sábado, 12 de julho de 2008

Ciência a Serviço da Igualdade
Convidado de hoje: Denis, do Nobre Ordinário

Não é de hoje que revoluções promovidas no interior de áreas específicas do saber se esgueiram sob as portas dos laboratórios e, fora deles, acabam suscitando acaloradas discussões. O novo saber é acolhido pela sociedade a muito custo. Em alguns casos, fica a impressão de que a idéia, embora fortemente consolidada no meio acadêmico, jamais conseguirá ser totalmente aceita fora dele.

Noutros, é apenas questão de mais ou menos tempo até que isso aconteça. A bola da vez é a homossexualidade. No ultimo dia 17, a BBC Brasil noticiou um estudo desenvolvido por pesquisadores da Universidade Karolinska, na Suécia. Por meio de exames de ressonância magnética, os cientistas compararam as dimensões dos dois hemisférios cerebrais, verificando a ocorrência de simetrias e assimetrias entre diferentes indivíduos. Os resultados são curiosos. Eles demonstraram haver maior simetria entre cérebros de homens homossexuais e de mulheres heterossexuais do que entre aqueles e os de homens heterossexuais. Semelhantemente, verificou-se que cérebros de mulheres homossexuais são mais parecidos com de homens heterossexuais do que com de mulheres heterossexuais.


Os resultados sugerem que fatores biológicos são determinantes da orientação sexual, pondo em xeque o velho lugar comum segundo o qual ela seria o resultado exclusivo de uma escolha do sujeito, sem, portanto, qualquer influência biológica. Assumindo essa nova premissa, não há mais argumentos: se alguém é homossexual, é porque nasceu assim e, desse modo, ser homossexual é tão natural quanto ser heterossexual. A questão que se coloca então é a seguinte: será que esse novo saber, enriquecido pelas novas descobertas que se seguirão a ele, permitirá romper as colossais barreiras impostas por todas as formas de intolerância de orientação sexual e de identidade de gênero?

Houve um tempo em que os povos nórdicos do continente europeu acreditavam que Thor cruzava os céus numa carruagem puxada por bodes e, ao agitar seu martelo mágico, produzia raios e trovões. E dado que estes costumam vir acompanhados de chuva, Thor era adorado como o deus da fertilidade. Hoje, no entanto, já não se consideram válidas as explicações mitológicas para os fenômenos da natureza. Renascentistas, Nicolau Copérnico (1473 - 1543) e Galileu Galilei (1564 - 1642) provocaram o escândalo da Igreja e mesmo o de outros pensadores ao defenderem o heliocentrismo como explicação correta para o movimento dos entes celestes. A tese rival era o geocentrismo, em voga desde Aristóteles (384 a.C. - 322 a.C.) e Ptolomeu (83 – 161). Mais ou menos quatro séculos depois, numa época em que o homem já se lançou ao espaço e começa a explorar outros planetas e satélites, ninguém ousaria discordar do fato de que é o planeta Terra que gira em torno do Sol, e não o contrário. Mais recentemente, o naturalista britânico Charles Darwin (1809 – 1882) convenceu grande parte da comunidade científica a respeito da ocorrência da evolução e sobre como ela se dá por meio da seleção natural e sexual das espécies. No entanto, tendo se esgueirado por baixo da porta de seu laboratório, as idéias de Darwin ainda hoje encontram muita resistência. E não há garantia alguma de que, a exemplo dos desfechos supracitados, elas se sairão vitoriosas dessa longa querela.

Semelhantemente, não há qualquer garantia de que descobertas científicas revolucionarão o modo como as sociedades lidam com a intolerância sexual. Talvez o respeito possa ser produzido pelo constrangimento legal. Mas aqui o caminho não é menos pedregoso. Foi aprovado no ano passado o texto de um projeto de lei que criminaliza a homofobia. A proposta, tramitando no Senado, encontra fortes resistências. No ultimo dia 25, por exemplo, apoiados por alguns parlamentares, cerca de mil evangélicos fizeram uma manifestação para tentar evitar a votação da proposta. Durante o protesto, o pastor Jabes de Alencar, da igreja Assembléia de Deus, teria dito que “um projeto desses vai abrir as portas do inferno”. É justamente esse tipo de ideologia, tão fortemente marcada pela intolerância, pela truculência e pelo extremismo, que o projeto deve combater.

O embate há de tornar-se um importante capítulo da história da humanidade. Antes de qualquer coisa, no entanto, é necessário salientar que essa discussão não pode ser colocada em termos tão simplórios. Saber se a orientação sexual de uma pessoa é fruto de sua escolha livre, de alguma determinação biológica ou de um misterioso designo divino não torna a homossexualidade e a heterossexualidade mais ou menos morais. De qualquer modo, parece certo que a evolução do saber e o constante esclarecimento da sociedade hão de contribuir muito para esse embate. Seu desfecho, todavia, ainda muito distante de se alcançar, é impossível antever.


A Visita de hoje é muito especial e muito me honra pois trata-se de uma dessas mentes brilhantes e inquietas da blogosfera. É primeiro uma surpresa ele ter aceito o convite e outra por ter recebido tão bem o convite e por ter reservado um tempinho para ficar com a gente aqui neste final de semana. Valeu Denis, muito obrigado pela presença.
Denis Barbosa Cacique: Estudante de Filosofia pela Unicamp,Trabalha no Centro de Atenção Integral à Saúde da Mulher, também da Unicamp. É casado e não tem filhos (ainda). Escreve para o Caism Notícias e para os blogs Nobre Ordinário e Os 3 corneteiros. É são-paulino assumido (para não perder a piada). E gosta de ouvir, principalmente, Queen e Pink Floyd. Mora em Campinas, SP, e um dia vai ficar famoso por ter escrito um romance original e maravilhoso (ou não?).
Ilustração: Moiza, do Cartum com bobagem

22 comentários. Clique e deixe o seu!!:

Denis Barbosa Cacique disse...

Amigão, e não é que a dita internet começou a funcionar a tempo de eu poder ver meu texto por aqui? Talvez o super 15 exista mesmo e esteja apenas um pouco atarefado prendendo e soltando Daniel Dantas e seu time de inocentes-culpados-inocentes-culpados.
Oh, adorei a oportunidade. Fiquei muito feliz com o convite. Feliz mesmo. As portas nobres do Nobre Ordinário sempre estarão abertas pra você.
Gde abraço,
Denis
p.s.: minha esposa disse que eu fiquei "meio" gay na caricatura. devo processá-la por homofobia? haahahahaha

Amigao disse...

O texto que voces leram será publicado pelo Denis, na próxima edição do jornal da Unicamp.
E pra nossa turma é um privilégio ler em primeira mão.

Enquanto lia o texto, agora pela manhã, liguei a TV e estava passando "Codigo de honra" na TNT, um filme que fala justamente da intolerancia.

A intolerância ainda é um assunto que a gente não conseguiu resolver, mesmo já tendo ido a lua, mesmo tendo inventado milhões de equipamentos que tornaram nossa vida mais fácil.
Com toda tecnologia, ciencia e etc, ainda não conseguimos resolver nossos problemas mais simples, sendo um deles este, aceitar o semelhante com todas as suas diferenças.
bom dia amigões!

Denis Barbosa Cacique disse...

Amigão, posso usar a caricatura no Nobre Ordinário?

Amigao disse...

É sua amigão

Juca disse...

Denis e Amigão,

Primeiro, digo que o texto me surpreendeu pela temática abordada. É um tema muito espinhoso e que me deixa profundamente emocionado, pois quando leio bobagens ditas pela blogosfera e internet afora, sinto um cansaço e uma revolta sem tamanho por perceber que o ser humano ainda levará muito tempo - e mesmo assim não sei se viverei para ver esse dia - até alcançar um nível de respeito e tolerância pelo seu semelhante, independente de sua orientação sexual, cor ou raça.

Não vou expor aqui o que sou ou deixo de ser, apenas digo que lendo textos respeitosos, lúcidos e dignos como este do Denis posso ter esperança em dias melhores.

Bom, às vezes eu brinco com alguns amigos que "até gosto deles, apesar de serem heterossexuais". :-) Já pensou se se descobrisse que a quantidade de homossexuais é equivalente à de heterossexuais? E se surgissem as piadinhas e a intolerância com os heterossexuais? E se os papéis se invertessem?

Bom, afirmo por mim mesmo que nada mudaria no meu modo de pensar. Continuaria tratando a todos, indistintamente, com amor, respeito e admiração!

Denis, parabéns pelo texto. Espero que as pessoas captem sua essência com a mente aberta!

Amigão, obrigado por proporcionar esse sofá maravilhoso!

Abração!

Du disse...

A homosexualidade é um tema tabu em pleno século XXI… E para mim, o que não é normal é não aceitar as diferenças dos outros e achar que os nossos comportamentos é que são corretos…

Beijos!

NANA disse...

"É justamente esse tipo de ideologia, tão fortemente marcada pela intolerância, pela truculência e pelo extremismo, que o projeto deve combater."

Se Jesus disse "amai-vos uns aos outros" e "não julgues", pq justo os seguidores da sua palavra se comportam assim?

Beijinhos no Amigão e no Denis! =)

NANDO DAMÁZIO disse...

É mesmo uma honra ler tão abalizado artigo em primeira mão no blog do Amigão !!

No entanto, para mim, ele não apresenta novidade alguma, já vivi o suficiente para saber que nenhum hétero acorda num belo dia de sol, abre a janela e resolve virar gay a partir daquele momento .. Se o fato de um ser humano ser homossexual fosse uma escolha de livre e espontânea vontade, porque escolheriam este caminho tão tortuoso de incompreensão, preconceito e sofrimento ?? Ninguém gostaria de viver sob esta opressão ..

Portanto, gay não tem culpa de ser gay, assim como hértero não tem culpa de ser hértero, negro não tem culpa de ser negro e branco não tem culpa de ser branco .. É a Natureza (a que também chamam Deus) que nos concebe assim, humanos, todos humanamente iguais em suas diferenças de aspectos, todos filhos do mesmo Universo, irmãos das estrelas e árvores, nós merecemos estar aqui .. (momento "desiderata") !!

É isso, texto brilhante, Dênis, que só serviu para jogar ainda mais luz sobre aquilo que é tão claro, mesmo que seja encarado sob a fumaça da obscuridade !!

Susanna Martins disse...

Infelizmente vivemos em uma sociedade muito hipócrita, assustos que não deveria assustar, ou chocar ainda deixa mta gente cheia de grilos. Todos nós somos diferentes, não há ngm igual e então temos que respeitar todas as diferenças.
Texto show de bola!
Parabéns!!

MoizaCARTUNS disse...

Eu já tinha lido alguma coisa assim na Revista VEJA da semana retrasada. Trata-se, ainda, de uma matéria mto nova pra se tirar conclusões... hããã... concludentes a respeito, mas tudo leva a crer que é isso mesmo: o sujeito é homossexual pq nasceu, já, com essa tendência.

Mas ainda tenho uma certa relutância em crer que a homossexualidade seja adquirida desde o nascimento, como fator genético. Claro que é mais do que uma simples OPÇÃO; mas afirmar que o ser humano pode, simplesmente, nascer homossexual me parece uma conclusão meio precipitada. Mas posso estar enxergando a coisa pelo lado do tradicionalismo religioso, que é uma de minhas raizes...

De qq forma, um excelente texto! Mto esclarecedor... melhor do que a matéria que vi na VEJA, hehehe

Abraços

disse...

Boa tarde meu amigo Amigão!
Venho agradecer sua visita, apreça sempre é um grande prazer conhecer pessoas do bem como você.
Brilhante entrevista essa de hoje, apesar da igreja condenar as preferências sexuais dos seres humanos, eu sou a favor do livre arbítrio, foi o próprio Deus quem nos concedeu, não foi?
Conheço pessoas que nem perto chegam na integridade de um homossexual, tenho vários amigos e nunca agi de forma preconceituosa com ninguém, muito pelo contrário eu os amo como amo a todos, são filhos do Senhor e feitos sua imagem e semelhança, quem sou eu para julgar alguém, primeiro tenho que tirar as traves de meus olhos...
Maravilha de entrevista muito esclarecedora mesmo.
Grandes beijos em seu coração e fique na Paz do Senhor!
Rô!

Ângela Coelho disse...

Amigão!
Vim a convite do Denis espiar teu blog! Gostei do tema "tabu" abordado pelo Denis; é triste um homossexual ter que casar com um hetero só para ser "normal" nesta nossa sociedade machista.
A homossexualidade sempre foi considerada uma opção, e depois destes estudos nos damos conta que não existe opção, ou és ou não és; também, creio que vai levar muitos anos ou séculos, para todos os povos se darem conta de que o homossexual existe.
Tenho uma grande amiga, a Patrícia, que é homossexual, e eu nunca a vi como Pedro ( é seu verdadeiro nome). Aproveito para homenageá-la com um beijo no coração dela.
Dênis, parabéns pela coragem de abordar este tema tão polêmico para todos nós.
Amigão, gostei do teu blog. Se quiseres me visitar no: a medica frustrada, será uma honra.
Abraços.

Osc@r Luiz disse...

Vejo você fazer muita gente feliz com seus selinhos e entrevistas.
Recentemente recebi um selo criado por você também.
Então resolvi lhe oferecer um prêmio para que tenha as mesmas sensações de quem o recebe.
Grande abraço!

Menina do Rio disse...

Denis, o texto é deveras profundo e interessante do ponto de vista cultural/informativo. A natureza é falha, mesmo na sua perfeição e a prova disso são os híbridos. As vezes me ocorre (...) que são investidos milhares de dolares em pesquisas científicas para decifrar mistérios que não acrescentam; parlamentares elaboram discursos e debates, quando na verdade bastava que se respeitassem os seres como indivíduos que são, com suas diferenças. Existem coisas muito mais urgentes a se questionar, tipo: como combater a fome, a miséria e todas as mazelas do mundo. Não é uma crítica ao teu texto, entenda. É apenas a minha opinião sobre essa especulação acerca da sexualidade dos seres. Os cientistas deviam tentar descobrir porque muitas crianças nascem autistas ou com síndrome de Dawn e não porque nascem gays...

Um beijo

Em tempo: Me deste o link errado. Não tem www nem acento. Tive que achar na pesquisa

Ana disse...

Incrivel avanço da ciência...mesmo.
Mas ainda é triste saber que existe gente que pensa que homossexualismo é doença. Infelizmente as mentes humanas não são tão avançadas como a ciência.
Extremamente bem escrito, e se me permite Denis e Amigão, vou imprimir e levar ao meu professor de Biologia, quero que veja o quão é importante o uso da internet. aoskaosk (ele abomina computador).

Ahh..só pra constar amigão, eu fui a leitora numero 022222 do seu blog..até 'printei'.
Beijos de carinho a vocês.
;****

LUCAS DE OLIVEIRA disse...

uau! outra grande participação!

abçs

ah, tem um selinho pra vc lá no meu blog --> Lucas de Oliveira <--


agora, serio!

abçs

Lorena disse...

Ótimo texto! Apesar de não achar que essa pesquisa apenas nos dê a capacidade de inferir muito sobre o tema da orientação sexual (que ocorre não apenas nos seres humanos, vale lembrar que outras espécies animais também apresentam comportamento homossexual entre seus indivíduos) ela é extremamente válida. Acho que toda pesquisa que tenda a proteger a dignidade humana é válida, e nesse caso a questão é justamente essa. O próprio Denis citou a fala desse tal pastor, um exemplo de intolerância e falta de amor ao próximo. E a sociedade é assim, a gente vê todos os dias o quanto os homossexuais sofrem, interna e externamente, por sua orientação sexual. Se for provado cientificamente que a "causa" da homossexualidade é biologica, acima de tudo, os que lutam pela igualdade terão "armas" para lutar contra o radicalismo e fundamentalismo que existe nos meio sreligiosos. E eu vou gostar de ver!!

Beijos, Amigão! Espere que vc goste do presente que te comprei. =)

Francine Esqueda disse...

Nossa!!! Adorei o convidado de hoje!!! Estou nutrida... inclusive dos ares da filosofia... Melhor de tudo é conhecer um pouquinho da pessoa... descobrir outros espaços e novas idéias!!!
Parabéns a todos que colaboraram para este post "acontecer"...
Beijos e boa semana!

Sahmany disse...

Eu penso que cada qual deve viver sua vida da maneira que quiser.
Faça o que achar melhor, o importante é que tenha respeito por si e saiba respeitar o próximo. A vida sem respeito é que torna tudo difícil, mas vá colocar isso na cabeça de uns e outros?
O que interessa se a pessoa é homo ou étero?
Interessa que tenha carater.
Cada qual deve cuidar do próprio nariz, ora bolas!
Beijos

Carlão Azul disse...

Bacana o texto Denis, nao tinha ouvido falar nessas pesquisas....


Saudações Celestes
SITE/BLOG.....CRUZEIRO: O MAIOR DE MINAS
Sou Cruzeirense - Site - Tudo sobre o clube que manda em Minas
Sou Cruzeirense - BLog - Tudo sobre o clube que manda em Minas
ENTREM E SINTAM-SE A VONTADE

rui disse...

Só tem uma coisa: eu discordo do heliocentrismo, ele não tem lógica... assim como discordo da absurda fórmula de Einstein(E=m.c²)
como também das camadas internas da Terra... tõ explicando isso nas "Falsas verdades da ciência", e na "Mitologia científica"...
Mas o texto está ótimo... afinal as verdades socias são tão voláteis quanto a prórpia sociedade...
Teu sofá, mais uma vez, brilhou

Éverton Vidal disse...

Amigao... No sofá aparece todo tipo de pessoas, com diferentes tipos de textos, alguns fazem a gente rir, outros nos faz pensar, outros nos divertem, etc... Alguns nos deixam pensando bastante, esse texto do Denis é um deles. Nao curto esse lance de "eese foi o melhor texto etc..." mas sem dúvidas que esse texto foi especial, posto que esse debate sobre homossexualidade-homofobia é o debate do momento (já tivemos os debates sobre femenismo, antes sobre escravitude etc), e esse texto é fantástico.

Parabéns Denis!
Inté.

Assinar Feed dos Comentários

Postar um comentário

Deixe o Amigão feliz, comente isto!



 
^

Powered by Bloggerblogger addicted por UsuárioCompulsivo
original Washed Denim por Darren Delaye
Creative Commons License

____