sábado, 23 de agosto de 2008

Re-visita

Convidada de hoje DU, a moça do blog A Moça do Sonho



"É inteligente aceitar o que não podemos mudar"
Mas como é difícil!
Temos a mania de brigar com a vida quando as coisas não andam ou não saem de acordo com o que esperamos, com o que sonhamos. Sofremos tanto ao ponto de chegar ao desespero, tentando mudar tudo a qualquer custo, implorando para que o outro aceite o que NÓS queremos e consequentemente, fazendo com que o outro sofra também.

Aí entra uma questão muito importante: A aceitação dos LIMITES, nossos e principalmente dos outros. Quando ficamos conscientes que todos tem um limite, paramos de lutar, de querer mudar o que não podemos, e finalmente entender que não temos o direito nem de "tentar" mudar. Nós temos a ilusão de que se não chegamos no nosso limite, o outro também não tem que chegar. Isso não é luta... É falta de respeito.
Por que? Porque simplesmente as coisas NÃO são e nunca vão ser como a gente QUER que sejam. Porque cada um vive a sua vida da forma como acha que é correta e não temos que julgar nem condenar atitudes que não nos fazem felizes, que não nos agradam. Se isso acontece, então o problema é nosso, exclusivamente nosso.
A aceitação implica em resignação. Entender, aceitar e aos poucos, tentar mudar a nossa história. Não devemos nos apegar às coisas e situações que nos fazem sofrer. Devemos buscar entender nossos "vícios emocionais" e com isso nos tornamos pessoas melhores, porque evoluímos espiritualmente.
Você precisa mudar?
A pergunta mais importante é "Você QUER mudar"? Então lembre-se da seguinte lição: Não é a dor que faz com que mudemos a nossa conduta. É o CANSAÇO. Quando cansamos das nossas atitudes e nos convencemos que erramos, sem colocar a culpa em ninguém, então começa a verdadeira transformação interior.Vale a reflexão, vale o desafio.

A Moça do Sonho

Caricatura: Moiza do Cartum com bobagem

35 comentários. Clique e deixe o seu!!:

Du disse...

Amigão, tô muito feliz com essa re-visita!
Muito obrigada!

Moiza, a caricatura ficou fantástica! Obrigada, eu adorei!

Beijão pros dois!

Su disse...

Uauu.... É isso mesmo, quando cansamos de tudo aii mudamos.
A rotina nos cansa e nos deixa abatidos ou meio estasiados, mas qndo cansamos de tudo aquilo ali, sentimos que temos que mudar e imediatamente.
As mudanças são necessárias e precisas!
BEijoooooooooos Dú
BEijo Amigão!!

Agda Gabriel disse...

Grande lição...entendermos que somos sempre o agente causador das nossas dores. Mudar o outro sempre será impossivel. Criar expectativas com relação às pessoas é falta de maturidade. Aceitemos apenas, como nos aceitam...
Isso é primordial.
Praticar é imprescindivel.

Agda Gabriel disse...

Airton...grande abraço pra vc! Saudade.

Francine Esqueda disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Francine Esqueda disse...

Oie...Como vai?
Vim fuçar e desejar um super sábado!E que sabado!! Re visitaaaa!
Um balde de terapia! É isso ai! Me identifiquei muito!
APROVEITE MUITO O FIM DE SEMANA!
Beijos e bênçãos

Luca disse...

Senti um contentamento em ler tuas palavras. Lembrei de palavras de outrora que eu recebia para uma nova apreensão da vida. E digamos que eu tenha aprendido muito.
Hoje, já me sinto mais resoluta, embora ainda esteja com dúvida em relação aos meus quereres.
De todo modo, já me sinto renovada a cada cansaço.

Beijocas, Du! Muito legal a tua concepção!

;*

Luma disse...

Duzinha, ser vencida pelo cansaço é chegar ao fundo do poço? Sabe, conheço uma pessoa que diz ser como um camaleão e se adaptar a qualquer situação. Pois bem, essa pessoa está acomodada numa situação que para nós o limite teria passado a muito, mas cada um é cada um. O poder identificar com clareza uma situação inconveniente só acontece quando passamos a enxergar outras opções melhores. Daí sim a vontade de sair da clausura. A oportunidade do olhar de fora é sempre bem vinda. Bom fim de semana! Beijus

Du disse...

Sú, se existe um modo de mudar sem que estejamos cansados da situação que se apresenta, então eu ainda não conheço! A rotina é realmente cansativa, mas só para quem não é acomodado! ;)


Agda, você disse tudo. A aceitação do outro implica em respeito. Tem coisa mais bonita no mundo, do que o respeito ao próximo?


Francine, que bom que você gostou e se identificou. Obrigada. Que você tenha um ótimo final de semana também!


Luca, aprender com nossos erros ou acertos é a grande jogada da vida! Que bom que fosse sempre assim, não? Sou fã das tuas palavras, sempre! Obrigada!


Luma, acho que ser vencido pelo cansaço não é chegar no fundo do poço, não pelo modo como vejo as coisas, mas ao contrário. Eu vejo isso como uma luz que chega de repente clareando nossas idéias e nos fazendo enxergar o que até então não tinha solução. Aí a vontade de mudar e melhorar chega como uma bênção. Então finalmente conseguimos. O fundo do poço geralmente não tem saída...


Beijo pra todas!

Gata Borralheira disse...

Du, já que você me convidou, eu vim... E, pra variar gostei muito do que você escreveu... =)

Eu me considero um pessoa que sabe me adaptar, mudo sempre que necessário, sem nenhum problema...
Isso é muito bom por um lado, mas, por outro, nem tanto assim... Como mudo, acabo, sem querer, cobrando mudanças também e cobrança nunca é bem-vinda em qquer relacionamento.
Então quase sempre fico num impasse... Mudar e agradar ou não mudar e não cobrar?
Ainda vou conseguir chegar a um meio termo...

Beijinhos!!!

Camila

Du disse...

Camilinha, sabe o que é mais importante? É que você reconhece onde pode estar errando, tem dúvidas, se questiona. Isso é bom e faz a gente crescer. A evolução vem com o tempo.

Obrigada por ter vindo!
Beijos

jubliana. disse...

É Du.. querer mudar pra melhor e conseguir tal façanha é algo simplesmente incrível.

Mas acho que não é só o cansaço que nos faz "refletir". Pelo menos comigo, ver outras pessoas importantes pra mim se magoando, ver alguns tipos de injustiça, mesmo que de fora da situação me faz repensar e muitas vezes tentar mudar.

Acho isso necessário!

Seja você mesmo, mas não seja sempre o mesmo.. né? Alguém disse isso, mas não me lembro agora.

beijo!

Du disse...

É isso mesmo, Jubliana!
Acho que cada um tem a sua verdade e age de acordo com ela. Para alguns, não é preciso chegar ao ponto de cansar realmente da situação pra mudar, já para outros, é necessário chegar no "fundo do poço"... Seria como ressurgir das cinzas, eu acho...

O legal é que com isso, refletimos todos juntos! ;)

Obrigada por ter vindo, querida!

Cidão disse...

Duzinha, estou estupefato. Até parece que esse texto foi endereçado a mim. Muitas vezes meu mal humor e a minha eterna depressão é devido a eu não aceitar certas coisas do jeito que são, e que deveriam ser do jeito que eu quero e/ou penso.
É inevitável. Nunca me conformo e acabo ficando revoltado com tudo e com todos.
Talvez seja por isso que amo minha solidão, pois somente ela me entende! :o(

Amigao disse...

Oi Duzinha,
O grande problema do ser humano é achar que as outras pessoas que precisam mudar.Estamos sempre buscando o intangivel. Queremos que os outros mudem e os outros querem que mudemos.
Mas você sabe, eu sempre disse que as mudanças devem acontecer de dentro pra fora.
Mas quem quer mudar?
Eu não devo querer que os outros mudem enquanto eu não perceber esta necessidade dentro de mim mesmo.
Belo post gata, que bom que você veio nos revisitar.
Beijão do amigao

Du disse...

Ô Cidão... não fica triste não, tá? Pense no lado positivo que todas as situações tem... Às vezes é necessário que nos deparemos com nossas próprias fraquezas, para que com isso, vejamos a vida de uma forma mais leve, não é?
Se meu texto te fez pensar, pode ter certeza que já ganhei meu dia hoje.
Te adoro, meu amigo!

Du disse...

Pois então, Amigão... a chave de tudo é o RESPEITO, por nós mesmos e pelas pessoas que estão a nossa volta... é isso aí!

Eu é que agradeço novamente a oportunidade, meu querido Amigão!

NANDO DAMÁZIO disse...

Duzinha, como eu já tinha lido este texto e disse que achei o máximo, nem sei o que comentar agora.

Estas palavras contém grandes verdades, o tipo de coisa que a gente precisa ouvir mas é difícil encontrar quem diga.

A carica ficou demais!
Beijão!

Du disse...

Eu e essa minha mania de te mostrar os textos antes, heim Nandinho? rsrsrsrsrs
Beijo, querido!

Ego disse...

Olá Moça,
As pessoas tendem a formar imagens ideais dos outros, as projeções, na forma como elas queriam que fossem. Porém, esbarram com o "jeito de ser" do outro que não se encaixa em suas vontades: aí elas pensam... "eu quero aquele outro que eu pensei e não esse aí". O outro tem a sua identidade que devemos respeitar e compreender, aceitando-a. Cristo nos ensinou muito bem o acolhimento resignado o qual não há espaço para o egoísmo. Parabéns pelo seu Blog, Dú! Abçs.
Ah, a amiga Sú mudou a cara da Usina.

Du disse...

Opa, gente nova por aqui!
Obrigada por ter vindo Ego, e obrigada por suas palavras também! Assim que der vou conhecer a sua nova Usina!
Beijos

Urbano Leonel Sant' Anna disse...

Querida e doce Moça!

Incrível como este texto tem tudo a ver com o poema/letra de música que publiquei no mesmo dia lá no Sensata Paranóia! (Não vale a pena odiar)

Uma rápida análise permite perceber que ambos tratam do mesmo tema: RESPEITO. Respeito pelo outro e por si mesmo.

Lembro de um pensamento que já faz parte da cultura popular...
"Por que a maioria dos casamentos não dá certo? Porque o homem deseja que a mulher nunca mude e a mulher quer sempre mudar o homem."

Como nenhum dos dois consegue o seu intento, vem a frustração. Com a frustração, as mágoas... e com elas o rancor, a inconformidade e o ódio. Pronto! Desandou a maionese.

Por que será que as pessoas esquecem que cada pessoa é diferente da outra e, sendo assim, traz uma bagagem completamente distinta de boas lembranças e de cicatrizes? Por que será que é tão difícil entender que aquela pessoa que a gente ama tem o direito de evoluir de uma maneira totalmente diversa do nosso jeito de evoluir?

Na minha humilde visão, AMOR = RESPEITO. Só que o respeito tem um valor ainda maior. Sem ele, o amor definha, dando lugar aos piores sentimentos que podem chegar a habitar um coração magoado.

Bem, acho melhor parar por aqui, antes que o Urbano escreva mais um tratado. (rsrs)

Um beijão, minha linda!

Du disse...

Urbano, você tocou em pontos muito importantes, serviu como um belo complemento para o meu post! Você tem toda a razão em todas as indagações e afirmações, concordo plenamente!
Obrigada por ter vindo, beijão!

Juca disse...

Du, o engraçado é que a gente, no fundo, sabe que não adianta nada querer mudar o outro, que deveríamos tentar entendê-lo e aceitá-lo, mas em certos momentos somos tomados de tamanho egoísmo e nos esquecemos completamente dessa simples premissa de vida.

Estamos sempre olhando para os defeitos dos outros, esquecendo de cuidar dos nossos próprios defeitos, de melhorá-los, de crescer como ser humano... Confesso que estou há algum tempo tentando mudar algumas atitudes bobas e desnecessárias, partir para o campo de batalha e lutar, mesmo sem saber se vencerei. Mas o que me deixa um pouco esperançoso é que sinto que tenho um pouco de força de vontade, de determinação, e estas não me deixam desanimar!

Como você mesma disse, é difícil aceitar as mudanças, aquilo que não podemos controlar, mas continuo na luta. Ainda chegarei a um equilíbrio! :-)

Valeu pela reflexão! \o/
Beijão!

Adriana disse...

Oi Du!

Só pude chegar aqui agora, obrigada por me avisar!

Bom, seu texto nos dá margem para inúmeras reflexões, uma coisa puxa a outra, é tudo tão complexo e profundo... Poderíamos ficar horas falando sobre isso...

Vc sabe que gosto muito de tudo o que vc escreve, né? E esse texto, especialmente, me deixou muito feliz. Essas reflexões fazem parte de nossa busca e espero que vc esteja encontrando o seu caminho, pois todos nós temos o nosso e só nós mesmos é que podemos trilhá-lo.

Sabe, tenho aprendido que, por mais que a gente faça algo pelos outros, que mostre o caminho, que tente ajudar de alguma forma, na verdade, se a pessoa não quiser, ela não muda. Mas não é por isso que devemos deixar de ajudar sempre, pois isso também servirá para a nossa própria evolução.

Acho que o importante é sempre ter paciência, pois tudo chega na hora certa. E para cada um de uma forma diferente.

Beijos!

Márcia(clarinha) disse...

Aí entra "sob pressão" que nos dá um tranco, que nos acorda, nos tirando do estado de "catatonismo" imposto diante da mesmice, da falta de motivação, da preguiça de lutar.

Mudar outro não é possível, depende dele se mudar, mas o que é legal? Ele ser como nós desejamos ou ser como se sente bem?[desde que nos respeite também]

Não somos modelos, somos aprendizes e manipuladores, e assim nunca estamos satisfeitos.
Quem vai nos fazer feliz, senão nós mesmos?

lindo dia flor
beijos

Du disse...

Juca, todos somos egoístas, isso é fato!O importante é que nós sempre tentamos mudar pra melhor, né? O caminho certo é por aí...bom, pelo menos a gente tenta!


Adri, concordo com você que este assunto rende horas de uma boa conversa, por isso achei bem apropriado para o sofá do Amigão! E só mudamos quando realmente queremos, é a mais pura verdade!


Clarinha, que bom te ver por aqui!
Acho que o mais legal de tudo é amarmos o outro apesar das diferenças. Esse o o nosso tema de hoje, o "respeito", no sentido mais puro da palavra. Afinal, quem somos nós para condenar as atitudes de qualquer pessoa, que não nós mesmos?

Obrigada por terem vindo!
Beijos

Mê Amaral disse...

adoreiiii seu blooog

=D

topp demaiiis

beeeijo

NANA disse...

Onde que eu assino embaixo?

"Luciana Alcântara"


Du, vc disse em resposta ao Amigão e era justo isso que ia comentar: "O respeito é a chave de tudo"


Bêjo Duzinha!
Bêjo Amigão! (Vem pro Rio!)

Du disse...

Naninha, que bom que veio aqui, eu senti a tua falta, sabia?
Beijão bem grandão do tamanho de um caminhão, querida do meu coração!\o/

Sahmany disse...

O problema é cançar da FALTA de atitude e ainda assim não saber o que fazer. Credo! Valha-me Deus!
Adorei o post Du, e o Moiza apavorando nas caricaturas.
Beijooooos.

Amigão, beijão pra tu.

Du disse...

Oi Sahmany, que bom que você gostou, obrigada! :)

Beijos!

Lelo disse...

Oi Moça, quanto tempo... Pois é, achei interessante sim, mas como já havíamos discutido(mesmo) outrora, acho sim, que temos o direito de TENTAR mudar aquilo que nos incomoda, sem que julguem se estamos certos ou não de nosso ponto de vista. Isso é válido para mudanças melhores, mudanças que valem a pena. Muito bom senso nessa hora, pra não ferir ninguém, uma borracha pra tentar apagar o que há de ruim, negativo, vícios e maldades, imperfeições, são mutáveis e reversíveis, e vale a pena tentar mudar. Na minha opinião tentar mudar alguém que se gosta, que se ama, é quase que um instinto natural, queremos que aquela pessoa seja perfeita, queremos amá-la cada vez mais, e pra isso estamos sempre tentando remover as imperfeições. Acho isso natural. Posso dizer que num caso particular, que você sabe muito bem, já desisti de tentar mudar, desisti de tentar adequá-la ao meu gosto, desisti da convivência, e se Deus existe ele sabe o quanto eu tentei e argumentei, justamente pra não ter que me afastar dela. Mas, se não ficou ao meu gosto, o que vou fazer? Não, não aceito, e por não poder mudar, me afasto, deixo pra quem goste. É isso. Beijão pra ti!

Du disse...

Ah, meu querido Joel! Eu tinha certeza que se você viesse aqui, teria essa opinião, outro ponto de vista, finalmente!!\o/
Eu juro que te compreendo, mas já discutimos tanto sobre isso, né? O mais engraçado é a incoerência de tudo o que eu escrevi, pois não se aplica a você. Porque se de um lado você tentou mudar uma pessoa para que se adequasse ao seu jeito de ver as coisas e sentir e não conseguiu, chegando ao ponto de desistir e se afastar dela, por outro eu fiquei tentando te convencer a respeitar o modo de ser dela. No fundo eu acabei fazendo o mesmo com você. Só que a diferença é que não nos afastamos por isso.
Que bom! E sabe por que isto não aconteceu conosco? Porque somos amigos de verdade, graças a Deus!

Beijão pra ti também!

Vidal disse...

O que que eu poderia acrescentar a um texto desses e a comentários tao cheios de conteúdos.

Oras, digo sim. Digo que ganhei meu dia e já salvei esse texto. Vai passar uns dias no meu perfil do orkut rsrs

Assinar Feed dos Comentários

Postar um comentário

Deixe o Amigão feliz, comente isto!



 
^

Powered by Bloggerblogger addicted por UsuárioCompulsivo
original Washed Denim por Darren Delaye
Creative Commons License

____