sábado, 31 de janeiro de 2009


Vai pensando...



Saquê
Saquê é uma bebida fermentada tradicional do Japão, fabricada pela fermentação do arroz tomada geralmente quente e em grandes comemorações, como Ano Novo e cerimônias xintoístas de casamento.

Como beber
A melhor temperatura para o saquê ser consumido é de 35º C, porque nesta temperatura se percebe melhor as delicadas características da bebida. Mas pode ser bebido em temperaturas superiores ou inferiores, de acordo com a estação do ano.É geralmente servido em copos de porcelana antiga ou em pequenos copos de madeira, conhecidos por masu.
Ritual
Existe um ritual especial à mesa para tomar o saquê. Levante o seu copinho para receber a bebida, servida sempre por seu vizinho de mesa, apoiando-o com a mão esquerda e segurando-o com a direita. É imprescindível que você sirva o seu vizinho de mesa porque não é de bom tom servir a si próprio. O copo de saquê deve sempre ficar cheio até o final da refeição. A tradição manda fazer um brinde, Campai, esvaziando o copinho num só gole. É sinal de hospitalidade e atenção.
Fonte: Wikipédia, a enciclopédia livre
A Lição
"A primavera tem as cerejeiras da noite.
O verão têm as estrelas do céu, que iluminam os olhos.
O outono tem a lua cheia refletida na água.
O inverno tem a neve, que flui na relva.
Bastam essas coisas simples para que o saquê seja delicioso.
Se, mesmo assim o gosto do saquê não for bom então quer dizer que há algo de errado dentro de você".
(Samurai X -Seijuurou Hiko)

O sofá do amigão volta com tudo no próximo sábado, dia 07/02.

sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Amor Bandido



Foi no ano passado que o Janderson me levou pra comer camarão em Serra Negra e dormir num hotel de beira de estrada. Foi lá em Serra Negra que ele me deu uma aliança de noivado e me pediu em casamento.E lá se vão quase dois anos que este homem me enrola.
O Janderson não é o homem perfeito, pois homem perfeito só na novela mesmo. Tipo assim um Zé Bob, lembra?
Eu aprendi nesta vida que homem perfeito, não existe no conceito que a gente imagina, viu meninas?Existe sim aquele homem discreto que faz as coisas escondidas e quando trai a gente trai esporadicamente (uma vez a cada dois meses, por exemplo).

Existe sim aquele cara, que é consciente e que não gasta o nosso dinheiro com amantes e não cria outra família.Eles não mantém relações várias vezes com a mesma mulher para não criar vínculos e se comprometerem mais tarde.
E o homem perfeito além de nunca trair com mulheres solteiras para evitar o apego e um monte de confusões também nunca, mas nunca deixa a mulher em casa saber de nada.

Estes são os homens perfeitos.Mas aí você pergunta:
- Elite que tratado é este sobre a traição, o que você ta realmente querendo dizer?
Pois é, o Janderson me apareceu sem a aliança no dedo e lógico que reparei na hora e quando comentei ele se assustou e começou a gaguejar, e acabou confessando que teve que vender a aliança pra carregar o Bilhete Único. (pra quem não é de Sampa, Bilhete Único, é um cartão magnético que a gente usa pra pagar a passagem do ônibus, metrô e trem).

O Janderson é muito esperto, mas eu to de olho. Deixa ele comigo. Eu sou muita mais esperta e comigo não tem este negócio de amor bandido.Aliás, o único amor bandido que eu aceito é aquele cantando pelo meu Leozinho. Mas o meu lindinho, este sim, pode tudo, né não?




Maria Elite, natural da Bahia, é a diarista do Amigão e namorada do Janderson. Escreve todas as sextas aqui no blog do patrão. É a fã numero um do cantor Leonardo e agora também pegou mania de ouvir Ana Carolina. Aliás, comer camarão, ouvir Ana Carolina e Leonardo, ás vezes parece que faz de propósito, pra irritar o patrão mesmo. Todas as notícias são verdadeiras, a única falsa aqui é ela mesmo. A Ilustração da Elite, foi feita pelo grande Moiza, do Cartum com bobagem e a montagem de hoje foi feita pelo Lucas, do Blog do Lucas

quinta-feira, 29 de janeiro de 2009


Ela é filha de uma das melhores amigas e tornou-se também minha melhor amiga. Aos 18 anos já falava que um dia se casaria na igreja de véu e grinalda, seu maior sonho.E no intervalo das aulas ficava escrevendo no caderninho como seria a cerimônia, quem seriam os convidados os padrinhos. O amigão, lógico seria um dos padrinhos. Fazia questão.

O detalhe único e importante é que ainda não tinha nem namorado, ou pelo menos alguém que merecesse ser promovido a noivo e em seguida marido. Linda, estilosa, meio patricinha, tattoo, piercing, primeiro ano de psicologia, boa amiga, conselheira, companheira da mãe e nunca deu trabalho em casa. Enfim a filha perfeita, a amiga perfeita, a noiva dos sonhos de qualquer um.
Churrasco na casa do amigão, ela diz que não pode ir, tem uma baladinha mas se der aparece lá. Por uma destas ironias ou coincidências, a balada é suspensa e o jeito é ficar no amigão mesmo, tem umas cervejinhas lá, uma carninha.

No outro lado da rua, Ele, amigo de boteco do amigão, novo inteligente, formado em economia, ainda na casa dos vinte e poucos anos. Jovem, surfista, bagunceiro, bonito. Vê o movimento na casa do amigão e resolve aparecer pro churrasco.
O que ninguém imaginava é que fosse rolar alguma química entre os dois. Apesar de jovens, e bonitos eram bem diferentes um do outro. Mundos diferentes sabe?
Mas tinham algo em comum, o bom gosto pelos bons restaurantes, boa musica, barzinhos de jovens e muita gente bonita. Estranho né? Tantas baladas, tantas diversões, morando no mesmo bairro e nunca terem se encontrado e justamente este dia resolvem parar de brincar com o destino e se encontram na casa do amigão. E sem antes falar com a menina, ela já chega pra mãe e diz:
- Eu vou me casar com sua filha
(meia hora depois de terem se conhecido)
Com o tempo os bons restaurantes e barzinhos foram substituídos pelos inúmeros churrascos. O uisque pela cerveja, a boa música, pelo forró e pelo samba:
- Vem amor, vou te ensinar uns passos de samba!
O casamento se dependesse dele já teria acontecido no ano passado, mas ela quer terminar a faculdade. Ele não agüenta mais esperar. Quer ter filhos. Quer ter sua família e viver para sempre ao lado dela:
- Amigão, eu nunca tive ciúme de mulher nenhuma. Desta aí eu morro de ciúmes.
Com muita insistência ela aceita casar este ano, talvez lá pro finalzinho:
- O amigão vai ser meu padrinho, eu já escolhi antes de te conhecer.
- Não amor, ele vai ser meu padrinho, pois foi ele quem apresentou você pra mim.
E antes que haja alguma briga, é a mãe que decide:

- Já resolvi, o amigão vai entrar duas vezes.

O resto da história você já sabe, você ouviu “Eduardo e Monica” é bem parecido mas é diferente.
E quem um dia irá dizer....

O melhor da história é que neste casamento eu posso entrar de All Star , ela adora All Star e ele não tá nem ai, o importante é casar logo.

Vermelhos, cano longo e com a estrela que identifica a marca Converse. Mas nao sao tênis de verdade - sao feitos de Lego. Inspirados no modelo All Star lançado em 1911, mas que só se tornou popular depois de ter sido adotado pelo jogador de basquete Chuck Taylor em 1918. O modelo é até hoje conhecido nos EUA pelo nome do atleta. Dica do TrendHunter. 26/01 Blue Bus


Beijão do amigão para os futuros afilhados: Nathália e Daniel

quarta-feira, 28 de janeiro de 2009


Este blog é melhor que muito livro!



Calma não sou eu quem tá falando, é a Vovó Rô, que repassou este selinho pra turma do amigão (ver AQUI).Tudo que vem da vovó é bom e eu fico muito feliz cada vez que ela lembra de mim.Valeu Vó, beijão do amigão.

Vintage
A Revista Serafina, que vem encartada na Folha de S.Paulo tem um coluna chamada "Vintage" curioso fui ao google para descobrir o significado de " Vintage". A sua origem ou significado vem de "vint" relativo à safra de uvas e "age" de idade. Então entendi que o objetivo da entrevistinha é descobrir que se o entrevistado fosse um vinho por exemplo, com o tempo teria mudado para melhor? Ganhou sabores especiais com o passar dos anos? Hein, hein? Eu copiei a brincadeira da revista, vejam o resultado. O que eu era ontem e o que sou hoje, é mais ou menos isto. Daí...eu inventei este meme. Vintage: Ontem e hoje

Ontem
1. Eu era Bobão
2. Eu queria ser professor
3. Eu tinha muitos sonhos
4. Eu sabia Que a vida seria muito difícil
5. Eu adorava ouvir musica e ir ao cinema
6. Eu gargalhava Era mais de fazer os outros darem gargalhadas
7. Eu duvidava Eu duvidava de tudo.
8. Eu escutava Rádio AM
9. Eu viajava mesmo sem dinheiro
10. Eu queria conhecer Os Estados Unidos
11. Eu vestia Ternos e sapatos
12. Eu me assustava Com gente mau humorada
13. Eu esperava Um mundo mais justo
14. Eu dizia Foda-se
15. Eu bebia Refrigerante e suco de uva
16. Eu sonhava beijar eu sonhava beijar, quem quer que fosse

Hoje
1. Eu sou Bobão mais sou feliz
2. Eu quero Ser mais bobão e mais feliz
3. Eu tenho muitos sonhos
4. Eu sei Que me enganei, a vida é mais fácil do que pensava.
5. Eu adoro dormir
6. Eu gargalho sou mais de fazer os outros gargalharem contando minhas besteiras
7. Eu duvido Ah eu duvido sim, mas não to nem ai
8. Eu escuto As muscias que gravo no MP3
9. Eu viajo Tem que ter algum dinheirinho senão nem rola
10.Eu quero conhecer Fortaleza e São Luis
11. Eu visto jeans, camiseta e all star
12. Eu me assusto nada mais me assusta
13. Eu espero Que cada dia seja unico
14. Eu digo bom dia, mas bom dia mesmo
15. Eu bebo:Cerveja ,Campari e continuo bebendo suco de uva que eu adoro.
16. Eu sonho beijar Já beijei tanto que até perdi a conta e continuo sonhando beijar...

Respondam, repassem, criem regras, peça para colocar o link de quem enviou o meme, ou não.


Orelhada final

"Mocreia perdeu o acento mas continua feia"
Hoje o dia está excelente pra comer uma feijoada, bora lá?
Entãoeufuibeijosmeliguem

terça-feira, 27 de janeiro de 2009


Me ajuda ai vai!
- Amigão posso falar uma coisa e você promete não ficar chateado?
- Lógico
- você é a cara do Datena, idêntico.
- Mas isto é bom ou ruim?
- Ah amigão é bom, eu acho ele lindo, um gatão.
- .... Ai meu Deus. “Me ajuda aí Brasil!”

segunda-feira, 26 de janeiro de 2009

Todo mundo que acompanha a nossa turminha sabe que tem duas coisas que o amigão faz demais: Eu bebo demais e eu rezo demais.
Por mais que incoerente seja é assim que eu sou.E como hoje é segunda, um dia que amanheceu sereno com algum chuvisco e um certo frio vou comentar sobre esta segunda coisa que faço demais e o resultado disso.

Dirão alguns que sou sortudo, mamãe por exemplo diz, que eu sou um cara muito abençoado. Outros menos céticos dizem que eu sou “rabudo”, ou “largo”. Outros, e estes sim parecem ter mais razão me dizem: É tudo coincidência.

O fato de chegar ao final do ano sem nenhum dinheiro no bolso e sem ter onder recorrer e depois de rezar muito ir ao banco e descobrir que depositaram o meu 13.salário integral, mesmo depois de já o ter recebido em duas parcelas. O que é? Só pode ser uma grande coincidência.
Coincidência maior ainda é quando descobre que não precisa devolver agora. Pode gastar a vontade...Coincidência das grandes né?

Também já sabia que no dia 01 de março tenho que desocupar a casa onde moro pois o proprietário tem outros planos e depois de rezar bastante, quase como se fosse um milagre a casa da frente que eu sempre paquerei vai ficar vaga no dia 15 e por um preço que posso pagar. Casa grande, maior que a minha, quintal, garagem coberta, dois quartos grandes...Coincidencia boa esta né não?É a casa da frente entenderam? é so atravessar a rua com a mudança na mão e sem precisar desmontar nada.

O mais incrível é que as coincidências são tão visíveis e tão engraçadas que eu fico pensando: É coincidência mesmo. Só pode ser.
Por via das dúvidas vou continuar orando muito, que eu não sou bobo pois quanto mais eu rezo mais coincidências acontecem.

"Milagre, não. Mas as coincidências.
Vivo de coincidências, vivo de linhas que incidem uma na outra e se cruzam e no cruzamento formam um leve e instantâneo ponto, tão leve e instantâneo que mais é feito de pudor e segredo: mal eu falasse nele, já estaria falando em nada.

Mas tenho um milagre, sim. O milagre das folhas.

Estou andando pela rua e do vento me cai uma folha exatamente nos cabelos.
A incidência da linha de milhares de folhas transformadas em uma única, e de milhões de pessoas a incidência de reduzí-las a mim.

Isso me acontece tantas vezes que passei a me considerar modestamente a escolhida das folhas. Com gestos furtivos tiro a folha dos cabelos e guardo-a na bolsa, comoo mais diminuto diamante. Até que um dia, abrindo a bolsa, encontro entre os objetos a folha seca, engelhada, morta. Jogo-a fora: não me interessa fetiche morto como lembrança. E também porque sei que novas folhas coincidirão comigo.

Um dia uma folha me bateu nos cílios. Achei Deus de uma grande delicadeza."

Clarice Lispector

Que este dia, esta semana sejam repletos de felizes e abençoadas coincidencias.
Bom dia, mas bom dia mesmo!

sábado, 24 de janeiro de 2009

Enquanto os convidados não chegam ...


O Combinado era passar o reveillon na praia com a turminha de amigos aqui do bairro: "Amanhã (30/12/08) às 21h00 eu passo na sua casa pra te pegar".
Ás 21h00 em ponto eu não estava em casa, distraído pelos bares da vida perco o horário e a carona e a viagem e lá se vai a passagem de ano na praia. Ah, eu não queria ir mesmo.

É sempre assim: "não adianta marcar nada com o amigão, ele faz o que quer na hora que quer"."Agora, bem feito" "vai passar o ano novo sozinho em casa". O que parecia um castigo era tudo que eu queria. "Oba, esqueceram de mim" .

E foi assim que tirei o dia 31 só pra mim. Acordei com uma vontade de comer bacalhau, já que no natal parece que erraram a receita e tinha mais batata. Bacalhau. Sorvete. Leitura na livraria. Caminhar pela marginal que nesse dia está totalmente deserta. Embarcar no coletivo e passear na Paulista que vai ter corrida de São Silvestre daqui a pouco.

Foi aqui que iniciei minha vida profissional. Era a primeira vez que saía do Rio sozinho, para um lugar que não conhecia. Não tinha amigos e nenhum conhecido sequer. Uma ou duas referências apenas. Um moleque de vinte e poucos anos, bobão. Sem nenhum dinheiro no bolso, sem nenhum juízo mas com alguma ideia na cabeça.

É verdade que estava vindo para uma entrevista de emprego.Mas também era verdade que aquela entrevista era tudo que eu tinha naquele momento mas a bagagem era definitiva. Não poderia voltar para trás de mãos vazias.Era tudo ou nada. Não tinha mais lugar para complexos e traumas. Nada.Era eu sozinho na multidão. Primeiro emprego na AC Nielsen depois AlmapBBDO, DPZ,Publicis, Ogilvy e Giovanni.FCB. O moleque bobão saiu de Campo Grande no Rio e agora estava no meio do zumzumzum da Publicidade brasileira.Em todos os momentos eu lembrava que estava ali porque alguém lá em cima gostava muito de mim.
Ê São Paulo véio de guerra. Transferi meu titulo eleitoral e votei para prefeito, governador, presidente, deputados. Participei ativamente da vida da cidade.Conheço a cidade como a palma da mão bem mais que o Rio. Percorro qualquer roteiro de olhos fechados. Sei dos seus atalhos e lugares escuros. Sei das suas igrejas e templos, dos seus teatros e cinemas. Sei e já estive nos seus porões mas também sei dos seus filmes e suas canções.

Vinte e três anos depois, ainda sem nenhum juízo na cabeça, sem nenhum dinheiro no bolso (nem no banco) mas com uma gaveta lotada de papeis, cadernos, certificados, medalhas e trezentas e vinte oito canecas amontoadas na estante e um crédito de hum milhão de amigos no coração.

A Paulista continua encantadoramente mágica, os mesmos prédios a mesma esquina. Todos os cenários de outras cidades desapareceram. Somente as lembranças do que vivi aqui nesta cidade permanecem intactas.Foi com uma intimidade, uma intimidade que só acontece nos sonhos que me apropriei desta cidade. Muitas lembranças vem ao mesmo tempo. Fragmentos de um homem com pedaços ainda inteiros que o tempo não pagou e que conseguiu manter o bom humor. Esta cidade é aquilo que o Leandro diz: Conotivista demais. São Paulo é conotivismo puro. É isso.
Na esquina da consolação com a Paulista fico olhando a multidão que se acotovela para a corrida e para o show da noite. O mundo inteiro ali representado. Completa.



Vou caminhando na chuva pela consolação em direção ao centro.E na esquina mais famosa do mundo eu sinto que alguma coisa acontece em meu coração: É Orgulho ter sido compreendido e aceito por esta cidade.Orgulho por ser um cidadão paulistano.
Obrigado São Paulo, mas obrigado mesmo! Parabéns São Paulo, mas parabéns mesmo!
Dia 25/01/09 - aniversário de 455 anos de São Paulo.
( o sofá volta a funcionar com convidados a partir de fevereiro)

sexta-feira, 23 de janeiro de 2009


"Se você soubesse quem você é, até onde vai a sua fé....."
- Boa noite meus guerreiros!!!Está no ar o BBB9

Este texto meu patrão escreveu no ano passado mas eu fiz questão de copiar, pois ODEIO BIG BROTHER BRASIL. Um programa totalmente inútil para a vida de qualquer ser humano. Se vc concorda comigo junte-se a mim!!
É por causa desses programas que a nossa sociedade está cada vez mais com baixo nível cultural.Não assisto e nem nunca assisti este lixo.Ao contrário acho uma grande besteira aquilo, um monte de desocupados confinados dentro de uma casa durante um mês, comendo, bebendo e dormindo de graça, falando uns dos outros e ambicionando o que outro pode adquirir ou não, cobra engolindo cobra, um monte de mulheres e homens desocupados...Desta vez são 14 jogadores,mas não sei quem são, e me recurso a saber o nome dos participantes.Porque simplesmente não assisto esta idiotice.

Agora colocaram um casal de velhinhos, gente o que é a Naná e o Nonô? Dois velhos que poderiam ficar em casa cuidando dos netos ficam se expondo. E o pior vocês não sabem, a Naná é uma fofoqueira e o Nonô um velho assanhado de marca maior.

Esta semana teve o primeiro paredão e quem saiu foi a Michelle com 52% dos votos mas o Bial não informou a porcentagem não, que é pra deixar eles no escuro.

Eu hein? Ainda bem que não assisto isto. Uma formula, como diz o meu patrão já muito manjada. Só mesmo quem não tem o que fazer pra assistir isto.

Ah, sei que já tem vários casais formados lá, a Francine e Max trocaram beijos durante a madrugada desta quinta-feira debaixo do edredom. Mas é um casal que dá gosto de assistir. Eles não estão se comportando como casal e diferente de Newton e Josiane não ficam namorando pelos cantos.
E a Josiane mal chegou na casa, ela tava na casa de vidro, e já brincou de fazer ciúmes no Newton encostando seu rosto no ombro de Emanuel. Max entrou na dança e levou os dedos até os olhos, chamando o catarinense de "fura-olho".
Mas eu não assisto isto não. Que bom que a Naná ganhou o primeiro carro do programa, um Idea vermelho, e ela disse que sempre achou que o último carro da vida seria vermelho. Será que ela vai morrer? Ultimo porque?
Ontem após a conversa com o Bial, os partcipantes puderam curtir a primeira festa do programa. Senão me engano uma noite na china, pois todos estavam fantasiados de chineses. Quer dizer eu acho né, pois eu não assisti. E o Bial hein? O jornalista do Fantástico que fez a cobertura da queda do muro de Berlim, agora fica falando sobre o muro que separa a turma em lado A e lado B. Sei lá, eu não assisto, mas ele deve tá falando sobre isto mesmo.

Outra coisa que não entendo é quando eles ficam falando: "Fulano tá jogando". Ué não é um jogo?
Que lixo! Ainda bem que não assisto. O Nonô, o velho assanhado, foi o primeiro lider da casa e não agradou. Ele fez merda ao indicar o Max e falar que a Priscila era a alegria da casa. To dizendo?

Ontem teve a prova do lider, mas eu não vi. Nem sei quem é o atual lider. Na hora da prova estava lendo um livro muito interessante. Porque sou assim mesmo. Eu troco minha TV por bons livros. Aliás aqui em casa, a TV Globo é um canal bloqueado.Mas eu acho que nesta turma de 2009 tem muita gente feia. Nem tem um gayzinho na turma.
A prova do lider foi um jogo de conhecimento da casa e aúltima pergunta foi "quem é o participante mais chato da casa?". Newton votou em Nonô, Alexandre em Ana Carolina. Como a maioria dos outros confinados votou em Norberto, Newton conquistou a liderança. Mas eu não sei. Eu não vi nem ouvi.Eu não assisto.
Então é isto meus queridos, desculpem o desabafo. Agora dá licença que vou assistir um documentário na TV Cultura.

No final de cada programa o Bial sempre repete: Podem espiar a vontade!
Não aqui em casa lógico. Já disse, lembra? A Globo é bloqueada. Uma questão meio conceitual, entende?

Maria Elite é a diarista do amigão e escreve aqui todas as sextas feiras. Como a maioria das pessoas ela definitivamente não assiste o BBB. Aliás nunca assistiu e tem raiva de quem assiste. Mas como ela sabe tudo isto se não assiste? Ah, só falta dizer que é o amigão que conta.

quinta-feira, 22 de janeiro de 2009


Não me lembro desde quando está acontecendo isto. O fato é que toda manhã quando abro o portão para sair de casa lá está ele me esperando. Não sei quem é nem de onde veio. Nem sei o que faz depois que se afasta de mim. Mas todos os dias entre 8 e 9 horas ele me espera no portão e me acompanha até a estação do trem.


Vou caminhando e ele vai me seguindo. Segue até a entrada da estação de trem e volta. Acho que ontem eu disse pra ele voltar dali mesmo e ele me olhou e simplesmente deu meia volta.E assim tem sido, desde quando mesmo? Não lembro. Só sei que este cachorro me espera pela manhã e me acompanha silenciosamente. Até que hoje ao abrir o portão eu disse:

- Bom dia amigão!

Latiu de volta. Eu acho que quis dizer: "bom dia pra você também"

quarta-feira, 21 de janeiro de 2009

Este não é assim um blog que merece ganhar selos todos os dias. Por isso a Suzanna amigona do coração cheia de peninha mandou e eu não posso recusar. Mesmo porque ele chegou no dia que eu estava precisando de mimos.


Ela ganhou do "minha terapeuta está de férias" e repassou pro amigão.Beijão, pra você Su.
Aliás conheci este blog outro dia e fiquei um tempão por lá. É um blog interessante que vale a pena acompanhar. Só o título já chama atenção: Minha Terapeuta está de férias.

Agora tenho que repassar este selo pra frente. Então vou indicá-lo a dois blogs que conheci recentemente e estou acompanhando:

Flipt Flopt - "Os pensamentos saltam em minha mente como pipoca"

Mundiota - "Este nome é facilmente interpretado como 'Mundo Idiota', mas o nome tem outro motivo. Uma pessoa que defende sua pátria é chamado de patriota, numa analogia a pessoa que defende o mundo seria o MUNDIOTA."

Meme das seis coisas aleatórias....

Ganhei da Cris do To Doyda nossa amiga blogueira americana. As regras são...
Colocar o link de quem te indicou pro meme;
-Escrever estas 5 regras antes do seu meme pra deixar a brincadeira mais clara;
-Contar os 6 fatos aleatórios sobre você (essa é a proposta da brincadeira!);
-Indicar 6 blogueiros pra continuar a brincadeira;
-Avisar para esses blogueiros que eles foram indicados.

Vamos aos fatos...
1) Eu passei o reveillon sozinho....perdi a carona que me levaria pra praia
2) Eu não fui ao noivado do meu filho.
3) Eu fui ao Rio e não vi a Suzi nem a Nana mais uma vez.
4) Eu não gosto de msn mas esta semana ele está on line.
5) Estou em dúvida pro Carnaval: Florianópolis, Rio ou Porto Seguro
6) Domingo passado enxuguei uma garrafa de Campari minha bebida preferida.

Repasso este meme para os seis primeiros amigões que comentarem a feijoada de hoje. Estes estão automaticamente convocados para o meme.

Kaká recusou oferta para ganhar milhões...


O jogador de futebol Kaká recusou proposta milionária para trocar de time. As conversinhas que li por aí é que foi influenciado por Deus, ou por Jesus, mãe, pai, esposa...Todo mundo tem uma explicação e todas falam sobre seu carater e ninguém esquece de colocar ali no meio que ele frequenta a Igreja Renascer e casou virgem e etc, etc.
O respeito é uma coisa que pouca gente no meio artistico e esportivo conseguiu. Kaká se dá ao respeito e ele merece ser respeitado. Né não?

Tem festa por ai....

No próximo domingo,25, a cidade de São Paulo comemora 455 anos de fundação.

"Em São Paulo moram são-paulinos, que normalmente são paulistanos e por coincidência também são paulistas.Em São Paulo você pode encontrar os ancestrais dos gambás: os corinthianos.Em São Paulo os porcos sofreram mutilações genitais e genéticas graves e se tornaram palmeirenses.Em São Paulo acontece a maior parada gay do mundo. São Paulo tem apenas uma esquina - Av. Ipiranga com Av. São João - mas lá só tem baiano.


Em São Paulo, os "mano" pegam as "mina".Em São Paulo, toda exclamação pode ser feita com a fórmula: Puta + palavra + ducacête + mêu!. Ex. "Puta chuva ducacête mêu!", "Puta filme ducacête meu!".Em São Paulo a palavra "trabalho" foi substituída pela palavra "trampo", o que fez com que os paulistas gostassem ainda mais de trabalhar.Para sair de São Paulo você tem que passar por pelo menos 42,73 pedágios".São Paulo é a única cidade do Brasil onde não existem flamenguistas." Opa, e eu?


A agência Leo Burnett criou este anúncio homenageando a cidade de S.Paulo, o texto caso não consiga visualizar é: "Este anúncio foi criado por uma mexicano e um jacareiense, aprovado por uma mineira, um americano e um carioca, revisado por uma cearense e finalizado por um paranense. Porque não precisa ter nascido aqui para amar esta cidade"
Repararam que não consta na relação nenhum paulistano? "As pessoas são recebidas (em SãoPaulo) sem nenhum julgamento. E, apesar de sermos de diferentes cidades, nos sentimos paulistanos", disse o jacareiense Gustavo Soares.

Orelhada final...
"E sabe por que os israelenses e palestinos se odeiam tanto? Porque eles ainda não conhecem os argentinos."

fuibeijãodoamigão!

terça-feira, 20 de janeiro de 2009


"Bem aventurados aqueles que não esperam nada de ninguém. Estes jamais serão decepcionados"

Eu devia estar contente porque eu tenho um emprego
Sou dito cidadão respeitável e ganho quatro mil cruzeiros por mês
Eu devia agradecer ao Senhor por ter tido sucesso na vida como publicitário
Eu devia estar feliz porque se não tenho um carro é apenas porque não quero.
Eu devia estar alegre e satisfeito por morar em São Paulo....
Eu devia estar contente por ter conseguido tudo o que eu quis
Mas confesso abestalhado que eu estou decepcionado
E agora me pergunto: e daí?
Eu tenho uma porção de coisas grandes pra conquistar e eu não posso ficar aí parado.
...
Ah mas que sujeito chato sou eu ...
É você olhar no espelho se sentir um grandessíssimo idiota
Saber que é humano, ridículo, limitado
E que só usa dez por cento de sua cabeça animal .

("Ouro de tolo" - Raul Seixas)

Não foi nada, não é nada. Apenas uma ficha que caiu. Mas você já sabe que a vida é assim mesmo.

segunda-feira, 19 de janeiro de 2009

Nunca fui um bom soltador de pipas, meu irmão sim era otimo com a pipa. Eu dava minhas dibicadas e empinadas. Era um ótimo caçador de pipas e também era eu quem fazia as pipas da molecada, passava a manhã inteira fazendo armações com varetas de bambus, rabiolas, cerol e a tarde ficava em cima da casa soltando pipa com os amigos e se deixasse ficava o dia inteiro.
Mas tinha que ter vento, senão não subia, até havia um ritualzinho pra chamar o vento: "Vem vento, caxinguelê, cachorro do mato quer me morder".
Nos bons dias com muito vento, acontecia de ter muita pipa voada e nesses dias a gente voltava pra casa com as mãos cheias. Geralmente as pipas estavam rasgadas, mas trocávamos o papel e elas ficavam novas, pra brincar no dia seguinte. A gente tirava a linha do carretel e enrolava em uma lata de óleo, ficava mais fácil na hora de "dá linha" com a pipa lá no alto. Uma maneira legal de verificar a qualidade da linha era ficar trocando de lata. No final do dia a gente costumava fazer apostas pra ver quem tinha catado mais pipas e quem tinha o maior carretel (lata) de linha.

Lembrei disso hoje, quando meu sobrinho me chama no msn e pede um conselho:

- Tio, estou em dúvida entre duas garotas, uma me dá muita atenção e carinho e etc, e a outra é "mó pipa voada", Não sei com qual eu fico.

Ri da situação porque muitas vezes mesmo com a idade que temos, precisamos tomar decisões cujas respostas óbvias estão ali a mão e são fáceis de resolver mas a gente dificulta tudo procurando sempre o caminho mais longo.
A regra geral é que se você tem uma pipa na mão você não corre atrás de pipa voada, ou você vai ficar sem as duas.
Ou como já diziam os pipeiros mais antigos: "Mais vale uma pipa na mão do que duas voando."
Pois é a vida é assim.
Bom dia mas bom dia mesmo!

sexta-feira, 16 de janeiro de 2009


Sabe, esse negócio de tirar férias é bom demais. Reencontrar os amigos, conhecer gente nova, não ter horário para acordar, não olhar pro relógio, e principalmente, esquecer da bagunça da casa do patrão. Pena que passa rápido. Então temos que aproveitar cada minutinho desses dias de descanso!

O ano passado eu juntei uma graninha pra poder visitar meus parentes e amigos, lá em Jacobina (minha terra). Ai como o Amigão me deu alguns dias de folga, aproveitei pra dá uma passeada por lá. Eu estava com muita saudade da Bahia, é muito bom retornar a nossa terrinha, é uma retrospectiva da vida!

A D. Suzana ficou sabendo que eu estava em terras baianas e foi logo me chamando pra ir pra casa dela. Gente, essa menina é espoleta demais, não para quieta. Era Elite vamos ali, vamos acolá. Eu não sei como ela aguenta! Foi praia, cerveja, acarajé, tudo que vocês pensarem. Matei a saudade da terrinha. E outra, amanhecíamos o dia na farra. Foi bom demais! Eu já estou até pensando em ir com o patrão pra lá no carnaval!

Bom, isso se ele deixar, né?! O Amigão não gostou muito desses meus dias com a D. Suzana. Mas eu nem sei por que. Ele gosta tanto dela. Eu acho que o patrão ficou com ciúmes de eu ter conhecido a D. Suzana primeiro que ele. Mas, fazer o que. Bem que eu chamei pra irmos pra Bahia, só que ele ficou fazendo corpo mole. Fui sozinha mesmo!

Eu fiquei pensando aqui com meus teclados, acho que o Amigão ta de cara feia assim porque eu voltei cantando Ana Carolina. Ah! Deve ser isso mesmo! Teve um dia que a D. Suzana estava escutando algumas músicas da Ana (estão vendo como to íntima?!) e eu gostei. Ela até me deu um cd de presente! Agora quando não escuto Leonardo, fico ouvindo Ana Carolina. Eu não sei por que ele não gosta. Aquela garganta arranhando tudo, é muito massa! Gostei mesmo!

Foi isso que deixou o Amigão arrasado, chateado. Vocês precisam ver a cara dele quando as músicas dela estão tocando. Ele chega sair de perto! Desce, vai pro boteco e pronto, só volta quando eu vou embora, às vezes só chega em casa no dia seguinte! Quando não vai de escada, vai pelo elevador. É isso ai! Agora o patrão que me segure, querendo ou não ele vai ter que ouvir Ana Carolina!

Bom, agora deixa eu adiantar meu riscado por aqui porque mais tarde eu vou me encontrar com o Janderson para matar a saudade, vamos no risca-faca dançar aquele forrozinho arretado de bom!




Bom dia a todos!
Beijos da Elite!



Maria Elite, natural da Bahia, é a diarista do Amigão e namorada do Janderson, escreve todas as sextas aqui no blog do patrão. Ainda não tem um blog pois acha que não tem motivos nenhum pra ficar contando sua vida íntima pra todo mundo. E depois que voltou de férias, está com manina de ouvir Ana Carolina arranhando a garganta. Todas as notícias são verdadeiras, a única falsa aqui é ela mesmo. A Ilustração da Elite, foi feita pelo grande Moiza, do Cartum com bobagem.

quinta-feira, 15 de janeiro de 2009


Li a nota no BlueBus. Uma certa British Humanist Association, que promove o secularismo, direitos humanos, democracia e igualdade resolveu lançar a campanha cuja intenção é fazes as pessoas pensarem sobre a existência de Deus. Ou pararem de pensar no assunto. Diz o texto:
"Provavelemente Deus não existe. Então deixe de se preocupar e aproveite a vida."
O grupo pretendia arrecadar USD 9 mil para a campanha, mas chegou a USD 58 mil. Com mais recursos, veiculará sua mensagem também dentro dos ônibus. A noticia é da BBC


Esta semana os ônibus chegaram à Espanha trazendo a novidade ao povo espanhol: "Deus provavelmente nao existe. Deixe de se preocupar e desfrute a vida". Lá, a campanha está sendo realizada pela "Uniao de Ateus e Livre-Pensadores" e é um sucesso. Com apenas 2 ônibus, conseguiram uma repercussao excepcional e, garantem eles, 1,000 euros de doaçoes só no 1º dia.




Oras, eu não me preocupava nunca com nada, justamente porque tenho certeza que Ele existe. Agora se ele não existe, aí sim vou ter que me preocupar...
Ai, ai, ai, alguém aí tem um exemplar de “O Segredo” pra me emprestar?

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009



vai pensando ai...



"Nunca se explique: seus amigos não precisam e seus inimigos não entendem."


Bom dia!
Mas...bom dia mesmo!

terça-feira, 13 de janeiro de 2009


“Estou ultimamente precisando apenas de bom papo, boas histórias, boa filosofia de vida e carinho amigo...” (Lula Vieira)

Decididamente estou ficando velho. Não tem mais como negar estas quase cinco décadas de existência. Ainda ontem, lendo a coluna do Lula Vieira, um dos meus colunistas preferidos ele se referia a Bukovisky e citou a mesma frase que citei aqui no blog outro dia, mais precisamente no meu aniversário: “Onde está você, juventude? Só agora percebo o quanto você me faz falta, sua grande filha da puta”.

Ontem, a Sheilinha me chamou no MSN, pois é, ontem eu resolvi entrar no MSN, coisa que não faço há muito tempo. A Sheilinha é minha amiga irmã, quase alma gêmea que inclusive já foi tema de alguns posts aqui no blog.
Ela é mãe da Manuela, de seis meses de idade, juntos (eu e a Sheila, não a Mauela que fique bem claro) freqüentamos e fechamos os melhores e maiores botecos do centro de São Paulo.
- Ah , amigão outro dia estava lembrando dos garçons da padoca jogando água no pé do gente, em plena madrugada.
A conclusão da conversa é que nós dois estamos com saudades e precisamos nos encontrar o mais rápido possível, mas não neste sábado agora, pois ela tem um casamento e eu tenho um compromisso. Mas vamos nos encontrar sim e combinamos que vamos rir um bocado. Rir principalmente de nós mesmos primeiramente. Lembramos também do Edu, do Gabriel,do Rafa e do Alê, eles tem que participar deste encontro também. E a Claudinha hein?

Sabe, a conversa com a Sheilinha me faz pensar num monte de coisas que perdi por esta vida.Ou um monte de besteiras que fiz pensando que seria o bom.
Na coluna do Lula de ontem ele citava: “É preciso exorcisar de nossas vidas os bem informados mensageiros da desgraça, os sommeliers do modismo, os charutos posudos. Qualquer um que leia Valor, Gazeta Mercantil, Exame, sabe falar de crises, charutos ou vinhos com a maior autoridade. Estou ultimamente precisando apenas de bom papo, boas histórias, boa filosofia de vida e carinho amigo...”

E como na coluna , digo que preciso assumir que estou velho e quando a gente fica velho a única preocupação é com uma boa ereção pra não fazer vergonha na hora H. O resto nada importa. Sabe aquele montão de livros? Não me importo mais. Outro dia mesmo, me perguntaram:

- Você leu o “Segredo”?
- Eu li a Bíblia doze vezes pra que preciso ler “O segredo”?

Tudo muda no mundo o tempo todo. O que era importante ontem, hoje já não vale nada.E parafraseando o colunista,aliás plagiando mesmo, eu assumo que já to ficando velho mesmo. Mas serei um velho menos chato do que um velho conhecedor de vinho, charuteiro e filósofo de crises e guerras.

Serei, se Deus me permitir e der forças, um velho inteligente, alegre, criativo. Talvez um pouco mal informado sobre as razões que levam o Lula a ter uma popularidade imensa ou querer escrever sobre as razões da guerra ou da crise mundial, pois nesta altura da vida nada mais importa.Afinal a vantagem de ser velho é que esta guerra e esta crise financeira “ é igual a uma porrada de outras que já existiram”.

Resumindo tudo isto "eu quero continuar escrevendo sobre coisas que realmente importam às almas não pequenas"

Por estes dias as postagens não terão tanta frequencia por aqui, é preciso diminuir um pouco por enquanto, mas continue vindo aqui todos os dias.Hoje foi só um desabafo. A vida é assim mesmo...

Ah, bom dia, mas bom dia mesmo!

sábado, 10 de janeiro de 2009

"Bongô é um instrumento musical do tipo membranofone composto por dois pequenos tambores unidos entre si."

Enquanto espero despachar minha bagagem e finalmente embarcar para São Paulo reparo em uma turminha na rodovíaria carregando uns instrumentos parecidos com bongôs. Não sei indentificar se são ou não bongôs. Mas olhando fixamente para os intrumentos fico pensando em como foi minha vida em 2008 e assim do nada reparo que há uma suave calma em mim. Caracas, estou tão aliviado, tão leve. Nenhum problema, nenhuma preocupação.
"Durante a execução, os bongôs são colocados em um suporte com altura ajustada para que o percussionista possa tocá-lo de pé. Também é possível tocá-lo sobre o colo, ou preso entre as pernas, com cuidado para que as aberturas não sejam bloqueadas. O bongô é tocado por percussão da pele com as mãos. Sons diferentes podem ser obtidos se a pele for golpeada no centro ou na beirada e também há variações de acordo com a parte da mão utilizada. "
Assim como um instrumento você pode conduzir sua vida no ritmo e acho que foi assim em 2008.Fiquei muito assustado com a cirurgia mas ela correu tão bem que descobri que não deveria ter me preocupado tanto. Mas em mim há algo que diz que deveria ter me preocupado sim e agradecer por tudo ter corrido tão bem. Não existem coincidências, nada é por acaso. Tudo corre com um propósito.
Você só precisa saber a batida certa e deixar o corpo ir num ritmo. Ecoam em mim as palavras sábias e sempre repetitivas da minha mãe. Quantas vezes ela me disse esta frase:

- Não se esqueça daquela mensagem filho: "Não temos que ter medo do futuro, a menos que a gente esqueça como Deus nos guiou no passado"

2008 foi um ano mágico pra mim. Tão mágico que ainda estou saboreando cada pedaço, cada fatia. Os dias foram grandes. Houves manhãs ensolaradas e chuvosas e houve tardes e tudo foi muito bom.

Para 2009 eu quero manter o ritmo e a mesma batida e acima de tudo sonhar...sonhar....

Eu quero ter mais tempo para fazer tudo e para fazer nada.
Ficar mais com quem eu gosto, um lap top mais leve,
Trabalhar de bermuda, ficar de bobeira na praia, fazer uma tatuagem de verdade, tomar bando de cachoeira.
Eu quero conhecer melhor a minha cidade, fazer um curso de outra língua, ver meu Mengão campeão.
Tirar 6 meses de férias, comprar uma bicicleta, ver sessão da tarde na segunda feira.
Eu quero visitar minha mãe mais vezes. Eu prometo ver e conhecer todos os amigos que conquistei aqui no blog. Eu quero rever a Suzi ainda no ínicio deste ano. Eu preciso urgentemente falar com o Nando, que foi um amigão na blogosfera. Preciso ligar para o Juca e agradecer o apoio e me desculpar por não ter ligado mais vezes.
Eu quero Ter uma câmera para filmar meus sonhos e publicar no You tube.
Eu quero ver o Campeonato Brasileiro, ler jornal todas as manhãs, dar muita risada, ir mais ao teatro, comer um monte de chocolate tomar várias brejas e não engordar.
Quero ser grande quando me der na telha e ter sempre água de côco na geladeira.Eu quero uma casa tipo chalé montanhês, jogar meu celular pela janela, cantar no chuveiro, tomar banho pelado na chuva, muito feriado prolongado.

Quero ganhar uma promoção com aumento.Eu quero não ter mais medo de errar, saltar de pára-quedas, sapatear sem sapato, comer fruta do pé, praticar Yoga e virar nuvem, falar menos, ser mais ouvido.

Eu quero ganhar milhões de abraços na loteria e resolver minha vida. Mudar o visual, perder uns quilinhos, curtir todos os domingos de sol e, finalmente, aprender a tocar bongô, pra nunca perder ritmo.
UP Date
E me enviaram por email este filminho que ensina a tocar bongô.

sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Ah hoje não é dia feijuca, mas a Elite tá de férias novamente e eu to meio perdido por aqui. certo?
Este papo de reforma ortográfica pra mim foi sensacional, já que eu não sabia mesmo escrever nem acentuar as palavras. Hifén??? Trema?? São dificuldades do passado. Só de pensar que a eterna dúvida "é com hífen ou sem hífen ". Aliás o Zé Simão, comentou ontem na Folha que o "hífem é como hímem, só serve para atrapalhar". O meu grande problema está resolvido. Aliás um deles né? Pois ainda falta resolver o problema das vírgulas e do "por que" e "porque". No trabalho já fomos convocados para uma reunião com as revisoras da agência na próxima semana e por enquanto veja as ilustrações abaixo que é pra ir quebrando o galho.


Ah, quer saber a novidade mesmo? É que "jibóia" não tem mais acento. Ué tinha???? (fonte: Caderno Especial do Jornal OESP)


Aniversário de Blog


E hoje é o aniversário de um ano do Baqueta de Condão. Ela esteve por aqui no Sofa do Amigão e olha só como foi:


Gente, música é um negócio fantástico. Eu costumo dizer que quem tem música não precisa de droga, porque ela dá uma lombra arretada, movéi. Eu dou valor a todo tipo de intrumento - inclusive a voz humana, certo? - e tenho minhas passagens pelo piano e talz, curto muuuuito contrabaixo, acho violão o instrumento mais versátil que existe, flautas doces bem tocadas são um deleite pra alma, uma orquestra sem pelo menos três trompas pra mim tá desfalcada... mas percussão, meeeu veeeeelho... a bateria em si é... num sei nem como dizer, é uma coisa assim visceral, sabe?


O Baqueta de Condão é um blog de tirar o chapéu. Parabéns Drummer



Orelhada do dia

"Eu tenho tanta raiva da Flora, que se eu encontrar a Patrícia Pilar na rua eu encho ela de porrada" - O amigão ouviu isto no trem



E terminando o post de hoje, tenho escutado quase que o tempo inteiro as pessoas cantando: "Meu mundo caiu...". Olha só que caneca manera que tenho aqui em casa.

"Seu mundo caiu? Corre pro meu que ainda tá de pé"


Beijão do amigão e bom final de semana, mas bom final de semana messsssmo!



 
^

Powered by Bloggerblogger addicted por UsuárioCompulsivo
original Washed Denim por Darren Delaye
Creative Commons License

____