quinta-feira, 31 de julho de 2008




"O dia hoje está quente
Vou curtir enquanto é tempo
Hoje é domingo eu vou aproveitar
Eu pego a minha bike vou andando pelo mundo
vejo os pássaros voando pra nenhum lugar.
Tenho a minha chance todos tem alguma chance de poder endoidar.
Eu vejo uma garota passeando com o cachorro e ela diz ''Até Mais!''
Por trás dos pensamentos!
Está um sentimento!
Que faz seguir em frente.
Muita coisa já ficou pra trás só que eu não quero voltar.
Mas eu numca sei para onde ir!
Por trás dos pensamentos!
Está um sentimento!
Que faz seguir em frente.
Sigo pedalando sem parar e eu não vou parar
Sei que ainda vou te encontrar e lembrar que foi assim"
(música do CPM 22)


Nada melhor do que sair por aí pedalando sem parar...Estou lá no NOTÍCIAS (ir)RELEVANTES mas com o pensamento fixo nas férias. Dá uma passadinha por lá, leia e comente. É só clicar AQUI.

quarta-feira, 30 de julho de 2008

As canecas do Amigao

Atendendo a milhares de pedidos, digo atendendo a um pedido, mais precisamente da Agda, do Pintura Intima, que perguntou se minha coleção de canecas era real ou virtual e mais também por falta de um assunto menos irrelevante escrevo hoje sobre a minha coleção de canecas.

Não é virtual, é real

Em 1998 comecei uma coleção de canecas, são quase ou mais de 350 canecas. Por morar em uma casa pequena não tenho espaço para acomodar todas as canecas em estantes. Ela estão dentro do armário um tanto quanto amontoadas, por isso tirei fotos individuais.


Um detalhe que você precisa saber sobre coleção de canecas é que não existe este papo de tomar leitinho ou sopinha na caneca.Isto é um absurdo.Pecado. Caneca não é para usar e perder lascas na pia. É para acumular poeira mesmo.

Sou coleccionador doido, fanático. Já fiz loucuras, como assistir filmes ridículos, comprar celular, abrir conta em banco, só porque o brinde era uma caneca. Tomar café e pagar mais R$ 4,90 e levar de brinde a caneca.

Descobri com o tempo que todo mundo que coleciona canecas é chique, bonito e descolado. A caneca abaixo ganhei no meu aniversário de 2006.Personalizada.


Futebol também faz parte da coleção



As canecas do plinplin


Tem também os amigos que viajam e lembram do amigão


Esta caneca (abaixo) me lembra uma pessoa muito especial, que gostava de tomar cerveja no buraquinho da tetinha.


As principais canecas que ganhei em 2008

História Triste: O dia que a caneca quebrou

É impossivel olhar para a coleção e não sentir a ausência de uma delas. Ganhei de uma grande amiga.
Em uma de suas viagens visitando uma fábrica da Coca Cola, lá pelos lados de Santa Catarina. Ela trouxe uma caneca de presente.
Aquela foi a caneca mais linda que ganhei. Era maior que todas as outras da coleção. Havia imagens em relevo com a marca da coca. Ocupou um destaque na minha coleção.
Isto foi em 2005. Naquele mesmo ano, do nada a caneca caiu no chão e espatifou-se toda. Fiquei muito triste não só porque era a mais linda mas também pelo que ela representava para mim. Assim como cada caneca tem uma história, aquela era a história da Kátia. Da entrevista de emprego, dos vários bate papos informais que se seguiram. Das histórias que ela gostava de contar. A caneca quebrou-se. Espatifou-se do nada no chão. E naquele mesmo dia recebi um email me informando que minha amiga havia falecido.Vítima de câncer. No mesmo dia que a caneca quebrou.

O sonho de consumo é a caneca do , já implorei para os contatos comerciais da emissora, mas dizem que é muito difícil. Dai to pensando que o único jeito é ser entrevistado no programa e no final pedir a caneca de brinde, o problema é que não sou muito fã do tal do gordo, mas aquela caneca é uma celebridade entre as canecas. Como o programa dele é cópia do americano David Letterman, talvez fosse mais interessante tentar conseguir a caneca original, neste caso teria que contratar o James Bond, para uma missão impossível (tenho richas pessoais com Tom Cruise). Teve uma promoção da Vivo com a LG que eles estavam distribuindo a caneca do Star Wars, com a cara daquele monstro que não lembro o nome, perdi esta também.

Esta eu ganhei da Juliana, do Ai,meus sais!

Agora dá licença que to indo pra Porto Seguro buscar uma caneca que a Lorena deixou lá pra mim.

terça-feira, 29 de julho de 2008

Pois é, mais uma feijoada e desta vez um pouco mais curtinha, pois o amigão está trabalhando mais que um fdp. Alguns ingredientes de hoje, já foram servidos em outras feijoadas.Mas garanto que está muito gostosa.

O Chaveiro impostor


- Quem é você?
-Sou o Loxa
- Que Loxa?
- Aquele que...quer dizer, Loxa, o chaveiro.Estou consertando a fechadura do portão.Foi seu filho que chamou. Ele disse que o senhor iria pagar.
- Ah que bom! Por favor siga-me . Então, o que você acha deste meu blog?
- Eu?
- É, o senhor mesmo.
- Sei não, doutor.
- Eu não sou doutor. Sou o famoso amigão. Pode falar.
- Ah amigão é uma situação delicada.
- Delicada nada. Somos dois adultos.
- Mas o senhor, err, desculpe amigão, você sabe como são as opiniões, principalmente as alheias. Pode ser que você se aborreça.
- Não existe a menor possibilidade.
- Mas eu sou apenas um chaveiro. Como vou opinar sobre um blog tão famoso.
- Famoso mesmo, quase dois anos de existência, quase 26 mil visitas.
- É mas minha opinião não é lá muito importante.
- Faço questão.
- Então tá, ja que o amigão insiste. Achei....
- ... Sim...
- ...Ahã...
- Uma merda.Eu prefiro o blog da juliana,o Aí, meus sais! aquilo sim é um blog e a dona Juliana é uma diva. Sabe escrever muito bem e de vez em quando grita muito e grita com razão...Olha doutor e ainda por cima é craque em templates. O senhor viu o novo blog da dona Du, A moça do sonho ? Sensacional aquilo. E tem mais, eu sou um simples chaveiro, mas tenho internet em casa, e sei do que eu estou falando...leva a mau não doutor.
- O que? Seu babaca, indecente, invejoso, mesquinho. Não pode ver um trabalho legal brilhante que vem logo botar defeito. Ora onde já se viu tamanha petulância deste sujeitinho!
- Doutor, o senhor me deve 35 reais.



25.000 visitas

E o ganhador foi o Nando. O menino disse que ganharia o prêmio e ganhou mesmo. Parece que a Lorena estava no páreo e a Kátia também. Kátia e Lorena se vocês printaram o contador me enviem, mesmo que não seja exatamente as vinte e cinco mil visitas.





Novos amigos por aqui...
"Eu não tenho necessidade de me expressar, porque EU FALO e sou jornalista, então é algo natural e (já) profissional. A minha 'viagem' bloguística dá-se por eu GOSTAR de me expressar, então, encontrei o meio para falar abobrinhas, sem ninguém me controlando ou hierarquizando." - Luca, do Cousas e louças

"Bom... Quando eu entrei no mundo dos blogs, eu morava beeeeeeeem longe daqui e eu achei divertido contar um pouco sobre como era a minha vida de brasuca na terra do sol nascente.Aí, eu vim embora. E não tinha mais como contar nada de lá! Até tinha, mas não tinha mais graça... A vida tomou outros rumos, eu meti a cara no vestibular e não tinha tempo nem pra me coçar, e o blog ficou pra trás." - Ju Pietra, do Equilibrio distante

"Hoje em dia nem me acho mais tímida, me acho introspectiva que nem você. Até pq a gente aprende muito mais ouvindo que falando."- Di, do A fox lady

"PÁRA TUDO!!!!![grilos cricrilando]Aquele link ali... é meu?JUUURAAAAAA?!?!?!?!?!?!?!?!?!AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAHHHH!!!!EU FUI CITADA PELO AMIGÃO!!!! Gente, isso é que é presente de aniversário de casamento! FALASSÉRIOOOO!!!!! Pow, Amigão, você fez MAIS uma blogueira MAIS feliz" - Drummerchick, do Baqueta de condão



E pra terminar a feijuca, um video bem erótico

O Greenpeace colocou em seu canal no YouTube um video 'erótico' que mostra arvores, galhos e folhas se acariciando como numa relaçao sexual. O clipe tem o objetivo de chamar atençao sobre o adiamento por parte da Comissao Europeia de uma votaçao importante sobre proteçao às florestas. A iniciativa da ONG pretende manter o assunto na cabeça dos politicos durante as ferias do verao europeu. Usa o video para convidar as pessoas a mandarem para o site da campanha fotos e videos em que elas e amigos estejam "espalhando amor na floresta". Clique na imagem abaixo para ver o video. Dica do BueBlus






Orelha de porco




"A preguiça é mãe de todos os vicios, mas uma mãe é uma mãe e é preciso respeita-la, pronto!"


fuibeijosmeliguem!

segunda-feira, 28 de julho de 2008

Cheguei de uma pequena viagem ao Rio, de ônibus. E pequenas viagens ao Rio de ônibus cansam muito. Cansam mais ainda quando você faltou ao trabalho na sexta-feira e a mesa ficou aquele triângulo das Bermudas
Cansam mais ainda quando o numero do seu celular está gravado no email comercial e as pessoas coitadas ligam inadvertidamente para pedir informações sobre determinado "job".
Enfim, estou trabalhando ainda esta semana, mas o fato de saber que no final dela estarei gozando merecidas férias...me cansa.
Que demora!

Gosto muito da musica do Caetano Veloso "Não me amarra dinheiro não, mas beleza pura..."

Mas acho que não é bem assim. Eu me amarro em dinheiro. Eu me amarro em todas as coisas que o dinheiro pode comprar. Mas também gosto de formosura, de textos bem escritos, de diversão, de alegria. E de coisas bem simples, como um bom papo de futebol no barbeiro, ou na banca de jornal, um pequeno bate papo em torno de um copo de cerveja, um bom filme, uma boa música. Uma cadeira na beira da praia e o sol queimando.Coisas simples, sem muitas pretensões.
Mudaria só uma coisinha na musica do Caetano: "Não me amarra dinheiro não"
Faltam agora quatro dias para o merecido descanso mas ainda preciso trabalhar, porque preciso ganhar dinheiro pra curtir a formosura.

Sejam pacientes, os posts serão curtos. O amigão está trabalhando!

sábado, 26 de julho de 2008

Re-visita

Com Nando Damázio
Autor d'A Melhor Novela de Todos os Tempos do Último Verão

Caricatura: Moiza, do Cartum com Bobagem


Aloha, cambada, ó eu aqui de novo!!! \o/

Talvez alguns não saibam, mas eu fui o segundo convidado a sentar neste sofazão bonito do Amigão há alguns meses atrás (a primeira foi a Suzi). Naquela época eu contei um conto sobre um amor de verão, todos já devem ter notado que o que eu gosto mesmo é de contar histórias, nasci pra isso e não me vejo fazendo outra coisa no futuro. Isso mesmo, quando eu crescer quero ser escritor.

Pois bem, o tempo passou e aqui estou eu de volta, depois de muitas bundas ilustres já terem sentado por aqui. O estofado já não está mais com aquele cheirinho de novo e esta parte que a gente senta já está mais baixa e mais fofa. Todas bundas amigas, de gente que conheci e aprendi a gostar neste período de blogosfera. Mas hoje eu não vou contar história nenhuma não. Vou ficar aqui batendo papo e jogando conversa fora, falando do que der vontade, afinal, aqui eu me sinto em casa, tanto que nem me importo de pôr os pés no sofá. Sou assim mesmo, apesar de magrinho sou espaçoso, gosto de ficar à vontade e vou logo me espalhando, só espero que a dona Elite não se importe. Meus pés tão limpinhos, viu, Elite?

Então, o quê eu faço? Conto piadas? Não, acho que ninguém teria saco pra isso. Sabem o que eu fico pensando às vezes? Pra quê a gente cria blog? Tá, eu sei que é meio óbvio, pra escrever, é claro, mas para quê exatamente serve um blog? Quando criei o meu, aquilo servia apenas para eu divulgar os capítulos do meu projeto de livro. Quando acabei de escrevê-lo, enviei os originais para algumas editoras, mas minha ansiedade foi demais e eu queria que as pessoas o lessem logo. Então tive a idéia de colocá-lo na internet. Como eu sequer imaginava o que era blog, coloquei o texto num desses portais de escritores, o Recanto das Letras. Mas ainda não era o que eu queria, pois não havia interatividade alguma. Então, fuçando daqui e fuçando dali, vi que poderia criar um blog e foi o que fiz, mas sem pretensão alguma, mais como um passatempo mesmo. Achei que poderia ir publicando os capítulos aos poucos e as pessoas irem acompanhando como se fosse uma novelinha virtual. Mas eu me surpreendi. Porque foi chegando gente, eu fui conhecendo outros blogs, fazendo contatos com gente que sabe escrever super bem e me envolvi completamente neste universo. Quando vi, tinha virado blogueiro de verdade.

Mas desde que comecei, eu já sabia que o meu blog teria um tempo de vida e este tempo seria enquanto durasse a novela. Agora a novela está chegando ao fim e assim o blog perderá o sentido, terá cumprido sua missão, não terá mais porque continuar existindo. E é justamente por isso que eu faço esta pergunta: porque as pessoas criam blogs?
Eu sei por que criei o meu, mas confesso que se não fosse por causa da minha história, eu jamais teria entrado neste meio. Eu não teria motivos. Ou não teria motivação. Meu blog está acabando e tenho sim vontade de criar outro, mas até agora não faço a mínima idéia do que seria este outro blog. Sobre o que eu iria escrever? Afinal, eu nem tenho tanta coisa interessante assim pra dizer... Tem gente que cria blog para tirar sarro de celebridades, para falar de si mesmo, reclamar da vida, fazer graça, escrever poesias, dar receitas... E eu, faria o quê? Não faço a mínima idéia. Por isso que quando acabar minha novelinha ainda não sei quando e como poderei voltar a blogar. Além do mais, eu não sou tão fera assim na escrita, gente. Não mesmo. Gosto muito de escrever, mas muitas vezes acontece de eu não gostar do que escrevo. E não porque eu seja modesto. Pelo contrário, é como disse Mario Quintana: “sou tão orgulhoso que acho que nunca escrevi algo à minha altura”. Minha linguagem é simples e direta. Admiro esses caras que conseguem escrever textos densos e cheios de significados. Eu não sei ser erudito. Não é minha praia.

Talvez o motivo disso tudo seja a paixão por escrever ou a necessidade de se expressar. Paixão por escrever eu tenho, mas não tenho tanta necessidade assim de me expressar. Sou introspectivo, calado mesmo. Não sou o mais falante das rodinhas de conversa. E isto não quer dizer que eu seja tímido, só não tenho a necessidade de ser chato como os outros. Mais uma vez Quintana. Por isso eu não criaria um blog só porque eu “preciso me expressar”. Não preciso expressar nada pra ninguém. É diferente de escrever apenas porque se gosta. Acho que eu criaria um blog apenas para me divertir, só isso. Mesmo porque eu sei que nunca serei um gênio das letras, não tenho pretensão de ser um “best-seller”, não me considero capacitado para tanto. Por isso gosto do gênero novela. É isso que quero ser da vida. Autor de novelas. Não precisa ser nenhum mestre da Literatura para se escrever novelas. Não é preciso ter entrando para a Academia ou ter vendido milhões de cópias de livros. Novelas devem ser simples e fáceis. Basta saber contar histórias e isso eu sei fazer.

Acho que é por isso que os autores de novelas sofrem tanto preconceito e isso me causa incontroláveis arroubos de raiva. Sério mesmo. Os metidos a “intelectualóides” tendem a subestimar a telenovela, dizem que “novela não é arte”, é “cultura inútil”, “manipuladora de massas” e outras sandices. Este papo de que novela manipula e aliena as pessoas pra mim é coisa de gente doida. Tem que se ter uma cabeça muito fraca mesmo para cair nessa. Até porque ninguém fica sob a mira de um revólver, sendo obrigado a acreditar naquilo que se vê. Novela é uma obra de entretenimento e seu único compromisso é contar uma história e não subverter multidões.
Os autores de novelas são tidos como a escória da cultura popular. Todo mundo fala bem e faz artigos elogiosos sobre um escritor mediano que escreve livros mais ou menos. Mas todos descem o cacete no autor da novela das oito. Mesmo com todas as pressões que o cara é obrigado a enfrentar, de manter uma audiência de quarenta milhões de pessoas, criando e escrevendo histórias para quarentas personagens, cada qual com sua personalidade diferente, digitando trinta páginas por dia, que é a média de um capítulo, mesmo assim o escritor que está na lista top das livrarias é muito mais amado e admirado do que o cara que escreve a novela, que, ironicamente, tem um público muito maior do que o escritor de livros. Vá entender.

Bem, revoltas à parte, o fato é que estou terminando meu curso profissionalizante de roteiro e em pouco tempo estarei preparado para buscar meu lugar ao sol, mesmo sabendo que deverei trabalhar feito um estivador e ainda assim todos irão falar mal de mim. Mesmo aqueles que dizem não gostar de novelas acabem assistindo, nem que seja para falar mal. Claro, como se pode falar mal de algo que não se conhece?

A telenovela é manifestação de arte sim e há cinco décadas vêm emocionando e divertindo milhões de brasileiros, que gostam de uma boa ficção e, como não gostam de ler, encontram na televisão as histórias que deixam de ler nos livros. Pronto. Matei a charada. Taí o verdadeiro motivo da inveja dos escritores de livros e “intelectuais”. Afinal, qual deles consegue a proeza de mobilizar quarenta milhões de pessoas com suas publicações, coisa que uma novela faz todos os dias?

Mas, acho que estou divagando demais e acabei me perdendo. Do que é mesmo que eu estava falando? Ah, não importa, é melhor eu parar por aqui, este texto acabou de completar duas páginas no Word e se tem uma coisa que eu aprendi no mundo dos blogs é ser o mais sucinto possível, nada de textos enormes, porque blogueiro gosta de escrever mas não gosta de ler.

Mahalo, trutas, tô indo nessa, foi um prazer re-sentar aqui para trocar um dedinho de prosa com vocês. O sábado promete ser de sol aqui no Rio e acho que vai dar pra pegar umas ondas. É, além de escrever, minha outra paixão é o surf. Já escrevi uma vez que o surf pra mim é um estilo de vida, quase uma religião. É quando eu me encontro comigo mesmo, lá no meio das ondas, e sinto a Vida pulsando. É quando entro em sintonia com a Natureza e percebo a presença de Deus.
Ah, antes de sair, só mais um recadinho: não percam as últimas emoções d’A Melhor Novela de Todos os Tempos do Último Verão. =D


sexta-feira, 25 de julho de 2008

Por aqui as coisas não poderiam estar melhores. O patrão viajou, o filho foi pra casa da namorada e quando os gatos saem.....a casa inteira só pra mim.
Aproveito que quem manda aqui sou eu, pelo menos hoje eu deixo tudo pra amanha, sem tempo, sem pressa.
E na outra semana o patrão sai de férias e vai descansar uns dias na Bahia. Que invejinha cinza!Eu fico pensando se esta paulistada toda fosse morar na Bahia, de tão estressados que são iriam ficar olhando para o mar e reclamando: “Aí que saudades do cheiro podre do Rio Pinheiros”, “Ai que saudades do transito de São Paulo”.
Pois é, tem gente assim mesmo. A gente se acostuma com a vidinha besta que leva por aqui. Talvez porque a gente seja besta mesmo.

Eu ia falar um monte hoje, ia meter o pau nos estressadinhos e acelerados, mas de repente um passarinho lindo pousa na varanda. Sim um passarinho no meio do centro da cidade do dia cinza.
Me jogando na cara que hoje é dia de festejar e comemorar.
Viva a sexta-feira Santa, viva a vida, vivam vocês todos, viva o meu patrão, que se não quiser voltar pra São Paulo, é um favor, desde que continue me pagando direitinho.
Viva!
Arrasto os móveis, ligo o radinho e que se dane todo o resto.Hoje eu vou cantar o dia inteiro.




"Um passarinho me ensinou
Uma canção feliz
E quando solitário estou
Mais triste do que triste sou
Recordo o que ele me ensinou
Uma canção que diz: Eu vivo a vida cantando
Hi, Lili, hi, Lili, hi lo
Por isso sempre contente estou
O que passou, passou
O mundo gira depressa
E nessas voltas eu vou
Cantando a canção tão feliz que diz
Hi, Lili, hi, Lili, hi lo
Por isso é que sempre contente estou
Hi, Lili, hi, Lili, hi lo"

Lili (Hi Lili, hi lo)
Autores: Bronislau Kaper e Helen Deutsch
Versão: Haroldo Barbosa
Cantora: Gal Costa

Maria Elite, 59 anos , natural da Bahia, namorada do Janderson é a diarista do amigão e escreve todas as sextas-feiras aqui neste espaço. E quando o gato (o patrão) sai, ela aproveita pra botar as manguinhas de fora e transformar a casa num baile. Todas as noticias são verdadeiras, a única falsa aqui é ela mesmo. A Ilustração da Elite, foi feita pelo grande Moiza, do Cartum com bobagem

quinta-feira, 24 de julho de 2008

Bratislava é a capital e principal cidade da Eslováquia. Até 1919 chamava-se em eslovaco Prešporok, em checo Prešpurk, em alemão Preßburg. Em húngaro até os dias atuais chama-se Pozsony.

A cidade situa-se ao sudoeste do país, perto das fronteiras austríaca(a sessenta quilômetros de Viena), húngara e tcheca. Com 427 mil habitantes, é a maior cidade do país...

- Pô amigão, eu "numtointendendo"
- Seguinte, um amigão, o Wilson Vilella, esteve na Bratislava no ano passado e trouxe esta caneca de presente pra mim.
- Sim é daí?
- Daí, que hoje é meu plantão lá no Noticías (Ir)relevantes e como não tinha nenhum assunto importante resolvi comentar da minha coleção de canecas....
- Amigão, deixa eu comentar uma coisa...
- Não, pô comenta aqui não. Vai lá no NI, leia o post e comenta.
- Mas amigão...
- Aqui não. Hoje não. comenta AQUI.


- Então hoje o post é lá no Noticias e os comentários irrelevantes, também.
- Mas amigão como é que se chega no Noticias?



"Deixa que eu respondo amigão"

quarta-feira, 23 de julho de 2008

Para quem está chegando agora é o seguinte, toda quarta-feira a gente promove aqui no blog a "feijoada do amigão". Cada membro da turma comparece com um ingrediente para a feijoada. Rola de tudo aqui. O problema é quando a feijoada atrasa...semana passada a primeira a chegar foi a Suzanna, do Palavras Intimistas : "Caramba, cadê a feijoada?To com fome". E o amigão atolado na cozinha e a Suzanna: "bora amigão, quero almoçar"...ô menina hein? Hoje consegui aprontar mais cedo, podem servir-se. Eu acho que compareceu todo mundo, será? Me avisem depois se faltou algúem.

O que é um blog?


BLOG: "A origem vem de weblog, que é na verdade "web+log" (web + livro de registros) e não we+blog!!!!! Exatamente. Não é de 'nós blogamos'. Como é que uma coisa viria de si mesma? Como é que blog viria de we blog se blog não existia? Vem de Log Book, livro de registros. Toda aquela analogia entre a rede e o mar. Navegar na web, surfar na rede. O Log Book das embarcações (e até das naves, lembra? data estelar....) virou o livro de registros da Web, Web Log. Aliás, para entrar na rede a gente se 'loga', faz o registro. Que fique então, registrado.Blog é versão curta de Web Log. " Texto copiado do Querido Leitor

Promoção 25.000

Este blog esta prestes a completar 25.000 visitas e para comemorar vou copiar a mesma promoção que as meninas do BEBENDO, fizeram. Seguinte, se por acaso você aparecer por aqui e lá no contador estiver marcando extamente 25.000 faça um "print"da página e me mande. Você vai ganhar um vale brinde no valor de R$50,00 para comprar o que você quiser nas Livrarias Saraivas. Então fique atento.

Largou a medicina para ser um blogueiro famoso

O New York Times publica hoje materia sobre o Dr Arnold Kim, que há 8 anos mantem o blog MacRumors.com, dedicado a noticias e fofocas sobre a Apple. Kim está trocando a medicina pela vida de blogueiro full time - seu site atrai 4,4 milhoes de usuarios e produz 40 milhoes de page views mês, diz o jornal citando dados da Quantcast. Apesar do sucesso, o blog vinha sendo mantido como uma atividade paralela - era atualizado enquanto Kim estudava medicina, completava o seu treinamento profissional e iniciava a carreira. Este mês, está abandonando o estetoscópio. Leia a integra, em inglês, aqui. 21/07 Blue Bus



Novidades no Sofá

Todos os que participaram do sofá do amigão e não tiveram caricatura individual, estão convocados a comparecerem no mesmo sofá para que o Moiza faça a foto. Basta enviar um texto (novamente) e uma foto bem legal para a ilustração, senão a gente vai ter que fuçar o orkut pra escolher a foto. Assim todo mês teremos uma visita repetida. E quando der repetiremos mais de uma, para que todos recebam suas caricaturas.
O convidado de sábado agora é o Nando, da Melhor Novela de todos...(a primeira revisita)
Dia 02/08 - Paola, do Blog da Paola
Dia 09/08 - Juca, do Lavanderia Virtual
Dia 16/08 - Francine, do Francine X Francine
Dia 23/08 - Reservado para re-visita
Dia 30/08 - Reservado para re-visita


Selos
Recebi um monte de selinhos do blog do Lucas. É um blog muito legal, com lay out limpinho e organizado, bem escrito e dividido em várias seções.O Lucas é meu amigão e vale a pena visitar o blog do rapaz. AQUI

Quem também me mandou um selo, foi a Gabi, do Horizonte Máximo ela ficou muito feliz por ser este o primeiro selo ganho pelo Horizonte máximo. A Gabi está sempre presente aqui na Turma. Vamos lá conferir o blog da moça? AQUI.

Mas o amigão desorganizado como sempre jogou os selos dentro da canequinha e agora não sabe quais recebeu e nem para quem distribuir. Não fiquem bravos comigo...e muito obrigado mesmo pelos selos.

Comentários e postagens da turma mais gostosa da blogosfera


"Ah, ontem, enquanto vinha da Bahia pra cá, passei por uma rodoviária que tinha uma lanchonete chamada "Lanchonete do Amigão". Quase tirei uma foto pra vc! =) Pensei em vc, e desejei que vc estivesse bem. =)" Lorena, do Strange Little Girl

"Sim amigão, por meio do Vidal cheguei até ti, na verdade já acompanhava meio que de como telespectador suas aventuras, rsrs... Que turma bacana vcs são!Obrigado por estarem lendo e comentando coisas por aqui, fico até ansioso, rs... Escrevo o que dá na telha, hehehe " Leandro, do Les Rêveurs

"Acho que vou Chorar...." Du, temporariamente sem blog, Volta logo Du senão quem chora é a gente.

"Eu não possa falar agora...to com uma panela no fogo" - Nana, do Apenas Nana

"Com Licença eu vou de férias...", Suzi, do blog da Suzi

"Eu sou a pessoa que está escrevendo para vocês", Oscar, do By Oscar

"NÃO VOU DESEJAR FELIZ DIA DO AMIGO PRO VIDAL, pra ele saber que eu estou muito chateada com ele e pra aprender a NUNCA MAIS ME DAR UM SUSTO DESSES!. Hora, cacete, primeiro o Palhacinho, depois o Nando e agora o Vidal, cara? Num tem coração que agüente! " Drummerchick, do Baqueta de Condão

"Ah, o mundo real, dá ressaca!" - Juliana, do Ai,meus Sais!

"kkkk é por isso que adoro essa mulé!Mas olha, um "blog da Elite" não seria nada mau.Beijos procê Elite.Poderosaaaaaa! Vitaminadaaaaa!" Sahmany, do Xis Tudo.


"Se ela dança, eu não danço.[pois não gosto de ser humilhado, rs]", Henrique, do HenriqueM
"Feminista e aquariana.É...Descobriram o meu pleonasmo." Nati, do Um pouco de Bossa

"Seguinte: visitem os blogs dos meus amigos aí do lado, vão ler um livro, jogar video-game, assistir à televisão e, até, estudar (se tiverem saco e obrigação de fazer isso, claro, hehehe), mas aqui, infelizmente, vou ter de dar um tempinho... pouco tempo, prometo$########$$$! Até essa pocilga funcionar! Quando tudo voltar ao normal, eu aviso todo mundo, falos?%%%%%%%%%%", Moiza, do Cartum com bobagem

"Meu nome é Rui Carlo, mas pode me chamar de òtimos, de Rui, de cara...E é assim que se fazem amigos virtuais, e dá aquela vontade de pegar a mochila e sair por aí conhecendo fisicamente os virtuais amigos..." Rui Carlo, do Otimos e bom

"Abri o blog e fui do céu ao inferno em dois minutos. Recebi a visita do Everton Vidal. Fiquei tão feliz que fui correndo clicar no link do RE NOVIDADE...pra dizer à ele da minha felicidade com sua volta. Bem...ele não voltou!Só passou pra visitar mesmo! " Agda, do Pintura Intima
"Ai que vontade de voltar a blogar..." - Everton Vidal

Campanha legal
Olha só que campanha legal, eu vi no blog do Gabriel, Olhos Virtuais.

"Trata-se da última campanha da rede Hortifruti que está sendo veiculada no Rio de Janeiro desde o final do ano passado, mas na Internet ela já ganhou o Brasil. Com o slogan: 'Aqui a natureza é a estrela', as paródias com títulos de filmes se espalham rapidamente.O publicitário Leo Carbonell conta que trocadilhos são recorrentes nas campanhas da Hortifruti. Já fizeram uma também em que frutas e verduras eram estrelas da revista Cascas."





Orelha de Porco



Oração da mulher


Senhor,
Até agora o meu dia foi bom.Não fiz fofoca,
Não perdi a paciência,
Não fui gananciosa, sarcástica, rabugenta, chata e nem irônica.
Controlei minha TPM, não reclamei, não praguejei, não gritei, nem tive ataques de ciúmes.Não comi chocolate.Também não fiz débitos em meu cartão de crédito e não dei cheques parcelados.Mas peço a sua proteção, Senhor,
Pois estou para levantar da cama a qualquer minuto.



Será que faltou algum link????meavisemqueeufaçoumupdat.beijosfuimeligue

Algum tempo depois: Alguém percebeu que rolou uma campanha bem sutil na feijoada de hoje?

Promoção das 25.000 visitas: Só será permitida a participação dos amigos que estão linkados na turminha do amigão.

segunda-feira, 21 de julho de 2008

Quando comecei o blog em 2007 nem de longe imaginei a importância que isto teria na minha vida. Era uma brincadeira. Cansei de postar aqui "estou brincando de blog". No inicio era "O melhor do nada", título baseado em um livro do meu ídolo Jerry Seinfeld. Mas logo isto aqui virou a " turma do amigão".

Se você já teve um amigão na sua vida, você vai concordar comigo, ele era gordinho e se chamava "Zé", não é verdade? E era justamente disso que eu estava querendo fugir. Mas parece que não restam muitas alternativas para quem é gordinho e se chama "Zé".
Não, eu não estava preparado para isto. De repente isto aqui virou uma família que eu não tenho vontade de me desfazer.
Estava lendo agora, exatamente o livro do Seinfeld, e tirei alguns conceitos de um texto dele chamado "amigolandia", para escrever este post.
"Quando a gente faz quarenta anos ou mais de idade, é difícil fazer um amigo novo. Sejam quais forem os amigos que a gente conviveu até hoje, é com eles que a gente quer continuar vivendo."
"A gente não sai por ai entrevistando gente nova, nem olha pra gente nova, não está interessado. Eles não conhecem os lugares, os gostos, não conhecem a nossa comida.Nem sabem o nosso time de futebol".

"Se me apresentam um candidato a amigo, eu nem perco mais meu tempo e vou logo dizendo: Eu sei que você é um cara legal, parece ter um potencial muito bom, mas no momento não estou contratando ninguém para o cargo de amigo."
Por onde andei, fiz amigos, e os tenho aos montes, e embora seja ausente, sou fiel às lembranças, as datas de aniversários, cada dia do ano eu lembro que tem um grande amigo fazendo aniversário e sempre oro a Deus por ele

Cada um com sua vida sua história, sua família, mas basta um encontro planejado ou não e a gente começa o papo exatamente de onde parou há dez anos atrás. Um pouco de conversa é suficiente pra se atualizar sobre o que a pessoa está fazendo agora nesses dias e já voltamos ao passado, o que queremos mesmo é saber como foi resolvida aquela história, aquele namoro, como foi isso, como foi aquilo.
"Amigos novos não tem história, nem sabem o que estávamos fazendo no ano passado".
Mas aí de repente você inventa um blog e aparece um, depois outro e este negócio vai crescendo como uma bola de neve. E de repente lá está você chorando ou tomando as dores por pessoas que você nunca viu na sua vida.
E estas pessoas entram na sua vida de um jeito esquisito, sem pedir licença. E você as ama de um jeito esquisito sem pedir licença. E de repente viram amigos de infãncia e de repente eles sabem da sua vida inteirinha que nem aquele seu melhor amigo que estudou do fundamental até o superior com você sabia.E você se entrega e ao mesmo tempo aceita a entrega.
É íncrivel como estes amigos passam de um momento ao outro fazer parte da sua vida.E você acaba abrindo mão do conceito de que não precisa mais de amigos depois dos quarenta.
E você agora só tem um desejo, "pegar minha mochila" e sair por ai visitando todos estes links, apenas para saber se todos existem mesmo e se estão todos bem.
E estes amigos virtuais de repente passam a fazer parte da sua vida exatamente no mesmo grupo daqueles da quinta série. E você os acolhe e se torna responsáveis por eles.
No final eles acabam fazendo parte do nosso grande grupo de amigos, aqueles que nos ajudam a carregar o fardo da vida. "Este grande fardo chamado: Que diabos estou fazendo aqui?"
Prazer, meu primeiro nome é José, mas não me chame de "zé", chama de "amigão" que é mais bonitinho.

sábado, 19 de julho de 2008


Domingo 20 de julho, é o dia do amigo e para comemorar a data que é tema deste blog, quem está aqui hoje é o nosso Everton Vidal, ex-blogueiro (temporário), médico, poeta, pintor, escritor e o mais importante, amigão.

Amigos, encontros e canções
Por Everton Vidal
A matéria-prima de gente é gente. Gente é-vai-sendo feita de gente. É um atributo da alma ser pegajosa, aderente, e em todos os tipos de relações é inevitável que partes do ser de um fique no outro e vice-versa. Assim, as pessoas se transmitem, se contagiam e se alteram umas às outras.
Toda gente é uma mistura de todas as gentes que passaram pelo seu coração, disse um amigo, o Caio Fábio, que por sinal não me conhece, mas ainda assim é meu amigo. Sobre essas amizades anônimas o Vinícius de Moraes escreveu uma crônica (a crônica está pulbicada no post abaixo deste) que recomendo como leitura indispensável, principalmente para aqueles que um dia pensaram não ter amigos. Quando o Amigão me convidou a aparecer por aqui no Dia do Amigo, me passou pelos olhos interiores uma enorme lista de gentes que participaram na minha formação, e no meio dessa multidão muitos nomes brilharam especialmente, são nomes de amigos.

Amigo é uma palavra sem definição específica, parece que cada pessoa tem uma própria, única e exclusiva definição para cada um de seus amigos, ligada a uma “imagem” ou lembrança que os guarda para sempre na memória. A música tem esse poder de conservar os amigos sempre presentes. Por exemplo, na quinta série eu tive um amigo, o Luciano, que era fanático pelo Flamengo, foi ele quem me ensinou a cantar o “uma vez Flamengo, sempre Flamengo” e até hoje quando ouço este hino lembro-me dele. A Juliana do “Ai meus Sais” escreveu um dos textos mais lindos que já li no universo dos blogs, falava de um amigo que apesar de ter partido, ficou guardado numa música dos Beatles. Isso é o que canta Milton Nascimento na Canção da América:

“Mas quem ficou, no pensamento voou Com seu canto que o outro lembrou E quem voou, no pensamento ficou Com a lembrança que o outro cantou Amigo é coisa pra se guardar No lado esquerdo do peito...”

Há quem pense na vida como uma coisa fixa, cheia de regras e padrões, eu gosto de pensar nela mais como uma caminhada. Era assim que os primeiros discípulos do Cristo enxergavam a existência, entendiam o Evangelho como um estilo de caminhar e por isso foram inicialmente chamados de “os do Caminho”.

Amizade, a partir desta perspectiva, é um Encontro de dois caminhantes em algum instante de suas caminhadas. Um encontro onde os ‘encontristas’ concordam em pequenas coisas. Alguns caminharão juntos a vida inteira, como aquele par que se casou bem cedo e nunca mais se des-grudou, ou aqueles amigos inseparáveis de longa data, outros se encontrarão esporadicamente, e ainda há os que nunca mais se toparão. No entanto as marcas de cada encontro perduram por toda vida, por isso a Amizade é tão essencial, e segundo muitos, mais especiais que amores e paixões. São nossos amigos que nos tornam gente como gente deve ser.

No ensino médio costumávamos nos reunir no intervalo das aulas para fazermos um “culto” ligeiro e descontraído, hoje já nem me recordo bem dos nomes de todos aqueles amigos, mas uma imagem ficou sacramentada, a de todos nós cantando “quero que valorize o que você tem...” num dia chuvoso próximo ao fim do ano letivo. Amizade é assim, sempre deixa um sacramento.

Fui pesquisar a origem do “dia do amigo” e fiquei surpreso ao descobrir que ele foi criado por um argentino, inspirado na chegada do homem à Lua, parece que entenderam isso como uma oportunidade de se fazer amigos em outras partes do Universo (sic). Não deixa de ser curioso, e até soa um pouco contraditório...

Porém, o que importa mesmo é o encontro, essas datas são o que fazemos com elas, e esta pode ser uma boa desculpa para uma carta, uma declaração, talvez um abraço ou um simples agradecimento… Quem sabe um barzinho à noite com direito a churrasco, cerveja e tudo mais, ou uma visita àqueles irmãos que há tempo não se vê, um culto, uma missa. São muitas as possibilidades de Encontros (e hoje é sábado, não é mesmo Suzi?).

Pra terminar, algumas Palavras de um Amigo especial, um trechinho de uma linda oração encontrada no capítulo 17 do Evangelho de São João, para todos nós que fazemos parte dessa Turma do Amigão.
"Que todos sejam um, como tu, Pai, estás em mim e eu em ti. E para que também eles estejam em nós… "O Cristo.

Abraços.
Inté!

Caricatura feita pelo Moiza, do cartum com bobagem.

Amigos
(Vinícius de Moraes)

Tenho amigos que não sabem o quanto são meus amigos. Não percebem o amor que lhes devoto e a absoluta necessidade que tenho deles.A amizade é um sentimento mais nobre do que o amor. Eis que permite que o objeto dela se divida em outros afetos, enquanto o amor tem intrínseco o ciúme, que não admite a rivalidade.E eu poderia suportar, embora não sem dor, que tivessem morrido todos os meus amores, mas enlouqueceria se morressem todos os meus amigos! Até mesmo aqueles que não percebem o quanto são meus amigos e o quanto minha vida depende de suas existências ...A alguns deles não procuro, basta-me saber que eles existem. Esta mera condição me encoraja a seguir em frente pela vida. Mas, porque não os procuro com assiduidade, não posso lhes dizer o quanto gosto deles. Eles não iriam acreditar. Muitos deles estão lendo esta crônica e não sabem que estão incluídos na sagrada relação de meus amigos. Mas é delicioso que eu saiba e sinta que os adoro, embora não declare e não os procure. E às vezes, quando os procuro, noto que eles não tem noção de como me são necessários. De como são indispensáveis ao meu equilíbrio vital, porque eles fazem parte do mundo que eu, trêmulamente construí, e se tornaram alicerces do meu encanto pela vida. Se um deles morrer, eu ficarei torto para um lado. Se todos eles morrerem, eu desabo! Por isso é que, sem que eles saibam, eu rezo pela vida deles. E me envergonho, porque essa minha prece é, em síntese, dirigida ao meu bem estar. Ela é, talvez, fruto do meu egoísmo. Por vezes, mergulho em pensamentos sobre alguns deles. Quando viajo e fico diante de lugares maravilhosos, cai-me alguma lágrima por não estarem junto de mim, compartilhando daquele prazer ... Se alguma coisa me consome e me envelhece é que a roda furiosa da vida não me permite ter sempre ao meu lado, morando comigo, andando comigo, falando comigo, vivendo comigo, todos os meus amigos, e, principalmente os que só desconfiam ou talvez nunca vão saber que são meus amigos! A gente não faz amigos, reconhece-os.

sexta-feira, 18 de julho de 2008

No ínicio meu patrão deixava o PC ligado aí eu aproveitava e escrevia, no ínicio ele fingia que não estava percebendo nada. Mas quando comecei a fazer sucesso a besta começou a ficar preocupado. O fato é que agora ningém me segura mais. Já to me sentindo a tal.

Ouro dia a dona Suzanna veio com a idéia de fazer um Orkut pra mim. Fui contra, o Janderson falou um monte:

- Isto é coisa de gente fofoqueira, gente que não tem o que fazer.Seu patrão por exemplo.

Mas a dona Suzanna me explicou direitinho:

- Preste atenção: O Orkut foi feito para ampliar o diâmetro do seu circulo social.
- Que diâmetro dona Su?
Mesmo não entendendo as explicações ela acabou me convencendo e criou um perfil no Orkut e uma comunidade em minha homenagem. Estou emocionada com tudo isto que está acontecendo e o melhor de tudo estou encontrando amigos incríveis.Já estão por lá os meus queridinhos : Agda, Moiza, Suzanna, Nana, Juliana, Nando, Henrique Monteiro, Henrique Medeiros, Lorena, Du, Juliana Fachinetti e Sahmany, Everton Vidal.
Mas francamente, aparece cada coisa no orkut que me deixa pasma. Outro dia mesmo quem me pede pra adicionar na minha página sem mais nem menos? Pois é, minha amiga Mariusca Cristina. Credo, eu nunca falei dessa mulher pra vocês. É um abuso de pessoa. Um coisa assim totalmente sem noção.

Pra começar, a mulher nem fala o verdadeiro nome, inventou um negócio lá de “Crysthina Lafayet”, o que que é isto, uma mulher de mais de 40 anos?
E olha as coisas que ela escreve no perfil:

“Quem se descreve se limita”.
Eu não entendi nada. E mais:
“Gostou?Pega a senha. Final da fila, espere sua vez.Chegou sua vez? Pega de jeito! Pegou de jeito? Dá valor. Não deu valor? Perdeu pra concorrência. Quer de novo? Desculpe, figurinha repetida não completa o álbum. Não tropeça que a fila anda.”

Agora eu pergunto, o Orkut é isto? Ou é A Mariusca que é um caso sério? Eu sei que a internet é a madrinha da solidão, mas francamente....
Mas o fato é que agora eu tenho o Orkut, ou yogurte como diz o Janderson e estou muito feliz. Entrem na minha comunidade, é só clicar AQUI.

E um engraçadinho que tá pensando que isto aqui é consultório me mandou um email perguntando quais sãos as minhas preferências sexuais. Errou o endereço não é aqui que se responde este tipo de pergunta. Mas vou quebrar o galho que agora eu tenho orkut e vou responder.
Meu querido em se tratando deste assunto de preferencias culinárias, eu me esbaldo. Gosto de maminha, picanha e lombinho. Um tutuzinho de vez em quando, principalmente se tudo termina com um doce de abóbora. Sou muito bestializada. Acredito que numa sala de jantar, entre quatro paredes, sendo ambos adultos, vale tudo. Eu uso os dentes, as mãos e todos os sentidos. Lambo, chupo, como e gemo. E falo palavras chulas. Nada me é indiferente nem o doce nem o salgado.Sou praticamente uma devassa na cozinha.
Bem, neste final de semana estaremos comemorando o "Dia do Amigo" (20/07) e o meu patrão mandou avisar que o sofá amanhã vai ser especial. Então deixa eu trabalhar que eu ganho menos.
Maria Elite, 59 anos , natural da Bahia, namorada do Janderson é a diarista do amigão e escreve todas as sextas-feiras aqui neste espaço. Todas as noticias são verdadeiras, a única falsa aqui é ela mesmo



 
^

Powered by Bloggerblogger addicted por UsuárioCompulsivo
original Washed Denim por Darren Delaye
Creative Commons License

____