segunda-feira, 21 de julho de 2008

Quando comecei o blog em 2007 nem de longe imaginei a importância que isto teria na minha vida. Era uma brincadeira. Cansei de postar aqui "estou brincando de blog". No inicio era "O melhor do nada", título baseado em um livro do meu ídolo Jerry Seinfeld. Mas logo isto aqui virou a " turma do amigão".

Se você já teve um amigão na sua vida, você vai concordar comigo, ele era gordinho e se chamava "Zé", não é verdade? E era justamente disso que eu estava querendo fugir. Mas parece que não restam muitas alternativas para quem é gordinho e se chama "Zé".
Não, eu não estava preparado para isto. De repente isto aqui virou uma família que eu não tenho vontade de me desfazer.
Estava lendo agora, exatamente o livro do Seinfeld, e tirei alguns conceitos de um texto dele chamado "amigolandia", para escrever este post.
"Quando a gente faz quarenta anos ou mais de idade, é difícil fazer um amigo novo. Sejam quais forem os amigos que a gente conviveu até hoje, é com eles que a gente quer continuar vivendo."
"A gente não sai por ai entrevistando gente nova, nem olha pra gente nova, não está interessado. Eles não conhecem os lugares, os gostos, não conhecem a nossa comida.Nem sabem o nosso time de futebol".

"Se me apresentam um candidato a amigo, eu nem perco mais meu tempo e vou logo dizendo: Eu sei que você é um cara legal, parece ter um potencial muito bom, mas no momento não estou contratando ninguém para o cargo de amigo."
Por onde andei, fiz amigos, e os tenho aos montes, e embora seja ausente, sou fiel às lembranças, as datas de aniversários, cada dia do ano eu lembro que tem um grande amigo fazendo aniversário e sempre oro a Deus por ele

Cada um com sua vida sua história, sua família, mas basta um encontro planejado ou não e a gente começa o papo exatamente de onde parou há dez anos atrás. Um pouco de conversa é suficiente pra se atualizar sobre o que a pessoa está fazendo agora nesses dias e já voltamos ao passado, o que queremos mesmo é saber como foi resolvida aquela história, aquele namoro, como foi isso, como foi aquilo.
"Amigos novos não tem história, nem sabem o que estávamos fazendo no ano passado".
Mas aí de repente você inventa um blog e aparece um, depois outro e este negócio vai crescendo como uma bola de neve. E de repente lá está você chorando ou tomando as dores por pessoas que você nunca viu na sua vida.
E estas pessoas entram na sua vida de um jeito esquisito, sem pedir licença. E você as ama de um jeito esquisito sem pedir licença. E de repente viram amigos de infãncia e de repente eles sabem da sua vida inteirinha que nem aquele seu melhor amigo que estudou do fundamental até o superior com você sabia.E você se entrega e ao mesmo tempo aceita a entrega.
É íncrivel como estes amigos passam de um momento ao outro fazer parte da sua vida.E você acaba abrindo mão do conceito de que não precisa mais de amigos depois dos quarenta.
E você agora só tem um desejo, "pegar minha mochila" e sair por ai visitando todos estes links, apenas para saber se todos existem mesmo e se estão todos bem.
E estes amigos virtuais de repente passam a fazer parte da sua vida exatamente no mesmo grupo daqueles da quinta série. E você os acolhe e se torna responsáveis por eles.
No final eles acabam fazendo parte do nosso grande grupo de amigos, aqueles que nos ajudam a carregar o fardo da vida. "Este grande fardo chamado: Que diabos estou fazendo aqui?"
Prazer, meu primeiro nome é José, mas não me chame de "zé", chama de "amigão" que é mais bonitinho.

12 comentários. Clique e deixe o seu!!:

Lorena disse...

Ah, Amigão... Sei nem o que dizer!
Concordo com cada linha (menos a parte dos amigos depois dos 40, eu ainda não cheguei lá =P), mas especialmente com isso aqui:
"E de repente viram amigos de infãncia e de repente eles sabem da sua vida inteirinha que nem aquele seu melhor amigo que estudou do fundamental até o superior com você sabia."
É assim... Por que será que é assim? Por que será que não temos medo de abrir nossas almas para esses novos amigos de infância? Saímos falando as coisas assim, descompromissadamente, e aceitando a invasão, como você mesmo disse. O anonimato da amizade a distância deixa uma sensação de segurança maior do que a da amizade feita no cotidiano. Sei lá eu porquê, mas é verdade.

Ah, ontem, enquanto vinha da Bahia pra cá, passei por uma rodoviária que tinha uma lanchonete chamada "Lanchonete do Amigão". Quase tirei uma foto pra vc! =) Pensei em vc, e desejei que vc estivesse bem. =)

beijos, meu amigo. Espero um dia te encontrar lá em Porto, você vai ser meu guia, já que acha que sabe mais do lugar do que eu, uma quase-nativa! =P

Rui Carlo disse...

Boa noite, meu Amigão, meu nome é Rui Carlo, mas pode me chamar de òtimos, de Rui, de cara...
E é assim que se fazem amigos virtuais, e dá aquela vontade de pegar a mochila e sair por aí conhecendo fisicamente os virtuais amigos...
Valeu

NANA disse...

Agora eu vou parece a Du comentando isso, mas esse post me emocionou. De verdade.

E eu tô aqui sem saber o que comentar... =/ Aff!

PS: eu nunca tive um amigão chamado Zé!

Beijo

Du disse...

Eu também nunca tive um amigão chamado Zé...
Mas tenho um agora que se chama Ayrton, tenho outro que é Juca,ahhhhhhhhh tem um monte - o Nando, o Joel,o Preco, o Lipe a Nana, a Rô, a Carol, Adriana, Sú, Agda,Arú, Sheila, Juliana, Cidão...tem mais gente muito boa nessa lista que só cresce!\o/
Tô feliz da vida por que esses links existem de verdade e eu um dia ainda quero conhecer todos e dar aquele abração de urso!!\o/

O post do Vidal sobre amizade foi fantástico, mas eu li sem chorar...
Pois então dona Nana, agora chorei! =/

Ah, mas isso não é novidade nenhuma, eu choro mesmo. Chorei na Lavanderia ouvindo a música que o Juca colocou lá pra mim, chorei no blog da Rô vendo o post de hoje e agora aqui...deve ser TPM prolongada! =/

É por essas e outras que não vejo a hora de voltar! \o/

Beijo, meus amigões!

NANDO DAMÁZIO disse...

Este texto me fez pensar: se eu não tivesse resolvido "brincar de blog", não teria conhecido todas estas pessoas que hoje fazem parte da minha vida .. É, com certeza pelo menos serviu pra alguma coisa !!

Beijo, José (putz, desta nem eu sabia, hein, seu José Airton ??)

NANDO DAMÁZIO disse...

VOLTA LOGO, DUUUUUUUUUUU !!!!!!!!! :´(

Leandro Neres disse...

Olá AMigão! E vc que vc sabe, de fato, como ser um grande Amigo mesmo! Fico feliz por encontrar uma pessoa assim... QUe bom! E muito obrigado por ler meu blog e pelos comentários.. rsrs... Meu blog é meio bagunçado, tem de tudo ali, vou escrevendo o que se sinto e o que da na cabeça hehehe...
E vejo que temos grandes amigos em comum, isto é melhor ainda!
Tudo de bom!
Um grande abraço!
Leandro

DrummerChick disse...

Igualmente, meu primeiro nome é Priscila e pode me chamar de Pri que eu n ão me importo! ^^

Francine Esqueda disse...

Olá?! QUE LINDO...!! Estou passando por aqui de teimosa! Ontem passei por uma pequena cirurgia e deveria repousar total! Mas, não resisti:
Vim dizer um "oi" e dar uma bisbilhotadinha!...
ADOREI O QUE VI!
Beijos e mais beijos...
FRAN

Amigao disse...

Pois é, ninguém teve um amigo "Zé". Só mesmo o Léo Jaime quando cantou: "ela tem amigos à beça e eu só tenho o zé".

Nati disse...

É Zé Ayrton então? Ou Ayrton Zé?

Por via das dúvidas, fico com o Amigão. O mesmo Amigão que escreve mil coisas engraçadas e outras tantas emocionantes como esta que eu acabei de ler. Você nem faz idéia de que já passa da meia-noite e estou aqui lendo o seu blog e chorando feito besta, porque tudo que você disse é o que eu tenho vontade de dizer.

Já diria Vinícius, que amigos a gente reconhece, não é mesmo?
E eu reconheço você como meu amigo, meu AMIGÃO!

Beijos pra você e pra todos os meus amigos que fazem parte dessa turma.

Luca disse...

Pôxa!
Eu ainda não tinha lido isso aqui e fiquei pensando: Eu sou uma cara legal, tenho um potencial bom e queria ser contratada para o cargo de amiga!

Nhem!

Muito lindo tudo isso!
Qdo vc pegar a sua mochila, passa aqui pelo Maranhão, que eu te apresento a Ilha do Amor.

Bisous

Assinar Feed dos Comentários

Postar um comentário

Deixe o Amigão feliz, comente isto!



 
^

Powered by Bloggerblogger addicted por UsuárioCompulsivo
original Washed Denim por Darren Delaye
Creative Commons License

____