segunda-feira, 30 de junho de 2008


Depois de uma semana inteira a base de paracetamol, palavrinha esta que só vim a conhecer esta semana, finalmente chegou o dia que eu pude me levantar sem aquelas dores, febres e demais complicações da gripe. Domingão pra colocar as coisas em dia e fazer uma boa faxina. O sol também contribuiu bastante.
E de repente quando tudo parecia tranquilo eis que surge a segunda-feira prontinha para começar.
Já contei aqui que toda segunda, lá em casa, meu pai acordava e dizia pra gente:"Vamos levantar porque hoje é segunda, depois de amanhã já é quarta ai, só vão ficar faltando dois dias pra terminar a semana".
Daqueles tempos do meu pai até hoje quando nem sonhávamos em computador o mundo deu uma volta tremenda. Os tempos começaram a mudar numa velocidade que se você parar pra pensar amanhã já é sexta-feira.
Quanta informação temos hoje! Quantos avanços incríveis na economia, na politica na ciência e no entanto o mundo continua violento e tirano. Ainda há pessoas passando fome, ainda há crimes e roubos e muitas injustiças.
Porque não resolvemos isto? Somos tão bons, tão inteligentes, não?
Será que o mundo é assim porque esquecemos os mais preciosos ensinamentos e valores e tesouros especiais que nossos pais nos passaram quando éramos moleques? Estamos deixando tantas coisas simples de lado e principalmente, estamos confudindo informação com sabedoria.


Tenho a esperança de que esta será uma semana bem diferente da outra que terminou. No meu caso tenho certeza que pelo menos será uma semana sem febres e dores.
E para você meu querido e minha querida com certeza também será uma semana rica, feliz e abençoada.

Por isso, bom dia!

Mas...bom dia mesmo!

sábado, 28 de junho de 2008


Sábado, a gente se vê no sofá
o costume vem desde a época de criança. Aos sábados a gente convidava um amigo para almoçar lá em casa depois do culto na igreja. Um sábado era a vez dos meninos então eu e o meu irmao convidávamos um amiguinho nosso. No sábado seguinte era a vez das minhas irmãs levarem um amiguinha. Como éramos muito pobres a ordem era levar apenas um amigo por sábado. E a gente sempre tinha um convidado e o sábado sempre foi um dia feliz.

O amigão cresceu (quer dizer envelheceu) mais os bons costumes sempre prevalecem. E cada sábado é uma alegria muito grande receber um amigo aqui no sofá.
Para mim, e digo isto com a maior sinceridade, é o sofá a melhor coisa deste blog e dá o verdaeiro sentido ao nome:Turma do amigão.

A turma que mais cresce na blogosfera só podia ser mesmo uma turma de amigos. Eu sou muito grato a Deus por ter me dado tantos amigos e mais ainda porque a maioria já saiu do campo virtual e mora dentro do meu coração.


E vem mais amigões por ai. A festa só está começando.

E você, se achou ai na turminha?

Feliz sábado!

Fala Moiza: Aí, só estão os participantes do sofá que não apareceram nas caricaturas recentes. Não estão aí a Agda, o Kbça, nem eu mesmo (claro). Vamos pôr uma legendinha básica, heheheDe pé: Lipe, Everton, Rui Carlo, Lorena e Suzi (a bonequinha mesmo).Sentadas: Nana, Paty Maionese, Juliana, Du, Susanna e Crys.No chão: Nando Damázio.Tá! Pode estar um pouco tosco, mas fiz essa caricatura meio correndo, de sexta pra sábado (pois essa semana foi extenuante... mesmo não sabendo mto bem o que significa essa palavra, hehehe... com estudos e trabalhos à mil). Além disso, mtas dessas caricaturas foram tiradas de fotos pequenas e em baixa resolução. Tbm não sou tão bom assim, né? hehehe


Abaixo: o Anderson , a Agda e o Mutumutum



ilustrações do Moiza Cartuns, de blog novo Cartunscomblogagem

sexta-feira, 27 de junho de 2008

O inverno chegou com tudo. Um frio de rachar que congela os dedos. E isto quando não congela o cérebro. E ai eu perco qualquer vontade de escrever um post simpático e amoroso, assim como me nego a ter um pingo de paciência com esta gente daqui desta casa.

Um cheiro de cigarro nojento, tudo fechado e todo mundo doente. O patrão, o filho dele e até o Janderson.

- Elitezinha faz um chazinho...por favor.

E isto eles pedem com a voz manhosa.Só me faltava esta. Depos de velha cuidar de três marmanhos doentes e ainda por cima dengosos?

É gripe, dores de cabeça...eu odeio o inverno.

Pra sair da minha casa e chegar até aqui nesta espelunca, eu estreei meu lock jeca de inverno.É a coleção "Inverno da Elite 2008".Ninguém merece!
Tudo começa com a falta de casacos bonitos para usar e desfilar no “Cocaia X Grajaú”. Ou você acha que vou gastar meu dinheirinho suado para comprar roupas de frio?
E assim o tempo passa e mais um inverno e eu aqui passando este sufoco.O resultado é este, um estilo meio jeca. E passo três dias usando o mesmo modelo. O meu bom e velho casaco preto.
Deveria ter comprado umas blusas de lã, mas me diz , para que ter muitas blusas de lã? Se eu nunca uso.Só se for para dar traça. Por isso, nunca tenho mais que uma blusa de lã. Ontem mesmo encontrei a fresca da minha amiga Clotilde, com uma blusa de lã eleganterrima:

- Clotilde, que blusa linda você está usando!
- Você gostou? É de uma lã especial! Foram necessárias oito ovelhas para fazê-la!
- Nooossa, que chique! E eu nem sabia que já tinham ensinado ovelhas a costurar!
Inventei um look cebola com sete casacos. Tentando abafar o frio vou colocando um casaco em cima do outro. E assim vou fingindo que como diz meu patrão, é “uma proposta fashion” para esconder minha falta de gosto.

Isto sem falar das meias esportivas. Me faltam meias bonitas para o inverno. Quer dizer, até tenho algumas mas geralmente elas ficam lá no alto do armário e até esqueço delas. O resultado é um assombro. Por sorte as pessoas não vêem minhas meias. Mas no meu interior eu sei que estou usando meias jecas e fico com vergonha.
Como ninguém nunca me deu o toque de como usar acessórios de frio, sigo com minha intuição.Mas intuição vai para um lado e a elegância para outro e juro que estou arrasando com aquela touca de crochê que minha avó fez. Eu vou parando por aqui, estou vexada com estas coisas todas. Crianças se agasalhem bem. Beijos da Elite!
Maria Elite, 59 anos , natural da Bahia, namorada do Janderson é a diarista do amigão e escreve todas as sextas-feiras aqui neste espaço.
Todas as noticias são verdadeiras, a única falsa aqui é ela mesmo

quinta-feira, 26 de junho de 2008


Hoje é meu plantão lá no Noticias (IR) Relevantes. O texto está pronto desde a semana passada só esperando você chegar lá pra ler e comentar. Como sempre é um texto educativo e super relevante com informações que só mesmo o amigão teria saco pra pesquisar, copiar e colar. Portanto espero você lá.
Outra coisa muito importante neste ramo de blogs são os comentários. Eu faço qualquer coisa pra você comentar lá. Ao contrário dos grandes e mais ilustres blogueiros, este amigão aceita qualquer tipo de comentário. Aliás nem precisa ler o texto escolha uma das opções abaixo copie e cole lá. Não tem problema, o texto que tá lá também foi copiado e colado.

1) Adorei o texto. Volto depois para ler, err digo, comentar.

2) A Nana e a Kátia? Uau que gatas!

3) Amigão você é lindo!

4) O Lipe é muito estranho.

5) Ah, amigão! Muito grande esse texto. Tô com preguiça.

6) Amigão eu li o texto mais não sei como você consegue ser pior do que os seus parceiros do NI.
Vaobora pra lá, é só clicar AQUI

quarta-feira, 25 de junho de 2008


Foi tanta correria nestes dias que nem percebi que " A Turma do Amigão" atingiu (e passou) a marca das vinte mil visitas. Nem deu tempo de pensar em uma promoção legalzinha.Prometo que vou pensar na promoção de vinte e cinco mil. Só tenho a agradecer a todos vocês pelo carinho e atenção e lógico pelas visitas.
Vou repetir uma homenagem que fiz há uns tempos, para quase todos vocês:
Perdi o sono, e entre um pensamento imperfeito e outro cheguei a conclusão que tenho , a ternura da Suzi , a genialidade do Everton , a meiguice da Du , a arte de contar histórias do Nando, a inteligência da Paty , a persistência da Juliana ,a juventude do HenriqueM, a sensibilidade da Cris, os sonhos da Lorena , a experiência do Carlo e o bom humor do pessoal do Noticias . As idéias interessantes do Lucas, a irreverencia do Sandálias, o humor carioca da Flavia e do Kbça, a pedagogia da Francine, a alegria da Sahmany,e estava quase acreditando que sou tão bom escritor quanto a Agda e a Suzanna.Ou que não passo apenas de um Nobre Ordinário. Não fosse o sono ter voltado, ainda hoje me declararia PERFEITO, entretanto, deixarei esta declaração para uma próxima madrugada insone...


Aviso Importante - Respeite seus colegas


Vi no blog Olhos Virtuais




Que é isso Zé?


Uma Cidade pede desculpas...




E domingo foi o aniversário da minha amiga Nana, do "Apenas Nana"e minha chefe la Notícias Irrelevantes (amanha eu tô lá).

"25 anos de vida. Devo todos esses anos a minha mãe.Todos os aniversários eu agradecia a ela por tudo. De alguma forma era como se eu dedicasse mais um ano de vida completado a ela e esse ano a razão da minha felicidade, mais que em todos os anos é Ela".
E hoje a canequinha vai pra nossa querida e grande Nana. Ela mercece!


Enquanto preparava a feijoada estava fazendo 12 graus aqui em Sampa. Estou com febre e a base de Naldecon.Muito frio mesmo.Um bom dia para comer feijoada.
Enquanto escrevo e tento arrumar umas coisinhas aqui e outras ali, tentando fazer uma feijoada legal, vou lembrando dos acontecimentos da semana, dos comentários e tudo que a gente viu por aqui.Encontrei este blog Aqui, de onde copiei esta pequena parte da postagem do rapaz. E com ela eu encerro a feijuca de hoje:

"A Danuza Leão, irmã da Nara, conta na auto-biografia que nunca vai esquecer do dia em que pediu uma carona para um diretor de TV com que trabalhava lá pelos finais da década de 80. Ela estava esgotada na vida, tinha perdido a irmã, filho, pai, ex-marido, tudo isso, em um intervalo de poucos anos. Tava na merda total. Matando um leão por dia. E, numa daquelas tardes chatas, depois de mais e mais trabalho, tudo que ela queria era uma carona pra ir pra casa, e só. O cara disse “não vai dar”. E ela relata que tem poucas coisas que nunca se esquecem na vida. “Essa é uma delas”.

Se todo mundo fizesse sua parte na sociedade, tendo o mínimo de bom-senso, cuidado com o próximo, carinho com quem está trabalhando ou que não anda bem, etc, etc, tudo isso seria bem melhor. Aliás, se as pessoas ao menos cumprimentassem umas às outras, já seria incrível. Eu lembro bem quando a opinião pública crucificou uma personalidade política recentemente, em plena campanha eleitoral, pelo fato dela ser “arrogante”. “Essa pessoa é uma grossa, tem o nariz em pé, trata mal os outros, etc, etc”, diziam. Engraçado isso. Quem travava esse discurso sequer fazia sua parte. Era a mesma gente que não dava nem oi para o porteiro do prédio, bom dia para o cobrador do ônibus ou para o lixeiro que passa o tempo recolhendo as nossas merdas. Pra muita gente essas pessoas sequer existem." Rafael Cortez

Orelha de Porco



"Nunca minta, faça como eu. Fale a verdade e saia correndo"



Fuibeijosmeliguemtchau!

terça-feira, 24 de junho de 2008


"Você compraria um tênis se soubesse que ele foi fabricado por crianças? Você abasteceria seu carro em um posto de gasolina se soubesse que aquela marca provocou um enorme desastre ecológico? Você deixaria seu dinheiro em um banco se soubesse que ele subornou políticos? Você tomaria um leite se soubesse que o fabricante cometeu uma série de irregularidades financeiras? Você usaria uma operadora de telefonia se soubesse que ela grampeou altas autoridades do governo? Você votaria em um deputado se soubesse que ele responde na Justiça por crimes comuns?
Você leria um jornal se soubesse que ele não cumpre seus deveres trabalhistas? Você compraria um produto qualquer se soubesse que ele foi roubado do caminhão de entregas do fabricante? Você contrataria uma agência de publicidade se soubesse que ela alimentou o caixa 2 de uma campanha política? Você frequentaria uma boate se soubesse que ela serve bebidas alcoólicas a menores que depois voltarão para casa dirigindo? Você compraria um produto de uma loja se soubesse que ela sonega impostos? Você voaria por uma companhia aérea se soubesse que ela compromete a segurança dos seus clientes em favor da lucratividade? " (coluna do Luiz Marinho, no Blue Bus, no dia 20/07/07)

Você se pegou respondendo afirmativamente uma destas questões? Eu confesso que também ja respondi "sim" a algumas delas. Isto significa que eu também sou culpado pela tragédia do morro da Previdência e por tantas outras que os jornais nos empurram diáriamente.É preciso sim haver uma revolução. Mas esta revolução tem que começar de dentro pra fora.É individual.
Ou é melhor esquecer de tudo isto e continuar financiando e fazendo negócios com esta gente, apesar de saber tudo o que sabemos?

segunda-feira, 23 de junho de 2008

A águia é um bicho interessante desde sua origem. Um frango está pronto para ser vendido no mercado em nove semanas. Águias não, elas levam, como no caso da águia real, até um ano para voarem sozinhas.

Você pode ver pombos, andorinhas e periquitos voando em bandos. Águias não, sempre estão sozinhas, no máximo duas. Ficam lá no alto, olhando o céu infinito.


Quando aparecem as tormentas.As águias não se escondem. Abrem sua asas, que podem voar a uma velocidade de 90km por hora, e enfrentam a tormenta. Elas sabem que as nuvens escuras, a tempestade, e os choques elétricos podem ter uma extensão de 30 a 50 km, mas lá em cima brilha o sol. Nesta luta terrível podem perder penas, podem se ferir, mas não temem e seguem em frente. Depois, enquanto todo mundo fica às escuras embaixo, elas voam vitoriosas e em paz, lá em cima.
Finalmente, as águias também morrem, mas alguma vez você viu um cadáver de águia? De galinha talvez, de cachorro ou de pombo, mas cadáver de águia não se encontra por aí. Sabe por quê? Porque quando elas sentem que chegou a hora de partir, não se lamentam nem ficam com medo. Procuram com seus olhos o pico mais alto, tiram as últimas forças de seu cansado corpo e voam aos picos inatingíveis e aí esperam resignadamente o momento final. Até para morrer elas são extraordinárias.

Quem sabe ao começar esta segunda-feira o amigão ai que me lê, tem diante de si um dia cheio de desafios. Alguns deles podem parecer impossíveis de ser vencidos, mas lembre-se de voar alto, pois além da tormenta brilha o sol.

("Meditação matinal", de Alejandro Bullón)


Boa semana!

sábado, 21 de junho de 2008



Pânico no Sofá

Convidada de hoje: Agda, do Pintura Intima

Oha eu aqui! Nem nas minhas maiores crises de vaidade, imaginava um dia ser convidada a sentar neste sofá, onde tantas celebridades blogueiras já se instalaram. Passei por todas as sensações possíveis desde que recebi o convite do Amigão. Fiz um post sobre assédio moral, mas acabei chegando á conclusão que roupa suja a gente lava é em casa mesmo.

Suando frio! Juro. Mas como eu tenho um auto controle muito grande, vou tentar não dar vexame, roendo as unhas ou arrancando os cabelos. (Aldir, cadê o Diazepan?) Estou começando a sentir os sintomas da síndrome do pânico!

Aliás, um de meus assuntos preferidos ultimamente. Virei expert em sintomas de pânico. Então vou falar um pouquinho sobre isso.

Começa assim: Você nem imagina mas seu cérebro, como um computador, já armazenou um milhão de arquivos inúteis e desnecessários. Um dia ela percebe que precisa fazer uma faxina , uma formatação, limpeza geral da memória e do histórico acumulado.

Acontece que para poder se livrar dos arquivos obsoletos, precisa em primeiro lugar desfragmentar e colocar cada arquivo no seu devido lugar. A você caberá apenas determinar o que é lixo. Mas para isso você tem que entrar em contato com ele, identifica-lo, para poder excluí-lo.

O coração dispara ao se deparar com a quantidade imensa de inutilidades, como o medo exagerado, inseguranças, traumas, frustrações. Falta o ar e você acaba achando, por um segundo, que a máquina vai bloquear de vez, que precisa urgentemente de um programador. Afinal você não entende nada desse confuso sistema interno.

Você procura um especialista e ele te aconselha fazer um up grade, acompanhado de muita psicoterapia, antidepressivo, calmante, Freud, Jung e o diabo...(ops...desculpa)!

Dá licença, você pode ser suficientemente competente para lidar com isso sozinha (o)!
Respira fundo... respiração de yoga: inspira pelo nariz e solta pela boca. Bota esse cooler para funcionar! Oxigena bastante o cérebro. Isso relaxa todo o sistema nervoso central, onde se encontram instalados todos os seus problemas. Com um pouco de paciência, acaba descobrindo que não vai dar pane e que você sozinha (o) pode dar conta de uma formatação rápida no sistema todo.

Findo o processo, após ter se livrado dos trilhos desnecessários, você instala somente o básico e de quebra, deleta aqueles favoritos que você já nem sabe mais porque adicionou. Assim mesmo, bem de frente, com a cara e coragem você supera qualquer pânico, inclusive as 3 Rls acesas que tanto assustam o Rodrigo.

Mas seja firme, não adie o problema. Essa máquina, chamada cérebro, não permite substituição de peças. É único e precisa de boa manutenção para funcionar sem apresentar defeitos. Caso precise de assistência técnica, tome cuidado: esse país tá cheio de picaretagem, tanto na informática quanto na psicologia.

Ta aí pessoal...sem vergonha de dizer que deu pane no sistema interno e o resultado foi isso. Pra ficar pior, só postando em braile!

Amei o sofá...é lindo! A casa é aconchegante a companhia maravilhosa, pena que por conta do Diazepan não pude aceitar o drink.
Agda, escreve no Pintura Intima, todos os dias e é uma destas mentes brilhantes da blogosfera. E eu tenho muito orgulho que ela faça parte da Turma do Amigão. ...Curiosidade é o seu ponto fraco, "ou forte , depende da perspectiva. Estou em busca do auto conhecimento, e caminho nenhum é pequeno demais ou grande ou suficiente..."
Agda ,seja bem vinda a este sofá e faça dele seu cantinho neste final de semana. Muito obrigado mesmo pela visita. Beijão do amigão!
Ilustração : Moisés Gonçalves, o mutum

sexta-feira, 20 de junho de 2008


Como disse na semana passada, agora tenho um namorado o Janderson. Eu escolhi e fui escolhida. Foi numa roda de forró que o Janderson me pegou de jeito e consertou meu coração. Agora eu fico com as palavras do meu patrão: “O importante é ser ininterruptamente feliz”. E ele leva isto tão a sério que chega a ser irresponsável.
Mas será que gente feliz tem graça? A felicidade é um monte de fotos do seu filho ou do seu namorado na telinha do celular e se você mostrar mais do que três para uma colega já pega fama de chato.

Janderson meu namorado que trabalha no ramo alimentício tem um sonho, conhecer o Cristo Redentor. E neste final de semana nós iremos pra lá. Só que não vai ser naquele famoso. Vai ser o cabeçudo de Serra Negra mesmo. Que segundo ele é o que dá pra fazer.Se ele me pedir em casamento eu vou aceitar feliz da vida e para comemorar vamos dormir em um hotel beira de estrada e pedir camarão


Poxa se o Janderson me leva pra conhecer o Cristo e me compra camarão deve ser o homem da minha vida mesmo e eu não vou ficar pensando se depois de velha estou fazendo as escolhas certas ou não. Vou seguir o conselho que vi no blog da dona Suzi:



"Escolha o seu amor.Ame a sua escolha."


Hoje é um post curtinho porque tem serviço a dá com o rodo por aqui. E amanha a dona Agada do “Pintura Intima” vem visitar o sofá do patrão. E parece que o assunto é sério.

Tchau queridos, fui!
Maria Elite, 59 anos é a diarista do amigão e escreve todas as sextas-feiras aqui neste espaço. Agora inventou que está namorando o Janderson e deve vir por aí com um monte de histórias sobre o relacionamento. Todas as noticias são verdadeiras, a única falsa aqui é ela mesmo.

quinta-feira, 19 de junho de 2008



Hoje é meu expediente lá.Ou AQUI


E como sempre um assunto de extrema importância e relevância.



Estou rezando por vocês....

Beijão do Amigão!

quarta-feira, 18 de junho de 2008



Orelha de Porco

E então a formiga passeava pela savana africana, quando encontrou o enorme elefante:
-Você seria capaz de usar da força e prepotentemente se valer de seu tamanho avantajado para me esmagar de modo covarde e inútil somente por um capricho de poder?
-Sim.
-Filho da puta.
Puft! sghircht...

Não percam hoje, depois de "A Favorita" a despedida do Dunga.

charge do Lance


O Sofá do Amigão, agora tem um colaborador, Moisés Gonçalves o Mutumutum passa a ser o nosso cartunista oficial. O primeiro homenageado foi o Anderson do blog Flavia & Kbça, contudo não deu tempo de publicar a ilustração no dia que ele postou. Mas pra não perder a viagem veja abaixo, o dia que o Anderson veio no sofá do amigão. Todos os amigos serão homenageados aqui no Sofá. Aguardem.



E no próximo sábado é dia de receber a grande Agda, do Pintura Intima: "Se existir um preço, os olhos se escondem, tentando ludibriar os ignorantes e crédulos...portanto não é sincero, não é digno, não é integro, não é honesto...Este assunto continua em hora e local oportuno...Sofá do Amigão em 21/06/2008. Não será apenas um post, mas...


"Todos os anos as pessoas sempre me desejam a mesma coisa, e acho que é por isso que me sinto tão feliz. Eu tenho tudo: família, amigos, saúde, paz e muita felicidade. E só vou pedir uma coisinha esse an, por favor deseje pra mim mais tempo e dinheiro... (rs).Vamos festejar junto comigo, pois as surpresas só estão começando. Todo aniversário, tem aquele amigo fiel que me liga às 00:00 só para ser o primeiro a "dá os parabéns..." tem a minha tia que me liga sempre às 06:00 só para dizer que "aniversariante acorda é cedo!!" E também tem as festinhas surpresas, pois ainda tem gente que consegue esconder de mim... rs... e tem a galera da faculdade que estava planejando uma festinha surpresa, mas aii eu já desconbrir!! Aff.. sempre tem que ter um bocão, né??!! (rs)Então é isso aii, a minha festa não seria completa sem os meus amigos blogueiros, e antes de derramar a cerveja no bolo, tenho que fazer três pedidos..."
Suzanna, muito obrigado pela sua amizade, pelas palavras bonitas no dia do seu aniversário. Feliz aniversário com os votos...ah, os mesmos votos de sempre. Ainda bem que as pessoas sempre desejam as mesmas coisas, né? E tem uma coisa: Seu blog, assim como você, é de tirar o chapéu.


A caneca é sua. Cuida bem e escolha a dedo uma pessoa para quem repassar. Super beijo pra você.

Semana que vem eu volto com os selos e memes e uma feijuca mais decente. beijosmeliguemtchau!

terça-feira, 17 de junho de 2008


Final de semana com tudo preparado para ir ao Rio de Janeiro, sou surpreendido com uma visita inesperada à minha residência o que me fez cancelar depois a viagem.
F, é foragido da polícia.É vizinho e é conhecido.Mas a cena deste rapaz em cima do meu telhado tentando pular para o quintal e sendo surpreendido pela minha chegada é uma cena que não consigo tirar da cabeça.Não pelo perigo que poderia representar mas pela situação de um cara muito jovem ainda que já desistiu da vida e totalmente sem noção faz da vida de seus parentes e vizinhos um verdadeiro inferno.

Fala-se no bairro em "higienização" o que quer dizer que "F", está com os dias contados. Isto me pertuba. A vida por si só já é rápida demais e por que existem pessoas que tentam encurtá-la ainda mais?

Folheando um dos meus livros de "meditações matinais" e eu leio dois destes livros todas as manhãs, encontrei este quadro que me fez pensar seriamente na brevidade da vida. "Faça de conta que uma vida de 70 anos fosse concentrada num dia, das sete da manhã às onze da noite, e veja como é eloquente a fulgacidade do tempo. Se hoje você tiver:

15 anos, são 10:25
20 anos, são 11:34
25 anos, são 12:42
30 anos, são 13:51
35 anos, são 15:00
40 anos, são 16:08
45 anos, são 17:16
50 anos, são 18:25
55 anos, são 19:34
60 anos, são 20:42
65 anos, são 21:51
70 anos, são 23:00


O que você acha? Ficou sério? E veja como a coisa é muito mais séria se você lembrar que o ser humano dorme em média 8 horas por dia. Quer dizer que alguém que viver 75 anos, terá passado 25 anos dormindo.

Quando se é jovem parece que a vida vai durar a eternidade toda. Deixa-se passar as oportunidades, desperdiça-se o tempo, vive-se apenas o presente, sem se preocupar muito com o futuro. Mas o tempo passa, inexorável, implacável; ele vai embora allheio ao uso que fizemos dele. Um dia, nos olhamos no espelho e percebemos rugas e cabelos brancos. Olhamos para trás e quase assustados perguntamo- nos: O que fiz com a minha vida?"



A primeira vista, pode parecer deprimente ter um relogio cujos ponteiros exibem a frase 'Lembre-se você vai morrer'. Mas a ideia é outra - é um objeto que nos lembra que a vida é curta e devemos aproveita-la. Batizado 'The Accurate ', custa USD 145 aqui. O criador Crispin Jones acha que a funçao de informar as horas está sendo cumprida atualmente pelos celulares, entao os relogios de pulso estao "livres para fazerem alguma coisa diferente". Os relogios que cria, diz, "refletem e comentam a sociedade", o papel que o tempo desempenha em nossas vidas e o impacto social da tecnologia. Dica do Gizmodo.

sábado, 14 de junho de 2008


Ih sujou... jogaram Maionese no sofá do Amigão



Meu Deus! Como o tempo passou rápido e eu nem percebi. Parece até que a quantidade de afazeres que se tem é inversamente proporcional ao tempo que encolhe só de mal. É como eu sempre digo: “Pobre não tem sorte, vive de teimoso”. E essa regra se aplica até a mim, uma pobre altamente bem relacionada.
Há três dias que penso no que escrever para o sofá, afinal de contas o Amigão merece coisa de qualidade, não merece o meu pior texto em cima do deadline.
E depois de muito pensar...
Olho o calendário.
“Puts! A visita à casa do Amigão já é amanhã. Caraaaaca! Eu não quero fazer feio lá, um sofá que já recebeu a nata das celebrities da blogosfera”.
Às vezes não dá para pensar muito. Em alguns casos você precisa simplesmente começar, como eu estou fazendo com esse texto agora.
Como uma boa jornalista que sou, fui rapidamente colher subsídios no blog do meu anfitrião e já dei uma olhadinha que a Elite falou de mim. Acreditem vocês que ela já foi dizer pra Deus e todo mundo que eu liguei querendo saber o cardápio e fazendo perguntas sobre o patrão dela. Ainda bem que ela não divulgou o teor das perguntas... (Abafa o caso.)
Seguindo a lógica das coisas, o natural seria que o Amigão me entrevistasse, já que o sofá é dele, quem escolheu essas capas coloridas para as almofadas foi ele, quem me fez o convite foi ele e a diarista que arrumou tudo conforme eu pedi também é dele. Mas quem disse que regras foram feitas para serem seguidas? No fundo a lógica acaba sendo só uma ilusão mesmo. Ilusão de tentar dar sentido a tudo na tentativa frustrada de esquecer que algumas coisas simplesmente não respeitam qualquer linearidade.
E por falar em falta de respeito, quase que eu ponho o pé no sofá. Coisa feia... Daqui a pouco o Amigão não querer me ver nem pelas costas, quanto mais esparramada no sofá dele. Mas é que eu ando tão cansada. Vida de foca não é fácil. (Foca: jovem filha da pauta. É da PAUTA, não é da puta não!)
Como eu disse há pouco que não seguiria a ordem das coisas, e como a jornalista aqui sou eu, visitando o sofá desse ilustre publicitário que atende carinhosamente pela alcunha de Amigão, eu vou fazer a ele algumas perguntinhas básicas só para não perder o hábito. Só espero que o Amigão não ache que eu pergunto demais.

HELLMAN´S PERGUNTA...

Paty Maionese: Amigão, de onde surgiu a idéia do nome para o blog?
Amigão: Amigão é meu apelido. E escrevia inicialmente para os meus amigos. Para minha turma. E na hora de escolher um nome para o blog, não tive dúvidas: Turma do Amigão.

PM: Antes de fazer a Turma do Amigão você já teve experiências com outros espaços virtuais?
A: Não. Nunca me envolvi.

PM: Dos blogs aos microblogs, você acha que as comunidades virtuais enfraquecem as relações sociais, criando laços fracos? Ou isso é conversa dos apocalípticos da rede?
A: Depende muito da pessoa, do que ela quer, busca e principalmente de quem ela é realmente. Muitos se escondem aqui dentro, muitos são personagens. E muitos têm medo de colocar a bunda na janela. No meu caso estou criando laços fortes com as pessoas. Com meus leitores e penso criar eventos "como a Feijoada do Amigão - Ao vivo" para reunir estes leitores. O primeiro passo foi dado. Quando um pequeno grupo se encontrou lá no Rio. Eu nunca participei de nenhum encontro de blogueiros destes imensos, sabe. Por isso acho que o nosso encontro foi o melhor.

PM: Como surgiu a idéia de estruturar seu blog através de seções diárias, sendo que algumas com a participação de outros blogueiros?
A: A inspiração veio do blog do Nando, que às segundas e quintas publicava a novela, terças falava de algum assunto da atualidade, às quartas comentava os memes e selos recebidos e na sexta publicava um post literário. Gostei daquele jeito e resolvi copiar. Só que sou muito exibido e já fui colocando aqueles banners com indicações. Aliás, todos criados pelo próprio Nando.

PM: Você esperava que o blog fosse se tornar um espaço de tamanha interatividade, visto que você já até conheceu pessoalmente alguns blogueiros?
A: Mas quem disse que se tornou isto? Ainda está longe o tempo que este blog vai se tornar isto aí que você disse.Mas eu não aceito é ficar falando e conversando com alguém no escuro. Tem que conhecer pessoalmente mesmo. E isto vou fazer sempre.

E finalizando...

PM: Até hoje qual foi o seu melhor sofá?
A: Nossa, todos foram ótimos. São minhas visitas. Meus convidados. E foi um prazer receber todos por aqui. Desde a Suzi que estreou o sofá até o último, todos foram empolgantes.E sabe? Eu fico muito feliz com a alegria que as pessoas recebem o convite.Como se fosse um privilégio sentar no meu sofá.Ora o privilégio é meu receber as pessoas.

Bom Amigão, foi um grande prazer conversar com você no seu sofá, na sua casa, sobre as suas almofadas coloridas, que não aparecem no banner, mas que são muy confortáveis. Espero que tenha sido bom pra você, porque pra mim foi ótimo estar aqui fazendo parte das estatísticas desse verdadeiro red carpet da blogosfera. Acabo de perceber que exagerei um pouco no tamanho do texto, mas é que quando eu estou com fome meu poder de síntese desaparece. Encerramos aqui mais esse “sofá” e vamos almoçar, porque algo que me diz que a Elite preparou bife com batata frita.

____

*Paty Maionese é uma foca pretensiosa que escreve sempre que pode no Um pouco de Bossa. Ainda hoje contabiliza as dívidas da viagem ao Rio e o arrependimento de ter ligado durante quatro dias consecutivos para o telefone errado da Juliana Freitas. Para ela o blog é um vício e a bossa é um mantra que ela guarda consigo para não despertar a cobiça de ninguém.
Ilustrações: Moiza Cartuns (Mutumutum)

sexta-feira, 13 de junho de 2008

O meu patrão não aparece na casa dele há muito tempo. Parece que ta morando na agência onde trabalha. isto aqui tá de pernas pro ar.
O coitado nem comemorou o Dia dos Namorados ontem. Mas também comemorar com quem? Deve ter chegado em casa de madrugada completamente bêbado. Eu já disse milhões de vezes:
- Patrão, o senhor não pode continuar sozinho. Precisa encontrar alguém para dividir as rugas.
Não vê eu com 59 anos e não perco tempo. A fila voa comigo. Ontem mesmo sai pra jantar com o Jandersom, meu namorado.
Janderson é baixinho, pobre e emperebado mas eu o amo simplesmente. Porque resolvi que amo e nunca entrei em crise pra saber se ele é ou não tão bom o suficiente pra mim.
Poxa, ele me levou pra comer camarão e tenho certeza que vai qualquer dia me pedir em casamento e eu vou aceitar feliz da vida.


Já o meu patrão, coitado. Também quem é que iria namorar um publicitário? E pobre ainda? Veja bem eu convivo com um publicitário pobre e solteirão e conheço muito bem esta raça. Já fui diarista de outros publicitários. Todos metidos a bestas. Todos solitários. Você pensa que eles são super criativos na hora de dar presente. Que nada. Eles nunca lembram a data e acabam mandando flores no outro dia com um cartão, esse sim, super criativo – pra fazer você esquecer da raiva.

Publicitário só se lembra das datas que podem gerar um anúncio e ganhar prêmio. Publicitário não tem tempo pra nada. Você vai agüentar as ausências nas festinhas de colégio dos filhos, os atrasos no aniversario da sua mãe, as viagens nos casamentos dos primos.

Bem, você deve achar que namorar um publicitário vale a pena porque ele deve ser divertido e seus amigos vão achar que ele é o Maximo. Mentira.

Publicitário sempre acha os outros bobos, as outras profissões fáceis e que barzinho da moda é a pior coisa do mundo.

Aliás, publicitário costuma odiar tudo que as maiorias adoram. Aquela musica que estourou nas rádios? Bandinha de adolescente. O filme que ganhou 37 Oscar? Indústria. Novela? Só o intervalo.

Mas talvez você queira namorar um publicitário porque ele entende de cinema e vai ser um programa divertido. Desista. Ele vai passar o filme inteiro comentando os detalhes técnicos, a direção de arte batida, a fotografia sem graça, o erro no roteiro e a direção fraquinha.
Eu acho que não tem jeito mesmo.Eu prefiro ficar com o meu Janderson que me entende pacas e para o meu patrão eu só desejo boa sorte.
Deixa eu trabalhar, que amanha tem visita no sofá do patrão, digo , Sofá do Amigão. E quem vem é a dona Paty Maionese, que é jornalista e já ligou aqui hoje perguntando qual vai ser o cardápio do dia e me fazendo um monte de perguntas sobre o patrão.
Aliás jornalista é outra raça esquisita, trabalhei na casa de uma que...ah deixa quieto.
Maria Elite, 59 anos é a diarista do amigão e escreve todas as sextas-feiras aqui neste espaço. Agora inventou que está namorando o Janderson e deve vir por aí com um monte de histórias sobre o relacionamento. O texto sobre publicidade, circula livremente na internet, por isso não deu crédito pra ninguém. Todas as noticias são verdadeiras, a única falsa aqui é ela mesmo.

quinta-feira, 12 de junho de 2008


Acertei o placar do jogo e ganhei uma caixa de brejas.Este ai da foto é o Carlinhos Bala, o Brad Pit do nordeste.
E hoje eu não estou aqui. Hoje é meu plantão no Noticias Irrelevantes, com mais uma pesquisa sensacional de grande utilidade para todos vocês. Bora pra lá? Leiam e comentem. Preciso mostrar serviço. Te espero lá. O endereço é este AQUI


Vamos lá dá uma forcinha pro amigão!



 
^

Powered by Bloggerblogger addicted por UsuárioCompulsivo
original Washed Denim por Darren Delaye
Creative Commons License

____