quarta-feira, 3 de outubro de 2007

Era só um carimbo

Está nos emails recebidos, está nos blogs, está na capa da Folha de S.Paulo, do UOL, enfim em todos os lugares.
É um carimbo. O carimbo de secretaria do nosso Congresso. Tudo bem todo mundo erra. Para fazer um carimbo você tem que passar por várias fases, várias mãos. Imagina desde a hora que ele entra na loja pra ser feito, a hora que sai, a hora que chega na mão de quem encomendou. E sem contar o gesto de carimbar.Não se trata-se um erro individual, é um erro coletivo. Ninguém viu, ninguém vê. E foi parar nas capas dos jornais.
Uns tempos atrás, fui procurado por um amigo, que dirigia um grupo musical gospel, eles estavam gravando um disco e iriam fazer uma grande festa de lançamento do CD. Me pediu uma produção gráfica em cima do material que eles haviam produzido. O tema central, era um hino gospel, chamado: " O céu vai se abrir". Falava sobre o dia em que o céu se abriria e todos veriam Jesus Cristo voltando a esta terra. Era um trabalho muito bonito, emocionante. A música tema também linda. A gente teria que trabalhar aquelas imagens recheadas de nuvens, céu, e teria que dar a entender que todas aquelas nuvens se abririam para dar lugar ao Salvador. ideia boa, todo mundo gostou, é mais fácil de trabalhar. Procurei uns amigos, diretor de arte e produtor gráfico e eles gostaram da idéia, porque o material realmente era muito bonito. E assim fizemos um trabalho caprichado. Daqueles dignos de prêmio em cannes. O material prá ninguém nunca mais esquecer. Era um marco na era de produção de capas de CD. Ninguém, senhores ,tinha feito um trabalho igual aquele. Eu olhava para aquilo e meus olhos ficavam cheio de lágrimas tanta era a emoção. Nuvens, céus, Jesus Cristo voltando à terra. Lembrava dos ensinamentos de infancia, das esperanças, das histórias. Comovente. Era exatamente essa idéia, o céu ira se abrir e nós todos O veremos.
O material estava pronto. Eu estava empolgado. Iria apresentar para o meu amigo, o melhor trabalho que ele já havia visto. A melhor de todas as artes gráficas. Todo mundo que olhava o material, concordava que nunca tinha visto uma obra daquela magnitude.
Até que um espírito de porco, só podia, me chamou a atenção para um detalhe. As letras garrafais que passariam despercebidas diante da imagem, se não fosse um desses detalhes que destroem tudo. Ali onde deveria estar escrito: "O céu vai se abrir", estava : O CÚ VAI SE ABRIR.
E ninguém tinha reparado isso.
Como se dizia lá pelas bandas da Ogilvy: "um caga e outro pisa em cima e sai arrastando"
Ou como dizia o estorvo: "um erro groteiro!"

2 comentários. Clique e deixe o seu!!:

Suzi disse...

CA-RA-CA!!!!!!!!!!!!

Sem mais.
;o)

Amigao disse...

kakakakaka, tem mais Suzi, tem mais históras cabeludas como esta.

Assinar Feed dos Comentários

Postar um comentário

Deixe o Amigão feliz, comente isto!



 
^

Powered by Bloggerblogger addicted por UsuárioCompulsivo
original Washed Denim por Darren Delaye
Creative Commons License

____