terça-feira, 2 de dezembro de 2008


Tempo que Foge
Por Ricardo Godim


" Contei meus anos e descobri que terei menos tempo para viver daqui para frente do que já vivi até agora.Sinto-me como aquele menino que ganhou uma bacia de jabuticabas. As primeiras ele chupou displicente, mas percebendo que faltam poucas, rói o caroço.
Já não tenho tempo para lidar com mediocridades.Não quero estar em reuniões onde desfilam egos inflados. Não tolero gabolices.Inquieto-me com invejosos tentando destruir quem eles admiram, cobiçando seus lugares, talentos e sorte.

Já não tenho tempo para projetos megalomaníacos.Não participarei de conferências que estabelecem prazos fixos para reverter a miséria do mundo. Não quero que me convidem para eventos de um fim de semana com a proposta de abalar o milênio.Já não tenho tempo para reuniões intermináveis para discutir estatutos, normas, procedimentos e regimentos internos.

Já não tenho tempo para administrar melindres de pessoas, que apesar da idade cronológica, são imaturos.Não quero ver os ponteiros do relógio avançando em reuniões de “confrontação”, onde “tiramos fatos a limpo”.Detesto fazer acareação de desafetos que brigaram pelo majestoso cargo de secretário geral do coral.
Lembrei-me agora de Mário de Andrade que afirmou: “as pessoas não debatem conteúdos, apenas os rótulos“. Meu tempo tornou-se escasso para debater rótulos, quero a essência, minha alma tem pressa…

Sem muitas jabuticabas na bacia, quero viver ao lado de gente humana, muito humana; que sabe rir de seus tropeços, não se encanta com triunfos, não se considera eleita antes da hora, não foge de sua mortalidade, defende a dignidade dos marginalizados, e deseja tão somente andar ao lado de Deus.

Caminhar perto de coisas e pessoas de verdade, desfrutar desse amor absolutamente sem fraudes, nunca será perda de tempo.O essencial faz a vida valer a pena! "
Bom dia mas...(já sabe né?)

7 comentários. Clique e deixe o seu!!:

Su disse...

Ain que delícia essas jabuticabas fresquinhas... Quando era criança adorava ir para o sítio na época das jabuticabas, eu me perdia naquela beleza. Era lindo demais...

Eu tbm estou sem tempo para ficar discutindo rótulos, eu tenho pressa e preciso está ao lado de quem tem conteúdo, já perdi tempo demais e preciso correr e fazer a vida valer a pena!!

Que mensagem linda logo cedo!!
Beijos, meu anjo!!
E bom dia, mas BOM DIA MEEESMO!!!

Jornalista Azarado disse...

Bom dia amigão!!

Cara, não perca mais seu tmpo com isso!

Graças a Deus, no alto dos meus 21 anos, eu já levo minha vida assim há algum tempo... Não dispercidço meus preciosos segundos com besteiras.. querp é curtir cada segundo, viver bem e fazer valer a pena minha passada por este mundo... Afinal, não sei quando o amanhã não chegará.. então, quando este dia não chegar, eu terei a certeza de que meu hoje foi perfeito!

Abçãããão!

Camila disse...

Não sei quantas jabuticabas me faltam, não sei mesmo. Mas acho que nunca tive tive idade pra tudo isso, acho que sempre andei com as pessoas certas e vou continuar andando com elas pro resto da vida. Sou pessoa simples, de poucas amizades, mas muitos valores. E velo a vida devagar, porque ainda não onde quero chegar.


Ótima reflexão, Amigão!
Coloque isso tudo em prática!
Vale à pena!


Beijos, muito beijos!

Lorena disse...

Amigão, eu não tenho medo da quantidade de jaboticabas ser pequena, sabia? A gente tem que fazer o que for melhor para nós mesmos, sempre. Eu tento ser assim, apesar de nem sempre conseguir. O amigão deve fazer o mesmo, sem se preocupar se as jaboticabas estão acabando ou não. Se a gente vive intensamente o tempo multiplica-se, você nunca percebeu?? eu já!
=)

Estava com saudades de vc!
beijos.

Leandro Neres disse...

Adorei a reflexão, e não é trágica, é cheia de sabedoria, e nos leva a procurar apreciar melhor as jaboticabas que vão caindo por aí...
Abraços!
Leandro

Nati disse...

"quero viver ao lado de gente humana, muito humana; que sabe rir de seus tropeços, não se encanta com triunfos, não se considera eleita antes da hora, não foge de sua mortalidade, defende a dignidade dos marginalizados, e deseja tão somente andar ao lado de Deus"

Lindo lindo, Amigão.
Já tinha recebido esse texto por email, mas é tão significativo que eu fiz questão de ler de novo.
Pena que tem gente que vive e morre sem se dar disso aí.

Éverton Vidal disse...

E eu só posso dar um Amém no final. Quero seguir esse caminho também. A vida é tao rápida...

Quero comer a jaboticaba com vontade e roer até o caroço. Afinal, quem sabe quando é que a bacia acaba? Pode ser antes, e pode ser bem depois.

Grande reflexao!
Um texto que impacta o dia da gente.

Abraço.
Inté!

Assinar Feed dos Comentários

Postar um comentário

Deixe o Amigão feliz, comente isto!



 
^

Powered by Bloggerblogger addicted por UsuárioCompulsivo
original Washed Denim por Darren Delaye
Creative Commons License

____