segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Uma noites dessas aí estava passando no Telecine "Sobre meninos e lobos", filmaço de 2003 que ganhou 2 oscars.

Já vi este filme algumas dezenas de vezes e toda vez é a mesma coisa, fico refletindo sobre os perigos da selva em que vivo e logo me aparecem pessoas que enfrentaram seus lobos e sobreviveram.O detalhe é que carregaram os lobos dentro de si.Pelo resto da vida.

Quando eu era muito novo fui acusado de algo muito grave. E não foi uma coisa muito fácil de resolver não.Foi traumatico. As pessoas falavam comigo e se solidarizavam mas no final eu tive que carregar aquilo sozinho. Não houve nenhum apoio, por que talvez os meus amigos não acreditassem tanto assim na minha inocência. Uma vez desabafei com um amigo e contei todos os lances da historia sem omitir nenhum detalhe, e o meu amigo perguntou: "Você tem certeza que não roubou este dinheiro?".

Daí eu percebi que existem coisas que temos carregar com a gente pro resto da vida. Fui obrigado a me demitir e soube que os assaltos ao cofre continuaram depois da minha saída. Nunca ninguém daquela turma veio se desculpar comigo. E lá se vão vinte anos que eu carrego este peso comigo.
Como é que se faz para curar um trauma, como se apaga uma tristeza? Um transplante é possível?
Cada vez que assisto "Sobre meninos e lobos" eu tenho certeza que uma pessoa que foi mordida por um vampiro, necessáriamente se torna um vampiro. Isto não quer dizer que você vá sair por ai mordendo os outros só por que foi mordido. Mas sim que existem muitos lobos e vampiros por aí com sede de sangue. Esperando nosso primeiro vacilo.

"Segundo a lenda, os vampiros podem controlar animais daninhos e noturnos, podem desaparecer numa névoa e possuem um poder de sedução muito forte. Formas de combatê-los incluiriam o uso da hóstia consagrada, dos rosários, cruz de prata e metais consagrados, alhos, algumas plantas silvestres, água benta, etc."

O filme não tem nada a ver com vampiros. Mas todo o resto tem. Tem sim.

Um amigão diz que nós estamos perdidos, e chega a seguinte conclusão:
- O que vamos fazer amigão, se o negócio tá tão feio, que os próprios vampiros já estão vendendo alhos e cruzes de prata?

Uma boa dica pra iniciar a semana é esquecer os vampiros. É começar em paz, é armar -se do salmo 91 e seguir firme que nada vai nos acontecer.

"O choro pode durar uma noite, mas a alegria virá pela manhã". E a manhã é agora.

Bom dia, mas bom dia mesmo!

4 comentários. Clique e deixe o seu!!:

Du disse...

"Sobre meninos e lobos" ... Vi esse filme uma vez só e fiquei muito impressionada!

Agora, a sua pergunta:

Como é que se faz para curar um trauma, como se apaga uma tristeza? Um transplante é possível?

Escorpianos nunca esquecem, Amigão...O que podemos fazer é aprender a conviver com nossos traumas de forma que a vida não seja um fardo.

Bom dia, mas BOM DIAAAAAAAA mesmo!

Jornalista Azarado disse...

Nunca vi esse filme, mas dizemr que é excelente!

E essas feridas, infelizmente, não se apagam. O negócio é deixá-las de lado e aprender como não se machucar de novo... às vezes, somos injustos e injustiçados, mas só conseguiremos superar isso se não baixarmos a cabeça. Temos que seguir adiante e se preparar, por que a vida continua!

Abção!

NANA disse...

Li seu post hoje pela manhã, mas estava sem tempo de comentar.
Como teria um dia difícil pela frente, resolvi pegar a bíblia e ir ler o Salmo 91.
Obrigado.

Bêjão

Nati disse...

Se eu já morria de vontade de ver esse filme, agora é que eu quero ver mais ainda.

Amigão, que saudade que eu tava do seu "Bom dia, mas bom dia mesmo!".

Não sei por que, mas esse mesmo me dá uma alegria.

Um grande beijo!

Assinar Feed dos Comentários

Postar um comentário

Deixe o Amigão feliz, comente isto!



 
^

Powered by Bloggerblogger addicted por UsuárioCompulsivo
original Washed Denim por Darren Delaye
Creative Commons License

____