sábado, 1 de novembro de 2008

Movimento 1
Câmera vem do alto e centraliza no Amigão (que ajeita a camisa). [Ao fundo toca o som de When the Saints GO Marching In.]
Movimento 2
Amigão se levanta da cadeira e Leandro vai ao encontro de Amigão, dão uns tapinhas nas costas e sentam-se.
Movimento 3
Começa a entrevista.

- Nosso convidado deste final de semana é o Leandro, dono dos blogs Nova Poesia e Bilhetes.
Amigão (no melhor espírito bonachão): Leandro, que bom ter aceitado meu convite mesmo tendo sido complicado de ter falado contigo...

Leandro (sorrindo meio sem graça): Pois é, tem época que eu sumo mesmo, mas estou sempre por aí. Mas é mesmo uma honra estar aqui. Tenho acompanhado as clássicas entrevistas desde a mensagem pascoalina que o Vidal trouxe. Tenho admirado muito o entrosamento desta turma e fico feliz por estar aqui!

Amigão: Leandro, qual tua relação com o NovaPoesia?

Leandro: Bom, como a maioria dos blogs pessoais, procuro postar aquilo que se passa em minha vida, o que estou sentindo e que momento estou vivendo. O lado positivo disto é que o blog acaba representando fielmente as fases da minha vida. Se estou ausente nas postagens e visitas a outros blogs é porque por aqui também ando ausente e mais quieto comigo mesmo. O lado negativo é que fica uma desorganização só e o risco de se perder contato com os blogueiros é muito alto.

Amigão: E o Bilhetes, de onde surgiu a idéia?

Leandro: O Bilhetes, na verdade, é uma iniciativa mais antiga. Em meados de 2001 eu tinha criado um blog com o mesmo nome, na época eu pertencia a uma vertente evangélico-fundamentalista da minha igreja. Tomei coragem e criei um blog onde teria liberdade de expor exatamente o que eu sentia e acreditava, independente de qualquer paradigma religioso, muitos amigos da igreja liam meus pensamentos, alguns gostavam, outros nem tanto, mas sempre nos reuníamos e discussões acaloradas sempre ocorriam. Foi o início do meu processo pessoal de libertação. Neste ano de agora, um amigo daquela época me deu a idéia de criar um blog assim, com o mesmo espírito de expressão da época.

Amigão: Mas o Bilhetes é um blog coletivo, não?

Leandro: Sim, tornou-se uma comunidade hippie conotivista. Com a instauração do conotivismo o blog se abriu e não há mais fronteiras. É mais ou menos assim, existe um parque, um longo gramado, som de violão de um lado, gente rindo de outro, aí num canto, sob uma laranjeira, uma menina está compondo uma poesia, um rapaz a encontra e ela a recita, o rapaz ouve, mais algumas pessoas aglomeram-se ao redor e neste momento ocorre a conotatividade, alguém pega o papel com a poesia e a cola num mural. E assim vai... É antes de tudo, um blog entre amigos.

Amigão (com uma cara estranha): Hum, tentando entender, mas o que é conotação para você? O que é isso?!
Leandro(com a mão na boca segura o riso): Conotação é o resumo da liberdade de expressão poética! É dizer trem, mas que é saudade. Fazer da palavra pedra o ato de amar. Cantar uma música, que é dar um abraço. É escrever uma carta descrita amor, mas que é tristeza. Versos irregulares com alvo certo. Na rigidez da engenharia de um soneto elaborar implosões e explosões de liberdade que borbulham naquela estrutura poética. É mentir e ser sincero.

Amigão (coçando a cabeça): Certo, melhor voltar pro NovaPoesia. Sobre o que tem escrito, existem temas programados?

Leandro: Não, mas existem temas recorrentes. Da saída do Les Rêveurs até ao NovaPoesia tenho escrito basicamente sobre o Medo, o Sofrimento, a Ausência-saudade, o Amor. Escrevo estes temas por questão de necessidade, por serem urgentes nesta fase da minha vida. E desde já gostaria de dizer sobre os comentários que recebo, eles têm sido essenciais, de verdade, estão sendo muito preciosos na re-elaboração das minhas idéias e sentimentos. Eu só tenho a agradecer...

Amigão: Para finalizar, já que tens falado basicamente sobre estes temas, poderia me falar em frases curtas algumas conclusões sobre eles, mesmo que parciais?

Leandro(coçando o queixo): Sim, vou tentar. O medo é comum a todos e sempre irá existir. Importante é ao invés de resignarmos para nos mantermos seguros, lancemos vôo, penso nas palavras de Jesus: “Aquele que quiser salvar a sua vida, perdê-la-á. Mas quem perder a sua vida, a encontrará.”( São Lucas 17,33). O sofrimento é expressão de que se ama. Mas é preciso saber sofrer, por motivos coerentes e verdadeiros. Do sofrimento, da busca pela superação deste, nascem grandes idéias, livros, obras de arte, pinturas, teorias e teses. Tenho, na pintura, por exemplo, como grandes referenciais Frida Khalo e Van Gogh. E também é importante que se saiba que a felicidade se encontra no cotidiano, a frente do nosso nariz. Ausência-saudade, este é um tema ainda mais delicado pela época que estamos, dias de trazermos a memória aqueles que estão ausentes da forma como tivemos antes, somos feitos destas ausências-saudades, deixo as palavras que a Thaís deixou no meu último post sobre este tema, lá no NovaPoesia, “são os vazios que nos compõem. No vazio somos. No vazio admitimos que não temos tudo. No vazio o outro nos completa”. E sobre o Amor, o Amor é real, e adora pregar peças, sem mais!

Amigão: Então ta, obrigado pela presença, fique a vontade para dizer mais alguma coisa, ou apresentar-nos algo.
Leandro (abraçado no violão): Vou tocar uma música que compus há um certo tempo, ela representa parte de mim, e foi composta em desafino com a alma. Chama-se Les Rêveurs. Um abração, e mais uma vez gostaria de agradecer o convite! Fica com Deus.

http://www.mp3tube.net/musics/Leandro-Neres-Les-Reveurs/215974/


Leandro Neres - Les Rêveurs


32 comentários. Clique e deixe o seu!!:

Leandro Neres disse...

kkkkkkkkkk
Cara, a caricatura ficou mto show ahueuhaeuhea, só faltou o visual careca estilo cojack, mas ta valendo huauhauhahuaa
Adorei!!!
Valeu Moiza!
E gostei da versão em entrevista tbm huauhauhahuaa

Leandro Neres disse...

Putz, to eu e meu irmão rindo pacas ainda da caricatura huauhauhauhauhaa

Lorena disse...

Gente, como ele veio chique pro Sofá!! hahahaha! Oh, Moiza, estou a semana toda enchendo o saco do Leo por causa dessa caricatura, ficou muito boa, viu, parabéns!! =D

Bom, eu já conheço o Nova Poesia desde a época em que era Nouvelle Poésie, conheço o Bilhete desde o nascimento e tenho o prazer de fazer parte da comunidade hippie conotivista. Aliás, tenho o prazer de conhecer esse menino há quase um ano já, um amigo pra todas as horas, pessoa que admiro muito e que me deu muitas alegrias durante todo esse tempo de convivência. Estou muito feliz de vê-lo aqui tão a vontade no sofá! =)

Amigão, um beijão pra vc, meu querido!

Leandro Neres disse...

Valeu Loli!!!!
Te adoro tbm!!
Bjs
Leandro

Márcia(clarinha) disse...

Uau!!Isso sim que é papo gostoso.
Delícia de descontração e entrevista pra lá de informativa, parabéns aos dois.

lindo final de semana
beijos

Leandro Neres disse...

hahaha, valeu Márcia!
Beijos!!!

Amigao disse...

Obrigado amigão, pela presença no sofá.
Sem dúvida, um papo gostoso e instrutivo.

Seja bem vindo por aqui e curta o final de semana.


Nota: Não abram nenhum email meu, hoje, por favor.

Beijão do amigão

Suzi disse...

E eu, aqui, Leandro, tô rindo é do "resumo da liberdade de expressão poética! É dizer trem, mas que é saudade. Fazer da palavra pedra o ato de amar. (...) Versos irregulares com alvo certo. (...) rigidez da engenharia de um soneto (...) implosões e explosões de liberdade que borbulham (...) É mentir e ser sincero." Porque lembrei do Gil, do Caetano... ou não.
:o)

Agora, sério, foi bom estar aqui e poder, neste clima, neste papo, trazer à memória aqueles que estão ausentes da minha vida da forma como eu os tive antes... Saudades do Anderson e da Val... dois amigos amados, que se foram e fazem muita, muita falta. A saudade dói. Mas nos humaniza, nos aproxima. A saudade e as boas lembranças nos sustentam, embora pareçamos tão frágeis quando elas nos envolvem... A saudade nos mostra que as pessoas podem estar para sempre com você, ainda que de modo diverso daquele em que costumavam estar...

Grande abraço!

Leandro Neres disse...

hahahahaha, nossa Suzi, foi lembrar logo do Gil e do Caetano? :D ahuhaahuaa, mas eles são conotativos também hahauhuaa, mas eu juro que não pensei neles, deve ser culpa da influenciação =p
Beijos!

Amigão, tudo certo só abri um email teu...
Na paz, brigadão mesmo!!!!

Leandro Neres disse...

E Suzi, belas palavras sore tuas saudades, nesta época é impossível não pensar nisto...
Bjos!
Leandro

Francine Esqueda disse...

Famoso Leandro
Claro que eu ia aparecer... Sábado é dia de tomar banho e passar na casa do amigão, conhecer convidados tão bão qnto este! Adorei a entrevista!
Apareçam quando puder!
Tenham um excelente fds!
Beijos

Leandro Neres disse...

Oush, eu sou famoso, é?! hauhaua
BOm saber, bom saber!!! hahaha
Obrigado pela visita Francine, te vejo às vezes comentando no blog da Lorena, preciso visitar tua casa tbm^^
Bjs
Leandro

Éverton Vidal Azevedo disse...

Uia! Eu tava ali num deserto, olhando a areia e o sol, e tentando meditar/pensar nalguma coisa boa quando o Leandro apareceu na companhia de uns beduínos e me disse que tava no sofá do Amigao. É claro que eu deixei os pensamentos e corri pra cá <--- Exemplo de Conotaçao?

Conheci o Leandro na "Jesus e meus 20 poucos" e em algumas outras comunidades do orkut. Cara gente boa, mente muito aberta, uma boa bagagem filósofica... comentários legais é isso. A identificaçao foi imediata embora só tenha se manifestado bem depois já no período do Lês reuvers.

O Leandro acabou por reunir boa parte da galera da Jempa por meio do seu blog... a Jhoy, a Thaís, a Lorena e eu, entre outros que aparecem aqui e ali. Isso mostra uma peculiaridade do Neres que é o de contruir essas pontes que as amizades necessitam, aliás, ele mesmo é uma ponte rs.

Gostei do papo, gostei da entrevista. Legal saber mais do Bilhetes - esse blog que tanto tem me abençoado. Legal saber mais desse amigo que um dia quero conhecer pessoalmente.

É isos aí. Viva ao mundo das palavras. Mundo das conotaçoes rs.

Grande abraço Leandro!
Grande abraço Amigao.

Inté!

Letícia disse...

Vou logo dizendo que já admirava o Leandro, agora vou comprar um tapete vermelho. Porque ele tem opiniões fortes e não fala simplesmente por falar. Imaginei todo o cenário da entrevista, a música e entrei marchando - com os santos. E sim, admiro o Leandro e seu trabalho e agora entendo um pouco mais o que pretende com o quem escreve. Adorei a explicação sobre o Conotivismo. Essa teoria é sua, Leandro. Corre e registra. É tudo seu e eu agradeço por me deixar fazer parte.

E ouvi a música também.

Bjs.

Camila disse...

Menino, como você tá chique nesse sofá! Como sempre, o Moiza fazendo muito bem o que sabe fazer de melhor... =P

Mas falando sério, estava esperando ansiosa essa sua visita aqui, queria saber mais de você e ler mais do seu conotivismo. E olha aí quanta conotação!

Que bom que você voltou ao blog com o Nova Poesia, adoro ir lá pra me perder em sua palavras e, consequentemente, me encontrar. Estar em contato com você é um prazer imenso e o Bilhetes foi um presente que você me deu, escrever pra lá é muito gostoso e realmente libertador, conotativamente falado (ou não... heheheh).

E você tava escondendo o jogo de mim ontem, né? Não me contou que era compositor! Meu Deus, é um artista mesmo!!!

Parabéns pela sua participação aqui nesse sofá tão famoso e acolhedor. Não poderia ter sido melhor!


Amigão, um beijo bem grande pra você!

Beijinhos, Leandro!

Leandro Neres disse...

Vidal! Você entende mais do que ninguém sobre o conotivismo hahaha!
E a admiração realmente foi mútua, e um grande prazer trocar idéias contigo, sempre um aprendizado e descontração muito bacana mesmo!
Obrigado por fazer parte do meu roll de grandes amigos! Ainda vamos tomar um chopp por aí hehehe
Abração!
Leandro

Leandro Neres disse...

Letícia, eu não sei registrar essas coisas hahaha, e se a conotação mudar? :S huauhaa E opbrigado, vc tem sido uma amiga e tanto, tem me ajuda muito na minha caminhada, só tenho a agradecer, como sempre, tuas palavras dizem muito a mim...
Bjs, amiga!
Leandro

Leandro Neres disse...

Camila!
A admiração foi imediata! Quando entrei em teu blog e tomei contato com teus escritos ja senti teu potencial, tuas palavras que sempre trazem verdades e são sempre poéticas também... Obrigado por estar no nosso Bilhetes tbm... Muito bom estar te conhecendo melhor...
Bjos!
Leandro

Su disse...

Ei, Leo, até que enfim eu consigo falar com vc, não é?! Tá tão famoso que tá tooooodo mundo em cima e vc só nos autógrafos, hein?! Mais tá muito chic, viu?!!! E olha que vc estava ancioso pra caramba, hein?!! Mais aii foi um sucesso, conversou numa booa com o Amigão... isso tbm pq ele deixa a gente super a vontade, não é?!!

Das horas que eu estava querendo falar contigo para parabenizá-lo pela entrevista, mas tava toodo mundo ali com vc... hehehehehe... e conversa com um e com outro, mas ainda bem que eu te encontrei.

Quando vc saiu do sofá nos falamos rapidamente, mas agora eu posso abraçá-lo e parabenizar de verdade pela entrevista encantadora, bela beca toda invocada e por tão belas palavras... vc respira poesia, tudo o que vc fala sai de forma poética e gostosa, tem musicalidade... nuuus, é lindoo!!!
Vc sabe que eu fiquei encantada com a história da origem do bilhetes, não é?!! Pensei até que fosse idéia do Vidal e tuudo... hehehehehe... Eu leio o bilhetes e gosto muito da conotação que há por ali.. rsrs...

Leo, parabéns pelos blogs, pela entrevista e pela beeeca!!! Ficou lindooo!!!

Beijos,


Beijão, Amigão!!
Te amo, viu?!!!

Leandro Neres disse...

Sú! Pois é, que sufoco pra te encontrar, mas valeu a pena, vc é sempre muito gentil e generosa nas palavras comigo... Obrigado por estar comigo na minha caminhada... Te adoro e tuas palavras são lindas sempre também...
Bjos!!!
Te adoro!
Legal estar te conhecendo melhor tbm!
Bjos de novo!!!

Thais disse...

Leandroooooooooooo :)

Que entrevista bacanaaaaa! Puxa, puxa, que puxa!
Ando entendendo profundamente nosso papo de msn... Êh laiáá!
Já te disse que vc é meu amigo e companheiro de libertação pessoal?? Pois é!!!! =D

Tô toda orgulhosa de ter sido citada... hihihih
*smile de vergonha*

Tapete vermelhíssimo pra vc, amigooooooo!!!!!
=**

Thais disse...

Que musica lindaaaa!
*-*

Du disse...

Olha como o Leandro tá chique!
Que entrevista interessante! \o/

Conhecendo um pouco mais de você Leandro, te admiro mais ainda!
Adorei o violão!

Beijo Amigão,
Beijo Moiza,
Beijo, Leo!!!

Anitha disse...

Bah, Leandro!
Nessas horas tu só me arranca um som: aplausos.

*A caricatura ficou show demais! rss

Ju... disse...

Entrei na blogosfera em 2006 e nunca havia interagido muito...
Graças ao blog da Camila (meucontodefadasparticular)resolvi abrir os horizontes e, recentemente, tive o prazer de conhecer o Bilhetes e o NovaPoesia... e resolvi passar por aqui para parabenizar o Leandro pela entrevista e dizer da minha alegria em estar descobrindo um universo virtual tão real!
Então, parabéns ao Leandro e ao Amigão pela escolha de um blogueiro que tem tanta coisa interessante a dizer!

Du disse...

Eu sempre quis entender direitinho o que significa conotação, conotatividade...você fez poesia com a explicação, Leo...que lindo!

Beijos!

Leandro Neres disse...

Thaís
Se avexe não^^ tua frase foi um parentesis importante em minha reflexão, que não é só minha, rs...
E fico muito feliz por ter sido uma ponte no teu processo de libertação pessoal, isso é motivador, me faz acreditar que ser sincero nas palavras vale a pena...
Bjão!!!

Du
Obrigado pelas palavras, sempre de apoio e motivação, imprescindível tua presença por aqui... E estamos tuas conotações, rsrsrs...
Bjos!

Jhoy
Você é luz, é raio estrela e luar^^ kkkk
Bjos!

Ju
Fiquei feliz com teu blog, de verdade! E feliz por você ter sido tão amiga e simpática, desde o início... Gostei muito da tua forma de escrever... Pode chegar que a casa esta sempre aberta!
Beijo!

NANA disse...

Uia!
É o Lê!

Que entrevista gostosa de ler.
Fiquei imaginando o Amigão coçando a cabeça... Rsrsrs...

A música foi um feliz complemento ao post! =D

***

Amigão, Elite e Leandro, eu VOLTEI!!!

Bêjos

Leandro Neres disse...

Nana!
Que bom ter vc por aqui!!! =)
Saudades, muitas!
Muito feliz por vc ter voltado!!!
Bjos!!!

Urbano Leonel Sant' Anna disse...

Meus parabéns, Leandro!

Bela participação no Sofá!
Ainda estou meio zonzo, tentando entender o tal "conotivismo". A palavra existe mesmo? (ou é um neologismo?) Adorei a resposta-poesia!

Gostei muito também do violão! É impressão minha ou está cheio de conotações?

Um grande abraço!

Sensata Paranóia

luzdeluma disse...

Leandro, muito boa a entrevista! Gostei de saber um pouco mais de ti, principalmente dos seus conceitos religiosos e que afina um violão. A caricatura ficou ótima também!! Beijus

Leandro Neres disse...

Urbano
Grande Urbano!
Estava sentindo tua falta por aqui haha! Que bom q vc veio!
O conotivismo é uma loucura mesmo, nem eu sei direito hahaha! Mas a palavra é um neologismo sim, mas tem um pouco do sentido da conotação também, hehe... Ainda consegui definir o que é o neologismo mais concretamente, se bem que o dia que fizer isso o Bilhetes fecha! hahaha
Abração!!!

Luma
Legal ter vc por aqui, pessoa que admiro tanto, de verdade, ainda vou ter um blog inteligente como você...
Bjos!

Leandro

Assinar Feed dos Comentários

Postar um comentário

Deixe o Amigão feliz, comente isto!



 
^

Powered by Bloggerblogger addicted por UsuárioCompulsivo
original Washed Denim por Darren Delaye
Creative Commons License

____