sábado, 19 de janeiro de 2008

Comprei um quilo de farinha pra fazer farofa

Moro em Sampa mas sou de Campo Grande, no Rio de Janeiro. Cresci numa família muito pobre, cinco irmãos. Nossa rotina era bem simples, durante a semana escola, sábado igreja, domingo praia. A praia mais próxima de casa era Barra de Guaratiba, uns 20 a 30 minutos de ônibus.



Domingo praia. Era o dia mais feliz. E o castigo para as coisas erradas que fazíamos durante a semana era ficar sem praia no final dela.Minha mãe preparava frango, com farofa, arroz, suco (refresco). Quando o dinheiro dava, havia refrigerantes e com muita sorte a gente ganhava picolé. Que coisa feliz. Que alegria era o domingo.
A gente foi crescendo, e descobriu que as pessoas riam da gente. Chamavam a gente de "farofeiros":
- Mãe o que é farofeiro?
- Ah filho, isto é besteira de gente que não é feliz.
- Entendi mãe.Besteira de gente que não sabe ser feliz e que não leva os filhos à praia e tem vergonha de ficar ali jogando bola com eles, que nem a gente mãe?


A descoberta veio com a idade. E foi uma grande decepção para todos nós. "farofeiro, farofeiro". Com o tempo perdeu-se a vontade de ir à praia com a familia. "Que brega." Prefiria ficar em casa vendo TV, ou lendo. "Farofeiro nunca mais". "To fora!"


Quando se fala em praia hoje, a primeira coisa que vem a cabeça: "tenho que ir ao shopping comprar uma bermuda nova". sunga nova. maiô novo. "não posso repetir o que usei no verão passado". E tudo tem que combinar. Óculos de marca, boné de marca. Cores combinando.Se possivel uma prancha enorme em cima do carro, só pra fazer uma "preza" na estrada.

O mundo valoriza. As pessoas que estão tentando impressionar também se impressionam.
Farofa, nem pensar, você tá louco? Isto é coisa de gentalha.Gentalha?
Quer saber? Gentalha é o cacete!Era farofeiro sim, mas era feliz!

Minhas férias estão chegando. E com certeza estarei na praia. Mas agora sou publicitário. Nada de farofa. Pega mau. Ou não? Será que pra ser feliz preciso da aprovação dos outros?

Gente Simples:

Gente Humilde - Musica de Chico Buarque, clique aqui pra ouvir na voz de Ana Carolina.

11 comentários. Clique e deixe o seu!!:

.:´° Renata °`:. disse...

Campo Grande!
Um bom lugar para viver. rs
Mas agora com o West Shopping (que não devia existir na sua infância)Guaratiba fica mais vazia! Tem gente que prefere ir ao cinema.
rsrsrs
Um beijão

Suzi disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Suzi disse...

Pois é. Taqui um post nostálgico, também.
Preconceito sempre existiu, mas enquanto a gente não se dá conta, ele não nos faz mal. Basta saber, pra sentir-se péssimo. Ô, sociedade! Os infelizes, que nunca tiveram uma família grande, unida, feliz, criaram a expressão para disfarçar a inveja que (nem sabiam) tinham dos farofeiros. Como as pessoas são bobas, né, amigão?

Fico na praia, hoje, e acho um barato, aquelas famílias que vêm, abrem uma Coca-cola de dois litros, dividem nos copinhos e as crianças saem felizes da vida de volta pro mar.

Outro dia, levei um potinho com cubinhos de manga, geladinhos, pra comer na praia. Betacaroteno "in natura". E teve gente que ficou me olhando. Acredita?
Pois é... Acham chique pagar 2,50 numa empadinha praiana (que até que é gostosinha), de 300 calorias, 3 reais numa água de coco que você pode comprar pela metade do preço e levar acondicionada numa garrafinha... e no isopor, só vale se for latinha de cerveja e refri, porque levar isopor com pet de dois litros já é mico. Vai entender...

Por fim, preciso dizer que "Gente Humilde" inevitavelmente me faz chorar. Sei lá... "essa música é tão linda que dá uma vontade de chorar", como diria minha mãezinha querida.
(Não ía clicar no link porque não gosto da Ana Carolina - ela me cansa! - mas a curiosidade e a vontade de chorar com u'a música linda... não resisti!)

Bj!

(caraca!!! falei pacas!!)

NANDO DAMÁZIO disse...

Amigão, vou te falar o que é gostoso: gostoso mesmo é botar aquele bermudão surrado ou uma sunga que nem precisa ser nova, botar um chinelo de dedo bem confortável nos pés, encher uma garrafa de isopor com bastante gelo, água e cerveja, comprar uma carne e umas linguicinhas mais um quilo de farinha, reunir a galera toda pra rachar conta, quanto mais gente melhor e mais divertido fica, e ir todo mundo pra praia fazer aquele zona, comer muito churrasquinho com farofa, beber a cerveja geladinha que depois de um tempo já fica quente mas ninguém se importa, enfim, curtir um fim de semana de muita farra na praia com quem a gente gosta, com toda a alegria e alto-astral que só nós, os farofeiros de nascença temos !! :D

Amigao disse...

Oi Renata, prazer em ve-la por aqui.Já fui lá no seu cantinho tambem.

Suzi,eu estava olhando alguns blogs hoje e a maioria está lembrando da infância.O seu comentário foi um post, eu já ia perguntar se voce não tem blog...rsrsrs.Eu definitivamente nao gosto da Ana Carolina.Mas foi a versão mais limpinha que achei no you tube.Nao encontrei a versão do Chico.Mas nesta musica resolvi dar um descontinho pra ela.Eu nao sei parar de te olhar...vish que o assunto é outro e isto tambem ja virou um post.
Valeu, vou indo pq quem fica parado é post...desculpa esta é do Zé Simão, foi sem querer.
bjs

Amigao disse...

Fala Nando, é isso ai.
E já que estamos no churras pode até rolar pagode que a gente nao liga. E aquela chuvinha no final do dia? A gente sujo de areia e molhado de chuva.
E ainda dizem que somos loucos?
Louco mas feliz.Mais louco é quem me diz que não é feliz.

Abração do amigao

Jul!o disse...

Uia, ja tive meu momento farofa!
Mas sempre tive em mente essas mesmas palavras da sua mãe....sempre mantive durante 5 minutos, tempo suficiente pra descobrir que era decadencia total e começar a consumir em barracas.
^^

Arcanjo D'Prata disse...

Ahh vamu ver c hj meu comentário consegue sair. To tentando escrever aki faz um tempo e ñ consigo, minha net está alucinada! Essa da praia é ótima, rsrs. Quem nunca teve um momento farofeiro que atire a primeira... "concha"!

Ser farofeiro é um ritual de passagem, uma fase existencial, reflexiva. Todos têm que passar como aqueles conhecidos como "farofeiros" uma vez ao menos, pois no futuro é engraçado lembrar que um dia nossa felicidade foi muito maior do que o medo de parecer antiquado!

Abraços! E Viva os farofeiros!!!

Rui Carlo disse...

Desculpe-me a ausência, tive tantas coisas pra fazer e aprender...
Vejo a mudança na nossa vida indo de farofeiro a exterminador-de-farofeiro e percebo a mudança nas expetativas sociais: nas décadas de 1960 e 1970 a discussao era entre "o ter e o ser", sendo mais importante o ser que o ter; nas décadas de 1980 e 1990, o imortante era o ter, consumir; agora nos anos 2000 a importância está no aparentar, você é o que aparenta (nem precisa ser, nem ter) e aparentar farofeiro é uma merda... um dia desses juntei minha turma de Movimentos Sociais na Faculdade e os levei ao pico mais alto das serras da regiao, foi uma trilha, a turma fez questao de levar farofa, frango, refrigerante e tapadura, como forma de gozação, mas graças aos açúcares e aos carboidratos levados a ninguem faltou energia... farofeiro que merece crítica é aquele que vaie picha nos coqueiros seus nomes, coraçõeszinhos, etc, ou deixa o lixo no chão

Juliana Freitas disse...

Eita! Morei na Ilha de Guaratiba Uvocê pessava de ônibus por lá) e conheço bem essa praia aí(alguém aí disse que ela fica vazia??? Ué, fica não)
Farofeiro é que é feliz mesmo!
Embora eu não consiga sem uma! Coisas da classe mérdia e suas preocupações pequeno burguesas...

Amigao disse...

Ao Jul!o, Rui, Arcanjo e Juliana.É isto mesmo que queria dizer.A gente precisa ficar velho pra tomar consciencia que podia ser bem mais feliz do que é se as aparências não importassem tanto.
A foto que ilustra o post, é da Barra de Guaratiba mesmo.
Jú, tem razão passava de onibus pela Ilha de Guaratiba.Uma praia só para pescadores.Isso?
Entre outras curiosidades a Barra (Guaratiba) também era conhecida como "praia do oi".Todo mundo da zona oeste frequentava lá e a gente passava o tempo todo dizendo: oi, oi, oi!
Bom domingo!

Assinar Feed dos Comentários

Postar um comentário

Deixe o Amigão feliz, comente isto!



 
^

Powered by Bloggerblogger addicted por UsuárioCompulsivo
original Washed Denim por Darren Delaye
Creative Commons License

____