quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Em outro cafezinho comentei aqui que lá em casa, a gente ouvia a Rádio Globo AM, diariamente, que crescemos ouvindo Haroldo de Andrade, Paulo Giovanni e também Waldir Vieira.


O programa do Waldir era nosso favorito todas as tardes, ali ficávamos ao pé do rádio, ouvindo atentamente os comentários, as musicas. Entre os quadros do programa o que mais gostava era "Onde anda minha gente?".

Era assim, o ouvinte escrevia uma carta para o Waldir contando a história de um parente ou de um amigo que havia desaparecido..."querido Waldir, estou procurando um amigo que...." eram histórias marcantes e no final estávamos quase chorando, quando o Waldir terminava o quadro perguntando: "Onde anda minha gente?"


Um dia eu tirei todas as fotos de amigos e parentes que guardava em uma caixa de sapatos e iniciei uma colagem. Esta colagem formou este quadro, que não tem nenhuma assinatura de artista famoso, mas cada foto é uma assinatura inportante.O quadro simplesmente reune fotos cortadas e coladas como se todos estivessem reunidos para uma grande festa. São amigos que passaram, amigos que chegaram e se foram, outros que se perderam no caminho. E agora eu olho as fotos uma por uma e penso, que festa é a vida. Olha quanta gente que passou por aqui. Que saudade!

Tem amigo longe, amigo perto, amigo do outro lado da rua, do outro lado da cidade, em outra cidade, em outro país. Tem amigo espalhado por este mundão de meu Deus. Eu sinto uma saudade imensa de todos os amigos, e sinto uma enorme saudade dos tempos em que eu não tinha saudade.


No mundo virtual, aliás abrir aspas para citar um dos grandes filosófos da blogosfera que diz sempre: "Se o carinho é real a amizade não é virtual", grande amigos também por aqui passaram alguns visitaram o sofá, alguns comentaram, e se foram. Também sinto saudade de todos eles, mas é uma saudade real.

O café está pronto, quentinho , forte e nostálgico: Onde anda minha gente?

10 comentários. Clique e deixe o seu!!:

Su disse...

Nem me fale em saudades de amigos que se perderam no meio do caminho, amigos que estão longe, que estão aqui, ali, acolá... espalhados "por esse mundão de meu deus.."
Ain que sauuudade!!!
Hoje mesmo qndo eu abri minha página de recados do orkut, tinha uma mensagem do meu amigo de infância que dizia assim: "Suca, saudades dos velhos tempos..."
Ah,... eu tbm sinto muita sauuudade!!

saudades dos meus amigos virtuais que falo diariamente, mas sinto falta do abraço e do calor!!!

post cheio de sauuudades...
adorei o café!
Beijos, amo vc

Suzi disse...

Minha cunhada R. começou assim, também. Hoje, já tem uns três quadros. E cada vez mais enormes. É uma festa procurar Wally. rs*
São tantas, mas tantas, mas tantas fotos que se você não se acaha ela é capaz de dizer que você não procurou direito e você nem tem como dizer que ela está enganando, por absoluta falta de prova! rs*

beijos, amigão.
e dê notícias sobre...

Lorena disse...

Eu estou aqui! o/

E na casa da minha avó tem vários quadros como esse. Uma época em que meu tio estava desempregado ele começou a fazer essas colagens como forma de terapia... Depois eu e vovó fizemos mais algumas, e hoje as paredes estão cheias de filhos, filhas, netos, amigos, irmãos, parentes distantes... Adoro chegar lá e olhar cada quadro e lembrar de cada pessoa e de cada momento que passamos com eles. E um dia, quando meus velhinhos se forem (pq um dia todos vamos), eu quero aqueles quadros pra mim, pra olhar quando estiver com muitas saudades e lembrar de como eles se importavam com cada um que passava em suas vidas.

Eh, Amigão, nostalgia no ar! =)

beijos, meu querido, minhas orações estão com vc!

Jornalista Azarado disse...

Eita que nostalgia mesmo esse café!! Bom, como sempre procuro pensar, saudade significa que aproveitamos muito bem os momentos com pessoas que nunca esqueceremos... Mas é um sentimento ruim, ao mesmo tempo bom, estranho... sei lá...

Abços Amigão!

Du disse...

Eu tô aqui! \o/

Amigão, eu também fiz um quadro parecido com esse, com fotos só da minha família. Fica lá no meu quarto e toda vez que olho pra ele sinto uma nostalgia danada. Ninguém sumiu, estão todos por perto, mas ver a passagem do tempo através das fotos e perceber o quanto as pessoas são capazes de mudar suas vidas... sei lá...

Bem que eu tava precisando desse café, valeu Amigão!

Beijo no coração!

NANA disse...

Eu tô aqui!
Mas vc tá carente... :p

Bêjo!

Camila disse...

O cafezinho veio junto com a sessão nostalgia... E todos nós ficamos assim, meio saudosos. Como eu não sou diferente de ninguém (isso é letra de música), também fiquei com saudade dos amigos, até dos que moram bem perto, porque ando vendo eles muito pouco (culpa minha mesmo, e isso é o pior). Mas acho que nas férias vou colocar as visitas e os telefonemas em dia. Acho não, vou!

Fica bem, tá?

Um beijo grande!!!

Urbano Leonel Sant' Anna disse...

Olha, Amigão...

Quanto aos outros, eu não sei. Eu só sei que eu estou aqui! (Parece até letra de música de filme infantil: "Amigo, estou aqui...") Eu e esta turminha fiel que tu bem conheces.

Hoje o meu irmãozão precisa mais do que um abraço. Toma lá uma baita quebra-costela!

Sensata Paranóia

Urbano Leonel Sant' Anna disse...

Ôôoopa!

Quase ia esquecendo...
"um dos grandes filósofos da blogosfera"???

Assim eu vou acabar ficando bobo.
(rsrsrs)

Agora sim,

toma lá um baaaaita quebra-costela, Amigão!

Sensata Paranóia

Éverton Vidal disse...

Tenho uma baita vontade de fazer um "vitral" assim cheio de fotos de amigos (incluindo os "virtuais") mas ainda nao consegui.

E por onde andará nossa gente? Ontem re-encontrei uma amiga e que satisfaçao. E que saudade do brother Nando me deu agora.

Mas é isso... A vida é cheia de encontros e desencontros, mais desencontros que encontros talvez, mas eu espero estar enganado rs.

Abraçao!

Assinar Feed dos Comentários

Postar um comentário

Deixe o Amigão feliz, comente isto!



 
^

Powered by Bloggerblogger addicted por UsuárioCompulsivo
original Washed Denim por Darren Delaye
Creative Commons License

____