.

domingo, 10 de maio de 2009

Eu era bem moleque ainda quando os Jovens adventistas promoveram uma campanha para o dia das mãe. Aquilo sim que foi campanha publicitária. Os jovens promoveram ações de marketing que na época nem tinha este nome, nos pedágios e sinais de trânsito, cada mãe que passava pelo local era saudada com uma música e recebia flores e aplausos. As flores eram palmas.
Palmas, pra você mamãe
Palmas para alegrar
Palmas para homenagear
Seu amor relembrar
Palmas para enaltecer
Palmas para enternecer
Palmas para engrandecer
Com amor entregar
Estas palmas pra você,
Mamãe!!

Foi mais ou menos isto. Na minha cabeça aquilo era lindo demais. O duplo sentido da palavra "palmas"me impressionava. Quando eu crescesse e me tornasse um publicitário famoso eu iria criar uma campanha igual ou melhor.
Cresci e hoje pensando em minha mãe, as imagens que vem a cabeça são de uma mulher ajoelhada na cabeceira dos seus filhos, orando.Uma guerreira mãe. Oito filhos criados, tantos netos e bisnetos. Como conseguiu? Como consegue?
Não há nada diferente que eu possa dizer a não ser o que sempre pensei dela. Ela merece palmas e mais palmas. Muitas palmas.



Palmas pra você Mamãe!
Nota do amigão: A letra correta da msuica, foi enviada pela Suzi, nos comentários e aproveitei e corrigi.

sábado, 9 de maio de 2009

Ligaram da clínica veterinária:
- Alô! É o pai da Ana Carolina?
Engasguei e respondi sorrindo:
- Sim sou eu!
Era pra informar que os exames dela estavam ok e a cirurgia para castração estava marcada para o dia seguinte.

Estou lendo "Marley & Eu", de John Grosgan, que trata da "vida e o amor ao lado do pior cão do mundo". Nem bem chego a metade do livro e totalmente inspirado, resolvo criar esta nova coluna do blog, onde quero contar pra vocês de vez em quando, da vida e o amor ao lado da cadelinha mais gatinha do mundo. Ana Carolina.
Ana Carolina, segundo cálculos dos veterinários, nasceu em 08/12/08. Pesa mais ou menos cinco quilos e é branca/dourada.Foi um presente dos meus afilhados de casamento Daniel e Natália. Estes a encontraram perdida na rua, machucada, cheia de carrapato e com uma fome de leão. Quando abri a caixa, não demorou trinta segundos pra eu perceber que ela seria minha para sempre.
Com o tempo, tem se mostrado uma verdadeira palhaça. Avança no meu colo e me agarra com as patas, escapando da roupa para lamber meu rosto e mordiscas os meus dedos com seus dentes afiados.
Se tem visita, a palhaçada é dobrada, não sossega de jeito nenhum. Fica pulando em círculos e escorrega várias vezes e se uma das visitas segura algum objeto meu, ela avança com ciúmes.

Já destruiu todos os cadarços dos meus tenis como se fossem inimigos, tal a fúria. Depois vira a barriga pra cima e com as patinhas suspensas no ar, fica suplicando um carinho.Se faz coisa errada, automaticamente se esconde debaixo do armário e ali fica vigiando nossos passos e a gente tentando descobrir o que foi que ela fez desta vez.E o pior é que ela dorme de dia e fica a noite inteira acordada.

Se quer sair pra rua, dá um jeito de se embolar na coleira e achando que tá amarrada corre pro portão me chamando pra passear.

Amarrei coleira no seu pescoço, separei a comidinha e o pratinho. Me informam que também devo levar uma camiseta, que é pra ela sentir o meu cheiro e não ficar chorando à noite.E fomos nós dois caminhando em direção a clínica onde fiz um acerto pra ela ficar durante todo o pós-operatório já que pretendo viajar na próxima semana e não teria tempo de cuidar dela.
Estou escrevendo este post e estranhamente a casa está num silêncio que não havia há muito tempo. Ela não está aqui me atrapalhando de escrever, nem querendo morder a caneta nem pulando pra chamar atenção e nem está deitada nos meus pés como gosta de fazer.E eu estou louco de saudades dela.



Nota do amigão: O banner foi feito pelo meu amigão Lucas, do blog do Lucas. E ficou excelente. Valeu amigão você é um grande cara.

sexta-feira, 8 de maio de 2009


E a briga começou...

O patrão sentou no sofá e ficou passando os canais. Eu perguntei:
- O que tem na TV?
- Poeira
E a briga começou...

O patrão estava dando dicas sobre o que ele queria ganhar no seu aniversário que estava próximo.Ele disse:
- Quero algo que vá de 0 a 200 em 3 segundos.
Eu comprei uma balança para ele.
E a briga começou...

O patrão me levou outro dia pra jantar e reparei que ele não parava de olhar para uma moça bêbada que balançava seu drinque enquanto estava sozinha numa mesa próxima. Eu perguntei:
- O senhor a conhece?
-Sim, é uma antiga namorada.
- Meu Deus, quem pensaria que uma pessoa poderia ficar comemorando o fim de um namoro por tanto tempo...
E a briga começou...


O patrão contou que foi receber uma grana de benefícios no banco e esqueceu de levar os documentos. E não podendo voltar para buscá-los solicitou que a atendente o ajudasse. A mulher disse:
- Desabotoe sua camisa
Então ele desabotou a camisa deixando exposto os pelos crespos prateados.
Ela disse:
- Estes pelos prateados no seu peito é prova suficiente para mim.
E fêz o pagamento.
Quando chegou em casa e me contou o ocorrido eu disse:
- O senhor deveria ter abaixado as calças, poderia conseguir auxílio-invalidez também...
Então a briga começou...

O patrão esta se olhando no espelho e disse que não estava feliz com o que estava vendo:
- Sinto-me horrível, pareço velho, gordo e feio. Elite me faça um elogio.
- Sua visão está perfeita!
E a briga começou....


O patrão me disse:
- Elite, se um dia eu estiver sozinho vegetando e você tiver certeza que é o meu fim, deligue tudo que me mantenha vivo.
Então eu fui, tirei a latinha de cerveja da mão dele e desliguei a TV.
E a briga começou...





Maria Elite, natural da Bahia, é a diarista do Amigão. Escreve todas às sextas aqui no blog do patrão. Isto é...por enquanto pois do jeito que tá abusada logo, logo vai perder esta boquinha. Todas as notícias são verdadeiras, a única falsa aqui é ela mesmo.

quinta-feira, 7 de maio de 2009


Já faz uns dias tenho me levantado cedo para fazer uma caminhada matinal. Há um parque aqui perto e uma pista em volta do campo de futebol. Não sei o quanto caminho todos os dias, mas estou aumentando uma volta por dia. Comecei com cinco voltas em torno do campo e hoje completei quinze voltas.
Quando cheguei em casa, havia uma amiga me esperando. Conversamos um pouco e a "Elite" (sim, existe uma Elite mesmo, bem diferente daquela que escreve aqui às sextas) me trouxe um suco de cenoura com maçã.Na hora lembrei de um post da Suzi, e comentei com minha amiga que este suco, o ator Cauã não-sei-o-quê, marido da Grazi, toma todos os dias. Tá aqui no post da Suzi.


- Mas amigão, tu acha que tomando este suco todos os dias, você fica parecido com o Cauã?
- Lógico que não.
- Mas pensando bem amigão, já pensou você, com o corpinho e o rostinho dele e com a cabeça que você tem e as suas idéias...?
- O que?
- Você seria o homem perfeito!
- ...
Vai vendo!

terça-feira, 5 de maio de 2009


Tulipas para uma certa gatinha

Ontem encontrei a Cibele, tanto tempo depois, 11,12 anos por aí. Para desculpar estes anos ausentes passei na floricultura e comprei meia dúzia de tulipas vermelhas e fui, coração acelerado.
Estes tipos de encontros são importantes. São estes amigos que sabem todos os nossos defeitos e erros. Já passamos tanto tempo juntos e quando nos reencontramos é como se o tempo tivesse parado. As história ficaram sem final e temos a chance de voltar a mesma conversa e lembrar o passado e contar o que aconteceu enquanto estávamos ausentes um do outro. Aquilo que eu já disse por aqui, os amigos da juventude são o nosso verdadeiro DNA.
Lembrar o nosso passado por intermédio das recordações, no fundo quer dizer que sentimos saudades de tudo o que existiu fora e dentro de nós ao tempo em que idealizávamos a vida. Éramos sonhadores....Mas, um dia, quando a gente percebe nossos amigos estão longe, casaram, tiveram filhos, famílias e o tempo passou .

E o tempo passou...Mas, este tipo de encontro nos anima, e você percebe, que mesmo com o tempo ausente, a amizade permanece.Não sobraram rancores nem cobranças, só mesmo a vontade incrivel que a gente tinha de se ver. E a gente sente ciumes dos novos amigos deles, e os novos amigos sentem ciumes de nós, porque a gente começa a comentar que a "nossa época é que era boa".

E ficamos ali pela tarde inteira num blá blá blá sem fim.
Notas do amigão: o meu post de ontem ficou incompleto, esqueci de mencionar o que me levou a escrever aquilo. Foi o fato de nos ultimos tempos, aqui em casa só se falar em listas: lista de presentes, listas de convidados, lista de quem vai de micro ônibus, lista do que tem que comprar, lista de quem vai ter o nome na lista....

segunda-feira, 4 de maio de 2009


Queria fazer uma lista para explicar a razão do meu sumiço por aqui. Mas descobri que há regras para fazer uma lista:

1- Invente um tema
2- Escreva uma coisa depois da outra
3- Numere as coisas em ordem crescente ou decrescente.
4- O último numero deve ser punch line
5 -Lembre-se: Isso nem sempre funciona.
Não funciona mesmo, primeiro por que eu nem sei que diabos é "punch line" e segundo que minha lista ficaria imensa mas vou tentar:
1 - Sábado foi a despedida de solteiro do William, casa cheia de amigos. Pintaram o menino, colocaram vestido e foram passear no quarteirão. Também foi a despedida dele lá de casa, já que está montando a casa nova e já vai ficar por lá pra se acostumar. Ontem foi a primeira noite sem o meu moleque em casa, sabendo que ele não iria voltar.

2. A Ana Carolina, a cachorra, está cada vez mais esperta. Agora ela se enbola na coleira e corre pro portão pra eu sair com ela.Amanhã vai passar por uma cirurgia de castração. Cachorra de sorte esta, hein? Se contar que ela era uma vira lata, ninguém acredita.

3. Mengão Campeão. Botafogo vice. Imagino o chororô. Sabe, eu concordo com a Suzi," eu teria uma desgosto profundo se faltasse o Flamengo no mundo."

4. O time dos gambás, comandado pelo nosso querido gordinho, é o campeão do Paulistinha. Aquele torneio que o cidadão que dirige o Palmeiras ganhava quando era "bom".

5. Estou indo agora, passear no Parque do Ibirapuera, com a minha amigona do Pronto Falei.


6. Natalia, muito obrigado pelo postal que você enviou. Já estou retribuindo.
7. Du, me fale da sua viagem pra São Paulo
9. Su, cadê você mulher? Vem ou não vem?


E a gente termina o post e começa o dia assim:


Bom dia, mas bom dia mesmo!
Beijos do amigão



 
^

Powered by Bloggerblogger addicted por UsuárioCompulsivo
original Washed Denim por Darren Delaye
Creative Commons License

____